Posts filed under ‘Prêmios’

Comentando o Oscar 2012

Se pudéssemos resumir o 84th Annual Academy Awards, premiação que foi entregue ontem, no Kodak Theatre, em Los Angeles, ela estaria sintetizada na seguinte palavra: nostalgia. Os dois filmes que dividiram o maior número de prêmios, “O Artista” e “A Invenção de Hugo Cabret”, cada um com cinco estatuetas, fazem uma ode a uma Hollywood que não existe mais, em que o cinema era visto como uma forma de arte cujo objetivo era encantar as pessoas, repleto de glamour e de fascínio – ao contrário do que assistimos hoje, em que temos uma indústria cinematográfica pautada pelos interesses de mercado, que se preocupa mais com o lado econômico e que passa por uma incrível crise criativa.

Talvez, por isso mesmo, nos últimos anos, a grande tendência do Oscar é que ele se transformou em uma premiação bastante globalizada. Em uma das narrações antes dos comerciais, a locutora oficial do telecast destacou que, dos 20 indicados nas categorias de atuação, tínhamos norte-americanos, franceses, argentinos, mexicanos, canadenses, ingleses e suecos. “O Artista” mesmo, o grande filme de 2011, é uma produção francesa, a primeira em língua estrangeira a vencer a categoria principal da noite mais importante do cinema – e houve uma época em que isso simbolizava celebrar o cinema estritamente norte-americano. Sinal dos tempos!

A nostalgia também esteve presente na escolha do time criativo por trás do 84th Annual Academy Awards. O produtor Brian Grazer e o mestre de cerimônias Billy Crystal representam também uma volta a essa aura clássica que Hollywood busca recuperar, a imagem que o Oscar sempre teve. Nesse sentido, em seu monólogo de abertura, tivemos a mesma estrutura dos oito anos anteriores em que ele também apresentou a premiação, com a montagem em que Crystal participava de cenas dos filmes indicados à premiação e com aquela típica canção sobre os nove longas indicados na categoria principal. No final, a sensação que tínhamos era a de que o Oscar estava, novamente, em casa.

Entretanto, no decorrer da premiação, que teve um ritmo até bastante ágil se comparado a anos anteriores, sem muita perda de tempo entre um prêmio e outro, essa sensação de nostalgia, de voltar a um tempo que não existe mais, foi ficando cada vez mais forçada – especialmente nos vídeos feitos especialmente para o Oscar 2012, como aquele que mostrava o por quê de as pessoas (astros de cinema, não pessoas comuns, como eu e você) procurarem tanto os filmes como uma forma de lazer. O resultado foi que, no balanço geral, tivemos uma das cerimônias mais burocráticas dos últimos anos.

Ficarão na memória momentos como o discurso de Jean Dujardin (me parece que os estrangeiros sempre valorizam muito mais a conquista de um prêmio como o Oscar, talvez porque, para eles, essa seja uma realidade, uma possibilidade muito distante de acontecer), as agradáveis – e merecidas – surpresas como a vitória de “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres” em Melhor Edição , a linda homenagem prestada no In Memoriam com Esperanza Spalding cantando “What a Wonderful World’ e aquilo que todos esperavam ver desde 1983: Meryl Streep vencendo o prêmio de Melhor Atriz por “A Dama de Ferro”. Com essa conquista, Meryl iguala o feito de Ingrid Bergman e Jack Nicholson ficando a uma estatueta de chegar em Katharine Hepburn, a maior vencedora de prêmios individuais nas categorias de atuação da história do Oscar. Acho difícil que a AMPAS dê um prêmio novamente pra Meryl em tão pouco tempo, mas chance para isso ela terá com a adaptação da premiada peça teatral “August: Osage County”, que será dirigida por John Wells (produtor de séries como “E.R.” e “The West Wing”).

Algumas sugestões para os próximos anos: o discurso pessoal de Natalie Portman e Colin Firth a cada um dos cinco indicados na categoria de Melhor Ator e Atriz foi muito bonito. E ainda tivemos os clipes com cenas de cada um deles. Por quê não fazer isso também para os indicados em Ator e Atriz Coadjuvante? E a AMPAS precisa solucionar urgentemente o problema que é a categoria de Melhor Canção Original, que, provavelmente, é a mais desprestigiada da noite de premiação. Neste ano, tivemos dois indicados (num ano com ótimas músicas, diga-se de passagem) e a Academia preferiu uma apresentação do Cirque du Soleil (que entrou no tema central da premiação e fez um número especial baseado em “Iris”, espetáculo deles que fala sobre o cinema), ao invés de chamar os indicados para apresentarem suas músicas. Ou reformula geral essa categoria ou a exclui de vez.

Pelo visto, não é só no ponto de vista econômico e político que os Estados Unidos buscam recuperar a liderança que eles perderam (e aqui vai uma citação direta ao filme “Tudo Pelo Poder”, de George Clooney, uma das ótimas obras dessa última temporada de premiação). Eles também buscam voltar ao topo da indústria cinematográfica – preste atenção ao fato de que, nos vídeos feitos especialmente para a cerimônia, somente filmes e atores e atrizes norte-americanos tiveram destaque. Para isso, vão ter que voltar às suas origens e às grandes histórias que nos arrebatavam, buscando inspiração no que é feito fora (não fazendo remakes, diga-se de passagem, de longas estrangeiros), mas tentando dar a sua própria cara e interpretação ao que é feito fora de Hollywood. Afinal, o cinema norte-americano é o que existe de mais familiar para boa parte do público consumidor de filmes.

Veja aqui a lista completa de vencedores do 84th Annual Academy Awards.

fevereiro 27, 2012 at 10:44 pm 18 comentários

Previsões para os Vencedores do Oscar 2012

Acontece neste domingo, dia 26 de fevereiro, aquela que é a noite mais importante do cinema: o 84th Annual Academy Awards, premiação outorgada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS). O filme “A Invenção de Hugo Cabret”, de Martin Scorsese, com 11 indicações, e “O Artista”, de Michel Hazanavicius, com 8 indicações, devem monopolizar a briga pelos Oscars principais.

Entretanto, a disputa que todos querem ver é a que envolve a recordista absoluta de indicações aos prêmios da Academia, Meryl Streep, contra sua grande amiga Viola Davis, na categoria de Melhor Atriz. A disputa está imprevisível e deve ser um dos últimos prêmios a serem entregues nesta noite.

Depois de oito anos ausentes da premiação, o comediante Billy Crystal volta a ser o mestre de cerimônias de uma noite que promete em termos de entretenimento. O Cirque du Soleil vai fazer uma apresentação especial no Oscar 2012 e a lista de apresentadores anunciadas pela AMPAS, até agora, inclui nomes como Tina Fey, Ben Stiller, os Muppets, Halle Berry, Bradley Cooper, Tom Cruise, Penélope Cruz, Tom Hanks, Angelina Jolie, Jennifer Lopez, Chris Rock, o elenco de “Missão Madrinha de Casamento”, Emma Stone e Cameron Diaz.

Fiquem com os nossos palpites para aqueles que devem conquistar a estatueta dourada no próximo domingo:

Actor in a Leading Role: Jean Dujardin, “O Artista”
Actor in a Supporting Role: Christopher Plummer, “Toda Forma de Amor”
Actress in a Leading Role: Meryl Streep, “A Dama de Ferro”
Actress in a Supporting Role: Octavia Spencer, “Histórias Cruzadas”
Animated Feature Film:Rango
Art Direction: Dante Ferretti e Francesca LoSchiavo, “A Invenção de Hugo Cabret”
Cinematography: Emmanuel Lubezki, “A Árvore da Vida
Costume Design: Ariane Phillips, “W.E. – O Romance do Século”
Directing: Michel Hazanavicius, “O Artista”
Documentary (Feature): “Pina”
Documentary (Short Subject): “Saving Face”
Film Editing: Thelma Schoomaker, “A Invenção de Hugo Cabret”
Foreign Language Film: “A Separação”, Irã
Makeup: Mark Coulier e J. Roy Helland, “A Dama de Ferro”
Music (Original Score): Ludovic Bource, “O Artista”
Music (Original Song): “Man or Muppet” (“Os Muppets”)
Best Picture: “O Artista”
Short Film (Animated): “La Luna”
Short Film (Live Action): “The Shore”
Sound Editing: “A Invenção de Hugo Cabret”
Sound Mixing: “A Invenção de Hugo Cabret”
Visual Effects:Planeta dos Macacos: A Origem
Writing (Adapted Screenplay): Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash, “Os Descendentes
Writing (Original Screenplay): Woody Allen, “Meia-Noite em Paris

O 84th Annual Academy Awards será transmitido ao vivo pelo TNT, a partir das 20h30. O E! Entertainment Television começa a sua programação especial com a cobertura do evento a partir das 15h30, com o Countdown; o Tapete Vermelho será transmitido a partir das 19h30; e o Post Show a partir das 02h.

Faremos a cobertura completa da premiação na fanpage oficial do Cinéfila por Natureza e, na segunda feira, dia 27 de fevereiro, postaremos aqui no blog nossos comentários completos sobre a cerimônia.

fevereiro 24, 2012 at 10:21 pm 28 comentários

Os indicados ao Oscar no Academy Awards Nominees Luncheon 2012

Aconteceu hoje à tarde, em Los Angeles, o tradicional evento Academy Awards Nominees Luncheon, que reúne os indicados ao Oscar num almoço formal – porém descontraído, na medida do possível – no qual eles recebem seus diplomas de indicados àquela edição anual dos Academy Awards e celebram este que é um momento único nas suas carreiras.

Separamos algumas fotos e declarações especiais desta tarde:

Recordista absoluta de indicações, Meryl Streep nunca esteve tão perto de conquistar a sua terceira estatueta - algo que ela espera há 29 anos.

"Eu sempre pensei que ser uma atriz é um privilégio e uma responsabilidade." - Glenn Close

"Eu espero que eu possa ser um símbolo de esperança para outros atores que têm feito isso há tanto tempo quanto eu." - Octavia Spencer

"Tem sido um ano incrível, surreal... Eu espero que eu não receba uma ligação em que alguém diz que é tudo uma brincadeira!" - Melissa McCarthy

"Se vocês pudessem me ver em casa... Eu não sou uma mulher glamourosa." - Viola Davis

Para encerrar, o homem do momento: Jean Dujardin! George Clooney que se cuide, em todos os sentidos!

O 84th Annual Academy Awards 2012 acontece no dia 26 de fevereiro, no Kodak Theater, em Los Angeles, com a apresentação de Billy Crystal e a cobertura completa do Cinéfila por Natureza. Nos vemos lá!

Pós-Edição: E aqui está ela: a foto oficial dos indicados que compareceram ao Academy Awards Nominees Luncheon.


Clique aqui para vê-la no tamanho original.

fevereiro 7, 2012 at 12:11 am 17 comentários

Comentando o Screen Actors Guild Awards 2012

Betty White, Jean DuJardin e Viola Davis. Depois da noite de ontem, por ocasião da entrega dos 18th Annual Screen Actors Guild Awards, prêmio outorgado pelo Sindicato dos Atores dos Estados Unidos, não vamos nos esquecer dos nomes deles por um bom tempo. Foram das vitórias surpreendentes dos três e das consequentes reações que eles tiveram a esses anúncios que vieram os melhores – e mais emocionantes – momentos de uma noite que, na realidade, teve mais do mesmo que já vinha sendo visto na atual temporada de premiações.

Analisando as concorrências dos três, é até compreensível a emoção e o nervosismo deles diante da vitória. Tome-se como exemplo o caso de Betty White. Vencedora do Lifetime Achievement Award nesta mesma premiação, em 2010, a celebrada comediante ressurgiu depois de uma participação elogiadíssima na comédia romântica “A Proposta”, de Anne Fletcher. Competindo, na categoria de Outstanding Performance by a Female Actor in a Comedy Series, contra Julie Bowen (“Modern Family”), Edie Falco (“Nurse Jackie”), Tina Fey (“30 Rock”) e Sofia Vergara (“Modern Family”), todas em seriados mais celebrados – e assistidos – que o dela, a verdade é que – me desculpem, até porque eu respeito muito a história e a trajetória dela na indústria – Betty White venceu por ser Betty White… Até ela, em seu discurso de premiação, sabia que o SAG tinha cometido um equívoco.

Ainda falando nas categorias de TV, o Screen Actors Guild Awards 2012 não ofereceu qualquer tipo de surpresa – apesar de algumas vitórias aqui serem bastante contestáveis, como a de Steve Buscemi (“Boardwalk Empire”) sobre Bryan Cranston (“Breaking Bad”), na categoria de Outstanding Performance by a Male Actor in a Drama Series; e a de Jessica Lange (por “American Horror Story”, um seriado detonado pela crítica norte-americana) na categoria de Outstanding Performance by a Female Actor in a Drama Series, contra quatro atrizes no auge de suas performances em seus respectivos programas. Uma nota interessante, no entanto, sobre a vitória de Jessica Lange é que esse foi o primeiro SAG Awards que ela conquistou, apesar de ser uma veterana da indústria já premiada com um Oscar de Melhor Atriz.

Mas, vamos ao que interessa: em termos de Oscar, de que forma o Screen Actors Guild Awards 2012 terá influência? O grande vencedor da noite de ontem, “Histórias Cruzadas”, provavelmente, não repetirá o mesmo êxito nos prêmios da Academia – apesar de ter boas chances de repetir duas de suas vitórias de ontem na noite do dia 26 de fevereiro, com Octavia Spencer e Viola Davis. Por falar em Spencer, ela e Christopher Plummer, praticamente, selaram o destino dos Oscars de Atriz e Ator Coadjuvante. O suspense maior, agora, fica para vermos quem vencerá as estatuetas de Melhor Ator e Atriz.

George Clooney, com sua personalidade cativante e a vitória no Globo de Ouro 2012, parecia caminhar suavemente rumo ao seu segundo Oscar. Ele não contava com a concorrência de Jean DuJardin, que, com todo aquele charme e carisma, parece ser a versão francesa do próprio Clooney. Essa é uma briga que define muito bem a imprevisibilidade de uma categoria que, na verdade, nunca teve um concorrente incontestável. Ao contrário do que a gente vê na disputa por Melhor Atriz, em que três nomes monopolizam as discussões desde, até mesmo, antes do lançamento de seus respectivos filmes.

Com a vitória de Viola Davis, ontem à noite, Michelle Williams vai se distanciando, cada vez mais, da possibilidade de ganhar o Oscar 2012 de Melhor Atriz. A favor de Viola, contam uma performance elogiada em “Histórias Cruzadas” e a simpatia e a emoção de toda a indústria – e crítica – com seu momento atual de carreira (e são justamente eles as pessoas que votam nessas premiações). A favor de Meryl Streep, atuam os seguintes fatores: o papel que ela interpreta em “A Dama de Ferro” é aquele tipo de personagem feito para os padrões da Academia; nunca existiu um consenso como agora de que chegou o momento de ela vencer o seu terceiro Oscar; e, assim como Viola Davis, Meryl fez uma campanha incansável de divulgação do filme, mostrando que ela se importa, sim, com os prêmios.

Esta é uma briga de cachorro grande, uma disputa entre duas amigas, cujo resultado só saberemos no dia 26 de fevereiro. Em um mês, muita coisa pode acontecer, ainda mais tendo o BAFTA pela frente, que, nos últimos anos, é importante lembrar, tem sido um bom prognóstico para os prêmios da Academia, especialmente em época de enorme sucesso dos filmes europeus na Meca do cinema – afinal, “O Artista”, é importante mencionar, pode ser o segundo longa europeu seguido a vencer o Oscar de Melhor Filme do ano.

Se você perdeu a premiação de ontem, leia aqui a lista completa de vencedores.

janeiro 30, 2012 at 11:29 pm 26 comentários

Previsões para os Vencedores do Screen Actors Guild Awards 2012

Acontece no dia 29 de janeiro a 18ª edição do Screen Actors Guild Awards, prêmio outorgado pelo Sindicato dos Atores dos Estados Unidos. Nesta cerimônia de premiação, o mais importante é vermos os atores reconhecendo o trabalho dos seus próprios colegas de profissão, o que dá um caráter emocionante à noite, uma vez que todos ali presentes, especialmente os indicados, fazem questão de demonstrar o orgulho que sentem por estarem recebendo um reconhecimento – seja por forma de indicação ou de vitória – de profissionais que sabem bem sobre todo o trabalho que um ator/atriz possui para dar vida a uma personagem.

O formato dessa cerimônia de premiação é muito tradicional, sem muitas variações ao longo dos anos. Assim como o Globo de Ouro, é uma noite descontraída, como se fosse uma grande confraternização anual entre colegas de profissão.

Vamos, então, à nossa lista de palpites para os vencedores do Screen Actors Guild Awards 2012:

Outstanding Performance by a Male Actor in a Leading Role
GEORGE CLOONEY / Matt King – “THE DESCENDANTS” (Fox Searchlight Pictures)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Leading Role
MERYL STREEP / Margaret Thatcher – “THE IRON LADY” (The Weinstein Company)

Outstanding Performance by a Male Actor in a Supporting Role
CHRISTOPHER PLUMMER / Hal – “BEGINNERS” (Focus Features)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Supporting Role
OCTAVIA SPENCER / Minny Jackson – “THE HELP” (DreamWorks Pictures / Touchstone Pictures)

Outstanding Performance by a Cast in a Motion Picture
THE HELP (DreamWorks Pictures / Touchstone Pictures)
JESSICA CHASTAIN / Celia Foote
VIOLA DAVIS / Aibileen Clark
BRYCE DALLAS HOWARD / Hilly Holbrook
ALLISON JANNEY / Charlotte Phelan
CHRIS LOWELL / Stuart Whitworth
AHNA O’REILLY / Elizabeth Leefolt
SISSY SPACEK / Missus Walters
OCTAVIA SPENCER / Minny Jackson
MARY STEENBURGEN / Elaine Stein
EMMA STONE / Skeeter Phelan
CICELY TYSON / Constantine Jefferson
MIKE VOGEL / Johnny Foote

Outstanding Performance by a Male Actor in a Television Movie or Miniseries
PAUL GIAMATTI / Ben Bernanke – “TOO BIG TO FAIL” (HBO)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Television Movie or Miniseries
KATE WINSLET / Mildred Pierce – “MILDRED PIERCE” (HBO)

Outstanding Performance by a Male Actor in a Drama Series
STEVE BUSCEMI / Enoch “Nucky” Thompson – “BOARDWALK EMPIRE” (HBO)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Drama Series
JULIANNA MARGULIES / Alicia Florrick – “THE GOOD WIFE” (CBS)

Outstanding Performance by a Male Actor in a Comedy Series
TY BURRELL / Phil Dunphy – “MODERN FAMILY” (ABC)

Outstanding Performance by a Female Actor in a Comedy Series
TINA FEY / Liz Lemon – “30 ROCK” (NBC)

Outstanding Performance by an Ensemble in a Drama Series
BOARDWALK EMPIRE (HBO)
STEVE BUSCEMI / Enoch “Nucky” Thompson
DOMINIC CHIANESE / Leander Cephas Whitlock
ROBERT CLOHESSY / Ward Boss Jim Neary
DABNEY COLEMAN / Commodore Louis Kaestner
CHARLIE COX / Owen Sleater
JOSIE & LUCY GALLINA / Emily Schroeder
STEPHEN GRAHAM / Al Capone
JACK HUSTON / Richard Harrow
ANTHONY LACIURA / Eddie Kessler
HEATHER LIND / Katy
KELLY MACDONALD / Margaret Schroeder
RORY & DECLAN McTIGUE / Teddy Schroeder
GRETCHEN MOL / Gillian Darmody
BRADY & CONNOR NOON/ Tommy Darmody
KEVIN O’ROURKE / Mayor Edward Bader
ALEKSA PALLADINO / Angela Darmody
JACQUELINE PENNEWILL / Lilian
VINCENT PIAZZA / Lucky Luciano
MICHAEL PITT / Jimmy Darmody
MICHAEL SHANNON / Agent Nelson Van Alden
PAUL SPARKS / Mickey Doyle
MICHAEL STUHLBARG / Arnold Rothstein
PETER VAN WAGNER / Isaac “Icky” Ginsburg
SHEA WHIGHAM / Sheriff Elias Thompson
MICHAEL KENNETH WILLIAMS / Chalky White
ANATOL YUSEF / Meyer Lansky

Outstanding Performance by an Ensemble in a Comedy Series
MODERN FAMILY (ABC)
AUBREY ANDERSON-EMMONS / Lily
JULIE BOWEN / Claire
TY BURRELL / Phil
JESSE TYLER FERGUSON / Mitchell
NOLAN GOULD / Luke
SARAH HYLAND / Haley
ED O’NEILL / Jay
RICO RODRIGUEZ / Manny
ERIC STONESTREET / Cameron
SOFIA VERGARA / Gloria
ARIEL WINTER / Alex

Lembrando que a atriz Mary Tyler Moore, famosa por seu papel na série de comédia que levava seu nome, será a homenageada com o Lifetime Achievement Award desse ano.

A 18ª edição do Screen Actors Guild Awards será transmitida pelo TNT, a partir das 22h. O E! Entertainment Television transmite o tapete vermelho da premiação a partir das 21h.

janeiro 27, 2012 at 11:11 pm 41 comentários

Posts antigos


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 455.606 hits

Feeds