Operação Presente

janeiro 5, 2012 at 12:11 am 19 comentários

O filme “Operação Presente”, animação dirigida por Sarah Smith, parte de uma pergunta muito interessante, que vem de uma das cartas que as crianças mandam para o Papai Noel, todo ano: como é que o Bom Velhinho consegue entregar tantos presentes a tantas crianças, espalhadas no mundo todo, em uma única noite? O roteiro escrito por Peter Baynham e Sarah Smith nos responde este questionamento da seguinte forma: o Papai Noel (dublado por Jim Broadbent) tem um verdadeiro exército de duendes e renas trabalhando para ele, de forma que é necessário quase que uma estratégia de operação de guerra para fazer com que o Papai Noel cumpra o seu papel de fazer milhões de crianças felizes na noite de Natal.

Entretanto, como bem sabemos, toda boa estratégia, por mais que seja meticulosamente planejada, é falível. A de entrega dos presentes do Papai Noel, neste filme, é feita pelo seu filho mais velho – e seu provável sucessor – Steve (dublado por Hugh Laurie). Quando a obra começa, acompanhamos todo o processo de entrega dos presentes pelo Bom Velhinho e a grande logística que isso envolve lá no Pólo Norte. O ponto de virada nesta trama vem quando o filho mais novo do Papai Noel, Arthur (dublado por James McAvoy), o qual é o oposto de Steve (uma vez que é desastrado e incapaz de finalizar aquilo que se propõe a fazer), descobre que uma criança ficou sem receber o seu presente.

Neste ponto, é importante fazer um adendo. Todo mundo já foi criança e sentia sempre aquela expectativa enorme, no mês de Dezembro, fazendo cartinha pro Papai Noel, pedindo seu presente de Natal e esperando para ver, no dia 24, o seu presente tão desejado ali, embaixo da sua árvore. Aqui em casa, me lembro que os nossos presentes, para acalmar a minha ansiedade e das minhas duas irmãs, já eram colocados no pé da nossa cama, para ser a primeira coisa que a gente visse quando nós acordávamos. O que quero dizer com isso é que a gente se identifica demais com a situação com a qual Arthur se depara e a gente entende perfeitamente porque que ele move mundos e fundos para que a criança em questão, que se chama Gwen (dublada por Ramona Marquez), não fique sem o seu presente.

Filme produzido pela Sony Pictures Animation (que, aos poucos, vem formando um portfólio respeitável neste gênero) em parceria com a Aardman Animations (de “A Fuga das Galinhas” e “Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais”), “Operação Presente” é uma obra adorável, principalmente porque reforça aquilo que, para as crianças, representa todo o espírito do Natal. É um longa que, por outro lado, vai evocar sentimentos nostálgicos nos adultos, que irão relembrar esses mesmos momentos vividos durante as suas respectivas infâncias. Ou seja, estamos diante de um filme que, além de possuir momentos emocionantes, tem uma história muito carismática e que nos envolve por completo até seu fim.

Cotação: 8,5

Operação Presente (Arthur Christmas, 2011)
Direção: Sarah Smith
Roteiro: Peter Baynham e Sarah Smith
Com as vozes de: James McAvoy, Hugh Laurie, Bill Nighy, Jim Broadbent, Imelda Staunton, Ashley Jensen, Laura Linney, Eva Longoria, Robbie Coltrane, Joan Cusack, Jane Horrocks, Andy Serkis, Dominic West

Entry filed under: Cinema.

O Gato de Botas Rock Brasília: A Era de Ouro

19 Comentários Add your own

  • 1. Paulo Ricardo  |  janeiro 5, 2012 às 12:45 am

    Eu tambem ficava muito ansioso com o presente de natal e media qualidade do presente pelo tamanho(acho que toda criança é assim rss).Quando eu ganhava roupas e tênis eu odiava,mas se fosse um boneco ou carrinho eu ia ao paraíso.A minha infância foi um periodo tão bom…pena que não volta mais.Beijos.

    Responder
  • 2. celosilva365  |  janeiro 5, 2012 às 12:55 am

    Tenho andado bem afastado das animações, até as da pixar, tanto q em 2011 não assisti nenhuma e olha q vi 365 filmes…hehhe…
    Talvez volte a tomar gosto com essa, parece ser divertida.

    http://espectadorvoraz.blogspot.com/

    Responder
  • 3. Cleber  |  janeiro 5, 2012 às 1:08 am

    É … no geral uma grande quantidade de pessoas adoraram a animação, eu tenho uma boa impressão do filme, vejo assim que sair em DVD.

    Beijos Kamila!

    Responder
    • 4. Kamila  |  janeiro 5, 2012 às 1:19 am

      Paulo, eu não ligava muito para o tamanho do presente, mas queria meu presente de todo jeito! rsrsrsrs Minha infância também foi ótima. Sinto saudades desses tempos. 🙂 Beijos!

      Celo, eu adoro animações. Nunca perco uma sequer. Assista a este filme, sim. É legal e emocionante.

      Cleber, veja, sim! Espero que goste! 🙂 Beijos!

      Responder
  • 5. bruno knott  |  janeiro 5, 2012 às 3:27 am

    Simplesmente não tinha ouvido nem falar deste… certamente trará memórias!

    Responder
  • 6. Alan Raspante  |  janeiro 5, 2012 às 12:37 pm

    Ah, eu perdi as sessões aqui na minha cidade. Queria (e ainda quero) tanto ver…

    Ficou pro DVD. Mais um… rs

    Responder
  • 7. Amanda Aouad  |  janeiro 5, 2012 às 12:42 pm

    É um filme mágico mesmo, nostálgico e divertido. Foi para mim a grande surpresa de 2011, não dava nada por ele.

    Responder
    • 8. Kamila  |  janeiro 5, 2012 às 9:25 pm

      Bruno, traz memórias pra todo mundo! 🙂

      Raspante, ah, que pena que você perdeu… Esse filme merece uma espiada. Não deixe de assistir em DVD.

      Amanda, eu também considero uma grande surpresa. E só fui assistir por causa dos comentários elogiosos que li por aqui, na blogosfera, incluindo o seu. 🙂

      Responder
  • 9. Luis Galvão  |  janeiro 5, 2012 às 1:53 pm

    Enquanto eu estava lendo teu texto lembrei rapidamente das minhas aulas de Administração Logística. HEHEHHEE.Mas, de fato, a distribuição de presentes do Papai Noel deve ser um bom exemplo para a correta alocação dos recursos (no caso, os duendes). Enfim, gosto de animações de Natal, por mais que o tema seja sempre em torno de algo muito semelhante. E que bom que a Sony continua investindo em animações!

    Responder
  • 10. Flávio Junio  |  janeiro 5, 2012 às 2:28 pm

    Gostei de seu texto Kamila , parabéns. Gosto muito dos três dubladores principais, além disso a história parece que vai me agradar. Abs!

    Responder
  • 11. Weiner  |  janeiro 5, 2012 às 3:22 pm

    Esta aí uma animação que ainda não vi, e depois de cotação e comentários tão animadores, deve avançar algumas posições na lista de prioridades. Não dava nada por este filme.
    Beijos!

    Responder
    • 12. Kamila  |  janeiro 5, 2012 às 9:28 pm

      Luís, mas a logística é grande mesmo para colocar essa estratégia de entregar todos os presentes em prática! rsrsrsrs Você pode até fazer um trabalho sobre esse tema, usando o filme como exemplo! rsrsrsrs Fica a sugestão! Eu também adoro as animações de Natal.

      Flávio, obrigada! A história não tem como não agradar. Abraços!

      Weiner, nem eu dava. Como falei com a Amanda, quis assistir a este filme por causa dos comentários animadores que li na blogosfera. Beijos!

      Responder
  • 13. Júlio Pereira  |  janeiro 5, 2012 às 5:24 pm

    Depois de Rango, é minha animação favorita do ano. Acho bem nostálgico, como disse. Além disso, abre discussões interessantes, sobre embate entre o novo e o velho, além da mecanização e insensibilidade no século XXI, algo que vem crescendo cada vez mais, de forma muito alarmante. Na segunda vez que vi, que levei minha sobrinha, eu não convite e chorei quando o Papai Noel faz sua escolha, no final (não digo para não dar possíveis spoilers, mas você sabe o que é). Belíssimo!

    Responder
    • 14. Kamila  |  janeiro 5, 2012 às 9:29 pm

      Júlio, eu não consigo gostar muito de “Rango”. Esse filme é a minha segunda animação favorita do ano, abaixo de “Enrolados”. Realmente, o filme é belíssimo e gostei muito da forma como você interpretou o filme. 🙂

      Responder
  • 15. João Paulo Rodrigues  |  janeiro 5, 2012 às 11:38 pm

    O papai noel sentado olhando as cartas de Arthur … Uma das melhores cenas de 2011 … FATO.

    Beijos linda!

    Responder
  • 16. Tatiana Lima  |  janeiro 8, 2012 às 1:28 am

    Como o Papai Noel entregava todos os presentes em uma noite é algo que realmente me intrigava!!
    Perdi de ver esse na telona, agora só me resta que chegue logo em DVD. Seu comentário me deixou mais ainda na vontade! 🙂

    Responder
    • 17. Kamila  |  janeiro 8, 2012 às 10:15 pm

      João, concord contigo! Beijos!

      Tatiana, pois é. Este filme tenta responder a esta pergunta! rsrsrs Assista, sim, se puder, porque é um lindo filme. Obrigada pela visita e pelo comentário! 🙂

      Responder
  • […] Se a AMPAS pode indicar o mediano “Gato de Botas” por quê deixou de fora filmes como “Operação Presente” e “Rio”, que são dois dos melhores longas do gênero em 2011? Outra: de onde veio “Chico […]

    Responder
  • 19. Cena da Semana « Cinéfila por Natureza  |  janeiro 29, 2012 às 8:51 pm

    […] 2” e “Gato de Botas” foram indicados, enquanto outras obras melhores, como “Operação Presente” e “As Aventuras de Tintim: O Segredo de Licorne”, ficaram de fora. Mas, sobre […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: