Os Piores Filmes de 2011

dezembro 27, 2011 at 12:39 am 29 comentários

Hoje, damos início à retrospectiva de final de ano no Cinéfila por Natureza, com a publicação da nossa lista dos Piores Filmes de 2011, de acordo com a data de lançamento das obras nos cinemas brasileiros. Para tanto, foram levados em consideração todos os 182 filmes que assistimos ao longo deste ano, até a data de hoje (26 de dezembro de 2011), cuja lista pode ser encontrada aqui.

Os Piores Filmes de 2011

01. As Doze Estrelas (2011, diretor: Luís Alberto Pereira) 

Um dos maiores problemas de “As Doze Estrelas” é o roteiro de Luís Alberto Pereira, que nunca consegue estabelecer uma coerência lógica entre o que se passa em tela. O filme parece uma colagem de diversas ideias – todas estúpidas, diga-se de passagem. O longa sofre também com uma estética altamente amadorística, ao ponto de você nunca achar que está assistindo a um filme; e com atuações sofríveis de um elenco extremamente fraco. O resultado é um dos piores longas produzidos pelo cinema brasileiro desde a sua retomada.
(Crítica publicada em 01 de Junho de 2011)

02. As Viagens de Gulliver (Gulliver’s Travels, 2010, dirigido por Rob Letterman)

Uma obra produzida pelos mesmos profissionais que nos trouxeram os filmes da série “Uma Noite no Museu”, chama a atenção, em “As Viagens de Gulliver”, o elenco de bons atores contratados para fazerem os habitantes de Lilliput (Billy Connolly, Emily Blunt, Jason Segel e Chris O’Dowd). Infelizmente, para eles, não lhes é dada a mesma chance que foi oferecida ao astro Jack Black. O roteiro escrito por Joe Stillman e Nicholas Stoller privilegia o tipo de comédia que é o forte de Black. Pena que, ao contrário do visto em “Uma Noite no Museu”, a mistura de comédia de ação, com figuras históricas e elementos da atualidade não deu certo. O filme é muito chato e lembra, inclusive, a má sucedida – e vergonhosa – tentativa recente de refilmagem de “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, que reunia um elenco formado por nomes como Jackie Chan, Steve Coogan, Cécile de France, Jim Broadbent, Arnold Schwarzenegger, Maggie Q, Rob Schneider, Owen Wilson, Luke Wilson, Mark Addy, John Cleese, Kathy Bates, entre outros.
(Crítica publicada em 09 de Fevereiro de 2011)

03. Fúria sobre Rodas (Drive Angry, 2011, dirigido por Patrick Lussier) 

Até esta obra, o diretor Patrick Lussier só havia trabalhado no gênero de suspense/terror. “Fúria Sobre Rodas” acaba sendo uma experiência diferente para ele no sentido de que não tem o objetivo de fazer você ficar assustado. O filme também não está aí para lhe divertir. A obra, na realidade, vai é chocar os olhares um pouco familiarizados com elementos da linguagem cinematográfica. Talvez, até mesmo sabendo do caráter trash de sua obra, o diretor tenha colocado um tom over na apresentação da trama, acentuando desde as atuações dos atores até à concepção completamente artificial e mal feita dos efeitos especiais.
(Crítica publicada em 20 de Abril de 2011)

04. Deu a Louca na Chapeuzinho 2 (Hoodwinked Too! Hood vs Evil, 2011, dirigido por Mike Disa)

“Deu a Louca na Chapeuzinho 2” é quase um caso único dentre os filmes de animação dirigidos ao público infantil. Não só por causa dos elementos absurdos da trama, como também pelo fato de que esta foi a primeira animação que assistimos, numa sala de cinema lotada de crianças, em que não vimos qualquer reação da plateia ao que estava sendo mostrado. Nada de risadas, de ansiedade para o que está por vir, de envolvimento com a história. E isso é sempre um péssimo sinal…
(Crítica publicada em 15 de Outubro de 2011)

05. As Mães de Chico Xavier (2011, dirigido por Glauber Filho e Haldar Gomes)

“As Mães de Chico Xavier” é o filme que encerra oficialmente as comemorações do centenário de nascimento do médium mineiro. Para efeitos de comparação, acaba sendo a obra mais fraca dessas homenagens todas justamente por não ter a mesma carga emocional de “Chico Xavier” ou de “Além da Vida”, por exemplo, e por transformar o grande legado do médium mineiro, com uma simples frase colocada nos créditos finais, em uma mensagem politizada contra o aborto. Não havia a necessidade disso.
(Crítica publicada em 20 de Abril de 2011)

06. Conan – O Bárbaro (Conan – The Barbarian, 2011, dirigido por Marcus Nispel)

Marcus Nispel é um diretor cuja carreira foi originada nos videoclipes. Na sua curta incursão como diretor de longas-metragens, podemos notar uma certa preocupação com o visual de seus filmes. Em “Conan – O Bárbaro”, logo salta aos nossos olhos a qualidade excelente de elementos estéticos como maquiagem, figurinos, fotografia, trilha sonora e direção de arte. Entretanto, Nispel peca naquilo que o longa deveria ter de mais forte: os efeitos visuais, que soam muito fracos, especialmente quando vistos no formato 3D.
(Crítica publicada em 21 de Outubro de 2011)

07. Apollo 18 – A Missão Proibida (Apollo 18, 2011, dirigido por Gonzalo López-Gallego)

“Apollo 18 – A Missão Proibida” é aquele tipo de filme que você já assiste sabendo como ele irá terminar (especialmente por causa dos alertas que são colocados para a plateia nos créditos iniciais). Talvez por isso e pela falta de acontecimentos interessantes no primeiro ato do longa, você não irá se envolver com a história, muito menos se importar com o destino dos três astronautas envolvidos nesta missão. A obra ainda se apoia em vários clichês dos filmes desse gênero (atores desconhecidos interpretando os personagens centrais, o caráter “amador” das filmagens e o fato de ser baseado numa história supostamente real).
(Crítica publicada em 23 de Setembro de 2011)

08. Reféns (Trespass, 2011, dirigido por Joel Schumacher)

Por se tratar de um filme que se passa em um único ambiente, em uma situação em que temos o criminoso e a possível vítima, com o objetivo de nos fazer sentir aquela sensação claustrofóbica de medo e tensão em relação ao que está por vir, este filme lembra muito a obra “Por um Fio”, que Joel Schumacher dirigiu no início da década passada. Porém, ao contrário do filme estrelado por Colin Farrell, este aqui não causa o mesmo impacto na gente, muito em parte por causa dos vários problemas de roteiro e, principalmente, em decorrência da atuação caricatural do grupo de criminosos (especialmente Cam Gigandet e Jordana Spiro) e do tom exagerado de Nicolas Cage e Nicole Kidman em várias das cenas.
(Crítica publicada em 06 de Dezembro de 2011)

09. Premonição 5 (Final Destination 5, 2011, dirigido por Steven Quale)

“Premonição 5” é aquele tipo de filme que você deve assistir com a mente totalmente aberta. Não se incomode com os furos e os elementos absurdos do roteiro (qual é o médico que deixa uma paciente prestes a se operar de correção de miopia sozinha, na sala de cirurgia, sem o acompanhamento de qualquer enfermeira?). Não ligue para as péssimas atuações (especialmente a de Miles Fisher). Afinal, não se pode esperar nada de um filme que possuía a intenção de nos deixar apreensivos, quando, na realidade, acaba ocasionando risadas nossas. E isso acaba sendo horrível, tendo em vista qual é o tema principal desse filme.
(Crítica publicada em 03 de Novembro de 2011)

10. Balada do Amor e do Ódio (Balada Triste de Trompeta, 2011, dirigido por Álex de la Iglesia)

“Balada do Amor e do Ódio” tem efeitos visuais um tanto artificiais (não sei se isso foi intencional). O filme de Álex de la Iglesia só não é um desastre completo porque o diretor tem que agradecer às performances excelentes de Carlos Areces e de Antonio de la Torre; bem como aos competentes trabalhos de direção de arte, maquiagem, fotografia e trilha sonora que fazem com que “Balada do Amor e do Ódio” seja uma obra que acaba prendendo a sua atenção até o final.
(Crítica publicada em 19 de Dezembro de 2011)

As Piores Atuações Masculinas de 2011
David Arquette, Pânico 4
Orlando Bloom, Os Três Mosqueteiros 3D
Nicolas Cage, Fúria sobre Rodas
Nicolas Cage, Caça às Bruxas
Nicolas Cage, Reféns
Miles Fisher, Premonição 5
Cam Gigandet, Reféns
Oscar Isaac, Sucker Punch
Jason Momoa, Conan – O Bárbaro
Owen Wilson, Passe Livre

As Piores Atuações Femininas de 2011
Neve Campbell, Pânico 4
Brooklyn Decker, Esposa de Mentirinha
Maggie Grace, A Saga Crepúsculo – Amanhecer – Parte I
Vanessa Hudgens, Sucker Punch
Nicole Kidman, Reféns
Jordana Spiro, Reféns
Dan Wylie, Santuário

A Pior Cena de 2011

(O imprinting de Jacob em  A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I)

Em uma palavra: NOJENTO!!!

Entry filed under: Diversos.

Cena da Semana Os Melhores Filmes de 2011

29 Comentários Add your own

  • 1. Matheus Pannebecker  |  dezembro 27, 2011 às 12:42 am

    Kamila, você sabe do meu completo desprezo por “Reféns”. Ele é o pior filme absoluto do ano para mim! Muitos filmes da tua lista nem me arrisquei a ver, pois já sei que vou encontrar grandes bombas! =)

    Responder
  • 2. Lucas Nascimento  |  dezembro 27, 2011 às 12:46 am

    Nicolas Cage arrasou hein

    hehe

    Responder
    • 3. Kamila  |  dezembro 27, 2011 às 12:49 am

      Matheus, eu sei de seu completo desprezo por esse filme. rsrsrsrs

      Lucas, ele sempre arrasa, né? Tô pensando em deixá-lo “hors concours” pro próximo ano e criar o Prêmio Nicolas Cage de Pior Atuação Masculina de 2012! rsrsrsrs

      Responder
  • 4. alan raspante  |  dezembro 27, 2011 às 12:58 am

    Concordo com a maioria, mesmo não tendo visto muito deles. Sabeque eu até gostei de Fúria sobre Rodas? Achei bacana o tom trash, mas é verdade que o filme também não merece algum mérito.

    Nicolas Cage sendo o pior do ano. Essa vem sendo a profissão dele! rs

    Ah, Vanessa Hudgens por Sucker Punch? Não poderia concordar mais que isso contigo… Ela era a pior e olha que atuação não foi mesmo o forte do filme, mas ela se sobressai nesse sentido! HAHAHA

    Abraços.

    Responder
  • 5. Flávio Junio  |  dezembro 27, 2011 às 1:05 am

    Kamila, Premonição 5 merecia o troféu de pior elenco, pra mim – dos cinco da série – este foi o com o pior elenco escolhido. Nicolas Cage hoje é quase um Steve Seagal com um Oscar…Senti falta do Taylor Lautner na lista de piores atuações por Crepusculo , sem qualquer preconceito à saga.

    Responder
    • 6. Kamila  |  dezembro 27, 2011 às 2:14 am

      Raspante, eu não gostei de “Fúria sobre Rodas”, apesar do tom assumidamente trash. Nicolas Cage se tornará “hors concours” dos piores do ano, já, já. E “Sucker Punch” é muito ruim. Bem que poderia ter estado nessa lista. Abraços!

      Flávio, concordo que o elenco de “Premonição 5” é muito ruim. Gostei da sua analogia do Nicolas Cage com Steven Seagal! rsrsrsrs E não acho Taylor Lautner tão ruim assim… Do elenco de “Crepúsculo”, existem atores piores.

      Responder
  • 7. Amanda Aouad  |  dezembro 27, 2011 às 2:40 am

    Nicolas Cage tá bombando, heim? hehe. Alguns da sua lista estão na minha também, publico ainda essa semana. Outros não tive o desprazer de ver como Chapeuzinho e As Doze estrelas.

    Responder
    • 8. Kamila  |  dezembro 27, 2011 às 3:11 am

      Amanda, bombando totalmente! Quero muito ler a sua lista. 🙂

      Responder
  • 9. CeloSilva  |  dezembro 27, 2011 às 4:20 am

    Tb gosto de Fúria Sobre Rodas, tem um tom quadrinesco q me agrada, mas no geral sua lista ficou bem sincera e justa. Achei q faltou CILADA.COM, esse é a verdadeira porcaria do ano, bem inferior a outros filmes citados.

    Responder
    • 10. Kamila  |  dezembro 27, 2011 às 12:31 pm

      Celo, eu não consigo gostar desse filme, como eu bem disse, apesar de achar que ele é assumidamente trash. “Cilada.com”não é um bom filme, mas, comparado a esses que estão na minha lista, seria até injusto se ele marcasse presença.

      Responder
  • 11. Reinaldo Matheus Glioche  |  dezembro 27, 2011 às 2:13 pm

    Nicolas Cage tá podendo hein. Concordo muito com ambas as listas. Só não colocaria Fúria sobre rodas entre os piores do ano. O filme é bacanão…

    Bjs

    Responder
  • 12. corpguide  |  dezembro 27, 2011 às 7:02 pm

    Sério mesmo que Apollo 18 e As Viagens de Gulliver, foi considerado pior de 2011? Cadê o Lanterna Verde?! Esse só não foi pior que DEMOLIDOR, com o Ben Affleck!!

    Enfim, parabéns pelo BLOG!

    Responder
    • 13. Kamila  |  dezembro 27, 2011 às 8:27 pm

      Reinaldo, Nicolas Cage tá podendo mesmo! Surpresa com a boa recepção à “Fúria sobre Rodas” por aqui! 🙂 Beijos!

      corpguide, sim! “Lanterna Verde” é ruim, mas existem longas piores neste ano. Obrigada!

      Responder
  • 14. Hugo  |  dezembro 27, 2011 às 8:52 pm

    Ainda bem que não vi filme algum desta lista.

    O Premonição 5 já era esperado. A parte 4 era horrorosa.

    Abraço

    Responder
  • 15. Júlio Pereira  |  dezembro 28, 2011 às 12:50 am

    Dos que eu vi: A Viagem de Gulliver eu não acho tão ruim – pelo menos o Jack Black esforça. Acho Deu a Louca na Chapeuzinho 2 bem divertido, apesar dos deslizes e a falta de uma história forte, compensa com alguns momentos bons – geralmente referências -; mas me incomoda mesmo é o gráfico deplorável. Apollo 18 é, verdadeiramente, PÉSSIMO; não consegui sentir tensão em momento algum e a técnica me incomodou muito, senti extremamente desconfortável com todo o amadorismo explícito da obra. Bala de Amor e Ódio é divertido, apesar de tudo. Quanto aos que eu não vi: Premonição não vi nenhum da série – e nem vou; Reféns, mesmo com a LINDA e talentosa Nicole Kidman (uma de minhas musas), passo longe, já que todo mundo fala muuuito mal; Conan eu fiquei apavorado com o trailer, passei longe; por último, essa badalação em torno do Chico Xavier já deu, né?! Sabia que ia ser um filme forçado, acabei evitando.

    Responder
    • 16. Kamila  |  dezembro 28, 2011 às 12:58 am

      Hugo, verdade. A parte 4 de “Premonição” já era horrorosa. Abraço!

      Júlio, não acho Jack Black esforçado em “As Viagens de Gulliver”, “Deu a Louca na Chapeuzinho 2” é horrível… Não achei “Balada do Amor e do Ódio” divertido…

      Responder
  • 17. Mayara Bastos  |  dezembro 28, 2011 às 2:08 am

    Essa cena do Jacob é o horror, horror. ECA! rsrsrs.

    Sobre Nicolas Cage… é, deveria existir o prêmio “Nicolas Cage – Conjunto da Obra”.

    Beijos!

    Responder
  • 18. wallace3110  |  dezembro 28, 2011 às 6:52 pm

    Coitado do Nicolas Cage…

    Responder
  • 19. Fael Moreira  |  dezembro 28, 2011 às 10:53 pm

    Até quando Nicolas Cage vai continuar no cinema? =\
    Ainda bem que não vi nenhum da lista. Bjos! ;*

    Responder
    • 20. Kamila  |  janeiro 15, 2012 às 8:08 pm

      Mayara, o horror total! rsrsrsrs Nicolas Cage será hors concours no próximo ano. Beijos!

      Wallace, coitado??

      Fael, que bom que você não assistiu a nenhum filme da lista. Beijos!

      Responder
  • 21. marciosantos0567  |  dezembro 29, 2011 às 3:45 am

    Concordo com a maioria. Dessa lista só não colocaria Premonição 5, que, em minha opinião, foi propositalmente caricato, ou seja, tem um desconto por não se levar tão a sério.
    Veja a minha lista. Um abraço: http://amoscabranca.com/2011/12/28/os-piores-filmes-de-2011/

    Responder
  • 22. Andinhu S. de Souza  |  dezembro 30, 2011 às 1:54 am

    Reféns é um verdadeiro lixo. Na minha lista estaria Cilada.com em primeiro. Neste ano eu até evitei de ver certos filmes ruins como Terror na Água, Fúria sobre Rodas, A Garota da capa Vermelha….me livrei de alguns… Fiquei curioso pra ver esse Balada de amor e ódio. hehe

    Responder
  • 23. Paulo Ricardo  |  dezembro 30, 2011 às 3:38 pm

    hehehe gostei do nojento.Esse ano eu vi muitos filmes,mas por incrivel que pareca eu não vi nenhum desse top 10.Gostei muito da critica ao filme “Reféns” de Joel Schumacher porque foi uma forma de avaliarmos a carreira do diretor,de Nicole Kidman(uma atriz importante na minha vida de cinéfilo) e Nicolas Cage(esse nunca me enganou).O pior filme que eu vi esse ano? “Passe Livre” dos irmãos Farrelly.O humor vai de partes íntimas,passando por vomito e ….só de falar eu fico constragido,eles que dirigiram deviam repensar o rumo da carreira.ECAA!!! indo para o proximo post dos 10 melhores de 2011 🙂

    Responder
    • 24. Kamila  |  janeiro 15, 2012 às 8:10 pm

      Marcio, mesmo não sendo um filme que se leva a sério, continua sendo ruim.

      Andinhu, Cilada.com foi totalmente inofensivo para mim. Tiveram filmes piores…

      Paulo, que bom que você não assistiu a nenhum dos filmes listados. “Passe Livre” é horrível mesmo!

      Responder
  • 25. Deni Wilson Almeida  |  janeiro 15, 2012 às 1:19 am

    adrenalina 2 é um lixo, eu não consegui ver até o fim,será que vc consegue?

    Responder
  • 26. Deni Wilson Almeida  |  janeiro 15, 2012 às 1:28 am

    solomon kane tb filme um filme horrível.

    Responder
    • 27. Kamila  |  janeiro 15, 2012 às 8:11 pm

      Deni, não assisti a nenhum dos dois filmes que você citou.

      Responder
  • 28. nei  |  março 16, 2012 às 11:05 pm

    Lanterna Verde disparado o pior de 2011.

    Responder
    • 29. Kamila  |  março 16, 2012 às 11:32 pm

      Nei, “Lanterna Verde”, sem dúvida, é um dos piores filmes do ano, mas eu acho que existem filmes piores do que esse lançados me 2011, como comprova essa minha lista.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: