Reféns

dezembro 6, 2011 at 12:41 am 18 comentários

Houve um tempo em Hollywood em que um filme dirigido por Joel Schumacher e estrelado por Nicolas Cage e Nicole Kidman teria a atração certa da audiência. Como explicar o tremendo fracasso, então, de crítica e de público que foi “Reféns”, longa de suspense que envolve este três profissionais? Simples: é tudo uma questão de roteiro. O deste filme, que foi escrito por Karl Gajdusek, é uma daquelas peças cheias de furo, em que chega uma hora em que os erros ficam tão evidentes que você vai se divertir procurando mais deles.

Em “Reféns”, a família Miller – que é formada por Kyle (Nicolas Cage), sua esposa Sarah (Nicole Kidman) e a única filha Avery (Liana Liberato) – mora num confortável bairro, numa propriedade que os garante uma enorme privacidade. Notadamente, estamos diante de uma família bastante rica e, provavelmente, foi por causa disso que eles se tornaram alvo do grupo criminoso liderado por Elias (Ben Mendelsohn), que os procura atrás de dinheiro e/ou dos diamantes que Kyle vende.

Uma ação como a do grupo liderado por Elias nunca aconteceria por causa de um impulso e, na medida em que a trama de “Reféns” vai avançando, vamos acompanhando de que forma os criminosos foram monitorando a vida da família Miller, de forma a ver qual o momento mais adequado para eles agirem, com o mínimo de erro possível. Entretanto, por mais meticulosa que uma ação como essa tenha sido planejada, sempre existem espaços para equívocos e é aqui que entram aqueles erros no roteiro que já mencionamos. Porém, o elemento mais curioso na trama, talvez, seja o fato de que, numa reação provavelmente inspirada por um filme como “O Quarto do Pânico”, vemos a família Miller enfrentar os seus perpetradores de igual para igual, fazendo com que a tarefa deles se torne ainda mais difícil.

Por se tratar de um filme que se passa em um único ambiente, em uma situação em que temos o criminoso e a possível vítima, com o objetivo de nos fazer sentir aquela sensação claustrofóbica de medo e tensão em relação ao que está por vir, este filme lembra muito a obra “Por um Fio”, que Joel Schumacher dirigiu no início da década passada. Porém, ao contrário do filme estrelado por Colin Farrell, este aqui não causa o mesmo impacto na gente, muito em parte por causa dos vários problemas de roteiro e, principalmente, em decorrência da atuação caricatural do grupo de criminosos (especialmente Cam Gigandet e Jordana Spiro) e do tom exagerado de Nicolas Cage e Nicole Kidman em várias das cenas.

Cotação: 1,5

Reféns (Trespass, 2011)
Direção: Joel Schumacher
Roteiro: Karl Gajdusek
Elenco: Nicolas Cage, Nicole Kidman, Ben Mendelsohn, Liana Liberato, Cam Gigandet, Jordana Spiro

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana A Pele que Habito

18 Comentários Add your own

  • 1. Cristiano Contreiras  |  dezembro 6, 2011 às 4:12 am

    Lixo do ano, sem mais!
    Blergh! Dou nota zero com louvor..e prazer, rs!

    Responder
  • 2. Paulo Ricardo  |  dezembro 6, 2011 às 6:59 am

    A filmografia de Joel Schumacher é um desastre,ele dirigiu: “Número 23″(uma das piores atuações de Jim Carrey),”Por um Fio”(ok,ele teve o mérito de prender a platéia em um orelhão telefonico por mais de 80 minutos mais não é um grande filme) e a pior sina que ele carrega na carreira:”Estuprou a franquia Batman!”.A dedicação e empenho que Tim Burton e Christopher Nolan tiveram com um material tão bom,esse sr. não teve sequer o respeito com os fãs do homem morcego de dirigir um “Batman com Mamilos”(o que quase custou a carreira de George Clooney),uma Batgirl bem acima do peso(Alicia Silverstone,na qual apostei minhas fichas que seria uma estrela e não foi o caso) e não é bom diretor de atores(em “Batman Eternamente” era nitido a vontade de Jim Carrey de entregar um persoangem como o dos quadrinhos,mas nem isso Schumacher foi capaz).Desculpe minha indignação Kamila,mas meu heroi de quadrinho favorito é o Batman e não perdoei o que o sr. Schumacher fez(no futuro Christopher Nolan consertaria a M…. que ele fez).O melhor filme dele foi “Tigerland” que revelou Colin Farell.Vamos a sua critica:

    Não me assusta saber que Nicolas Cage esta exagerado(etâ sujeito pra gostar de um roteirinho ruim…),já Nicole Kidman depois da nomeação ao Oscar pelo ótimo “Reencontrando a Felicidade”(infeliz tradução no Brasil,ela encontra tudo,menos a felicidade) deveria escolher melhor os proximos projetos.Uma atriz que entregou ótima atuações em “As Horas”,”Dogville” e “Os Outros” deveria pensar se vale a pena atuar nesse tipo de filme.Veja o ótimo exemplo que você deu ao citar “O Quarto do Pânico”,naquele filme tinhamos uma ‘trinca’ imbativel:David Fincher(dispensa apresentações),David Koepp(assinou ótimos filmes como “Homem Aranha”,Jurassick Park” e “O Pagamento Final” de Brian de Palma que eu gosto muito) e Jodie Foster(uma excelente Atriz).Aqui nesse filme(estou me baseando na sua critica) temos diretor sem personalidade,roteiro ruim e péssimas atuações.

    E Kamila,você tem razão,algum tempo atrás um filme dirigido por Joel Schumacher e estrelado por Nicolas Cage e Nicole Kidman causaria um alvoroço na mídia.Olha a quantidade de filmes que eu “tirei do baú” desse trio.Mas Nicole Kidman ainda tem meu respeito.

    *Não vejo a hora de você postar a critica de “A Árvore da Vida”.Tenho muito a falar dessa obra prima do cinema contemporâneo.Vi no cinema,revi em DVD e embarco nesse filmaço de Terrence Malick(se não ganhar o Oscar que ao menos seja nomeado).

    Beijos

    Responder
  • 3. João Linno  |  dezembro 6, 2011 às 9:37 am

    Muito ruim! Fico triste em ver dois atores que gosto (Kidman e Cage) fazendo esse lixo. =(

    Responder
    • 4. Kamila  |  dezembro 6, 2011 às 12:20 pm

      Cristiano, como te disse, em outra oportunidade, não diria que este é o lixo do ano, porque existem filmes bem piores do que esse em 2011. Mas, sem dúvida, se trata de uma obra lamentável. Beijos!

      Paulo, do Schumacher, gosto de “Linha Mortal’ e de “O Fantasma da Ópera” (até porque eu sou fã de musicais). Além disso, acho “Por um Fio” uma obra bem sólida e tensa. Eu também esperava mais da Nicole depois de “Reencontrando a Felicidade”, mas ela me decepcionou ao embarcar nesse horror de filme. Porém, como você mesmo disse, ela ainda tem meu respeito. A crítica de “A Árvore da Vida” está próxima! 🙂 Beijos!

      João Linno, pois é. Uma pena ver atores como eles envolvidos nesse tipo de obra. Se bem que lixo, ultimamente, tem sido quase uma especialidade do Nicolas Cage, né??? Ele se envolve em cada roubada… Se bem que, verdade seja dita, com um Oscar de Melhor Ator já conquistado, ele não tem mais que provar nada a ninguém.

      Responder
  • 5. Cleber Eldridge  |  dezembro 6, 2011 às 12:36 pm

    Eu desisto de qualquer coisa que Schumacher faça!

    Responder
  • 6. Reinaldo Matheus Glioche  |  dezembro 6, 2011 às 1:24 pm

    Pois é… Não há o que acrescentar ou discordar…
    bjs

    Responder
  • 7. Amanda Aouad  |  dezembro 6, 2011 às 6:36 pm

    Pois é, o roteiro desse filme é uma das coisas mais lamentáveis que já vi. E as atuações aqui também não ajudam. Uma das bombas do ano.

    Responder
    • 8. Kamila  |  dezembro 7, 2011 às 12:48 am

      Cleber, eu não consigo chegar a esse ponto. Sou otimista e sempre acredito que as pessoas possam reverter fases ruins! 🙂

      Reinaldo, pois é! Beijos!

      Amanda, concordo! Uma das bombas de 2011.

      Responder
  • 9. Brenno Bezerra  |  dezembro 7, 2011 às 4:13 pm

    Minha fé em Nicole Kidman é inabalável, mesmo em circunstâncias como esta.

    Beijos

    Responder
  • 10. Eri Jr.  |  dezembro 7, 2011 às 5:19 pm

    Kamila, quando fiquei sabendo desse filme, desacreditei na hora! Primeiro pq tinha o Schumacher e segundo pq tinha o Cage! Mas qnd a Kidman entrou no projeto, senti uma pena dela coitada!! Sou fã da atriz, mas ela se mete em umas bombas as vezes, e essa parece ser mais uma!
    Esse é um dos que entram pra minha lista de “não assisto nem se a vaca tussa”! rsrs

    Responder
  • 11. CeloSilva  |  dezembro 7, 2011 às 7:54 pm

    Ainda não assisti, mas qd tds criticam de forma negativa algum é o q acaba me motivando mais a ver…hehhe…

    Responder
    • 12. Kamila  |  dezembro 7, 2011 às 11:28 pm

      Brenno, eu também não perco a fé nela. Ela é uma das minhas atrizes favoritas. Beijos!

      Eri, eu nunca desacredito de um filme antes de assisti-lo. Sempre tento dar uma chance a ele, mesmo que as críticas sejam horrorosas. Eu sinto pela Nicole, e não entendo como ela se meteu nessa bomba.

      Celo, pois é. Até pra você se posicionar direito diante da obra! 🙂

      Responder
  • 13. Otavio Almeida  |  dezembro 7, 2011 às 8:57 pm

    Schumacher. Cage. Kidman. E juntos. Nada mais a declarar.

    Bjs!

    Responder
  • […] Trespass 2011 Hollywood Movie Watch OnlineTrespass 2011 720p BRRipTrespass 2011Trespass – 2011 [Crimen/Drama] [BRRip-480p] [Subt. Pegados]Trespass (2011) Hollywood Movie Watch OnlineResenha: REFÉNS (Filme em Destaque)Trespass 2011 (BuRay720p) – Free Download Full MoviesTaco Movies – Watch Movies OnlineReféns […]

    Responder
    • 15. Kamila  |  dezembro 7, 2011 às 11:29 pm

      Otavio, pois é! rsrsrsrs Beijos!

      Responder
  • 16. Matheus Pannebecker  |  dezembro 10, 2011 às 10:30 pm

    Eu avisei, né, Kamila? haha

    Responder
    • 17. Kamila  |  dezembro 11, 2011 às 8:53 pm

      Matheus, você me avisou e eu não quis ouvir! rsrsrsrs

      Responder
  • 18. Os Piores Filmes de 2011 « Cinéfila por Natureza  |  dezembro 27, 2011 às 12:39 am

    […] Por se tratar de um filme que se passa em um único ambiente, em uma situação em que temos o criminoso e a possível vítima, com o objetivo de nos fazer sentir aquela sensação claustrofóbica de medo e tensão em relação ao que está por vir, este filme lembra muito a obra “Por um Fio”, que Joel Schumacher dirigiu no início da década passada. Porém, ao contrário do filme estrelado por Colin Farrell, este aqui não causa o mesmo impacto na gente, muito em parte por causa dos vários problemas de roteiro e, principalmente, em decorrência da atuação caricatural do grupo de criminosos (especialmente Cam Gigandet e Jordana Spiro) e do tom exagerado de Nicolas Cage e Nicole Kidman em várias das cenas. (Crítica publicada em 06 de Dezembro de 2011) […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: