Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo

agosto 29, 2011 at 10:16 pm 12 comentários

“Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo”, além de dar nome ao filme dirigido por Hugo Carvana, também dá título à peça de stand-up comedy que Lalau Velasco (Gregorio Duvivier) apresenta no decorrer do filme. A frase, na realidade, é quase um mantra, um tema de vida do seu pai, o também ator Ramon Velasco (Tarcísio Meira), que passou a vida como vigarista, dando grandes golpes, o que obriga pai e filho a viverem uma vida de andarilhos pelo Brasil afora, sempre fugindo de alguém que se sentiu ofendido pelos golpes perpetrados por Ramon.

Podemos dizer que Lalau tem um grande medo na vida: se transformar no próprio pai. Até o início do segundo ato de “Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo”, o jovem se mantém imune à influência paterna. Mas, ao aceitar a proposta da colunista Flora (Flávia Alessandra) e começar a se passar pelo guru indiano Bob Savanandra, Lalau se vê envolvido em uma série de encrencas que só tendem a crescer e que fazem com que ele recorra à ajuda daquele que é o grande especialista em golpes desse tipo: seu pai.

“Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo”, em sua essência, é uma daquelas comédias com toques antigos, que vai lembrar, em algumas cenas, filmes dirigidos por Cacá Diegues (especialmente quando ele tem aquele aspecto road movie do seu início) e por Blake Edwards (a cena do jantar na casa da personagem da Ângela Vieira poderia ter saído da mente dele). No entanto, a grande surpresa do longa decorre da presença cômica de Tarcísio Meira, fazendo um papel que a tevê nunca lhe deu a chance de interpretar.

Entretanto, a promessa de um filme que faz menções a várias características que são recorrentes na “cultura” brasileira (como a malandragem, o “jeitinho” brasileiro de resolver as coisas e a corrupção que está tão arraigada em nossa sociedade) se perde numa subtrama totalmente dispensável de um crime. Isso faz com que o longa não só saia do seu foco principal, como também obriga o talentoso Gregorio Duvivier a ficar improvisando quase que o tempo inteiro em cima do roteiro, como se tudo o que ele falasse fosse parte daquele show de stand-up comedy que sua personagem encena.

Cotação: 5,0

Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo (2011)
Direção: Hugo Carvana
Roteiro: Paulo Halm
Elenco: Tarcísio Meira, Gregorio Duvivier, Flávia Alessandra, Ângela Vieira, Herson Capri, Antônio Pedro, Mariana Rios, Guilherme Piva

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana Homens em Fúria

12 Comentários Add your own

  • 1. Amanda Aouad  |  agosto 30, 2011 às 12:55 am

    È, não tive coragem de ver esse ainda, fiquei olhando o cartaz no cinema e na dúvida. Agora estou com mais receios ainda.

    Responder
    • 2. Kamila  |  agosto 30, 2011 às 1:22 am

      Amanda, o curioso é que, pra mim, você já tinha assistido a este filme…

      Responder
  • 3. Paulo Ricardo  |  agosto 30, 2011 às 5:40 am

    Você tem razão Gregorio Duvivier parece ter talento e provou isso em “Apenas o Fim”,mas o cinema tardiamente dá uma oportunidade ao eterno galã da televisãoTarcisio Meira.Hugo Carvana tem uma boa comédia no curriculo(O Homem Nu de 1997),mas o cinema brasileiro é outro.O nível de comédias é de “O Cheiro do Ralo” passando por arrasa quarteirões(para o padrão do cinema nacional) como “Se Eu Fosse Você”.Estou que nem a Amanda,sem coragem pra ver esse filme.Bjs.

    Responder
  • 4. Flavio Junio  |  agosto 30, 2011 às 10:47 am

    Kamila, ainda olho para grande parte das comédias nacionais com uma certa desconfiança. De pernas para o ar, Muita Calma nesta hora , Se eu fosse você – nenhum destes pra mim foi – digamos – original ou surpreendente.

    Responder
  • 5. Reinaldo Matheus Glioche  |  agosto 30, 2011 às 3:08 pm

    É o Hugo Carvana disse que a melhor coisa do filme foi poder dirigir o Tarcísio e o Gregório. Pelo visto foi mesmo né?

    Bjs

    Responder
    • 6. Kamila  |  agosto 31, 2011 às 2:31 am

      Paulo, o Gregorio tem talento, sim. E esse filme é mais uma prova disso. O Tarcisio Meira está excelente também. Beijos!

      Flavio, eu não olho para as comédias nacionais com desconfiança. Pelo contrário: acho que a gente transita bem por esse território, algumas vezes. rsrsrsrs

      Reinaldo, foi mesmo! Beijos!

      Responder
  • 7. João Linno  |  agosto 30, 2011 às 9:19 pm

    O filme funciona bem quando Tarcísio Meira assume o caráter “malandrão” do seu personagem. Achei o Gregorio Duvivier um pouco preso (principalmente nas cenas de stand-up), mas na pele do indiano fajuto ele mandou bem. Dei algumas risadas, valeu a pena ter visto.

    Beijos.

    Responder
  • 8. CeloSilva  |  agosto 30, 2011 às 9:54 pm

    tenho lido criticas bem divididas sobre esse filme, acho q vou esperar para ver em casa mesmo. Hugo Carvana fez um filme chamado Bar Esperança q é bem cultuado. Ainda não vi, mas to afinzaço. Abs.

    Responder
    • 9. Kamila  |  agosto 31, 2011 às 2:31 am

      João, concordo contigo. Em tudo! Beijos!

      Celo, eu conheço pouco do cinema do Hugo Carvana, mas esse filme aí não deve ser dos melhores momentos dele. Abraços!

      Responder
  • 10. Victor Nassar  |  agosto 31, 2011 às 1:56 pm

    É, eu tive medo de ver esse filme. Espero o dvd mesmo. Tarcísio Meira já merece a algum tempo um grande filme para atuar.

    Responder
  • 11. cleber eldridge  |  agosto 31, 2011 às 2:03 pm

    Um imenso receio quanto ao filme.

    Responder
    • 12. Kamila  |  agosto 31, 2011 às 10:05 pm

      Victor, e ele encontrou um grande personagem neste filme.

      Cleber, como comprovam os outros comentários, neste post, você não é o único a se sentir assim.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,349 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: