Inverno da Alma

junho 3, 2011 at 2:09 am 21 comentários

No decorrer dos seus 100 minutos de duração, chama a atenção em “Inverno da Alma”, filme de Debra Granik, o caráter forte de Ree (Jennifer Lawrence, em performance indicada ao Oscar 2011 de Melhor Atriz). Com 17 anos, está claro que ela carrega mais peso nas costas do que ela pode e consegue aguentar. A realidade é que ela é o esteio de sua família, especialmente tendo em vista o estado de saúde de sua mãe. Ou seja, é ela quem cuida, cria, educa, alimenta e se responsabiliza por ela mesma e seus dois irmãos mais novos.

É de se impressionar, tendo em vista o ambiente familiar que ela conhece, que Ree não seja uma jovem problemática. Pelo contrário, uma adolescente muito consciente do que é, das suas opções de vida, dos caminhos que ela gostaria de seguir e, principalmente, daquilo que ela tem que fazer. Ree também não demonstra nenhum senso de remorso ou de mágoa com o fato de ela não poder ser como outros jovens de sua idade, devido às responsabilidades que têm que encarar. Até porque não é porque a inocência dela foi perdida que ela tem que deixar os outros sem a inocência e ingenuidade da infância também.

É esta jovem a protagonista de “Inverno da Alma” e a engrenagem mais importante do roteiro escrito por Debra Granik e Anne Rosellini, uma vez que são as ações dela que motivam todos os caminhos que a história irá seguir. A grande busca de Ree, neste filme, é pelo pai que, acusado de tráfico de drogas, colocou todos os bens da família (inclusive a casa em que os filhos dele moram) como garantia da fiança que ele não pagou. Ree tem que encontrar o pai e fazer com que ele apareça na audiência dele, senão ela, os irmãos e a mãe estão no olho da rua, completamente desalojados.

Assistir à jornada de Ree em busca da asseguração de um futuro que é totalmente incerto é um dos aspectos mais interessantes de “Inverno da Alma”. O filme, que foi sucesso no Festival de Cinema de Sundance 2010, mostra uma história de vida de uma jovem que nunca deveria vivenciar as experiências que ela passa. É muito para uma menina de 17 anos totalmente conformada com a vida que tem – quando isso não deveria acontecer. Porém, compreender Ree, uma adolescente com um senso de dever muito forte, totalmente altruísta e construída com tanta competência pela excelente atuação de Jennifer Lawrence – uma atriz que ouviremos falar muito ainda – acaba sendo uma jornada que engrandece a todos nós, que também temos os nossos pesos a carregar e, muitas vezes, reclamamos de barriga cheia das coisas…

Cotação: 9,0

Inverno da Alma (Winter’s Bone, 2011)
Direção: Debra Granik
Roteiro: Debra Granik e Anne Rosellini (com base no livro de Daniel Woodrell)
Elenco: Jennifer Lawrence, Isiah Stone, Ashlee Thompson, Valerie Richards, Shelley Waggener, Garret Dillahunt, John Hawkes

Entry filed under: Cinema.

Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas Tetro

21 Comentários Add your own

  • 1. Paulo Ricardo  |  junho 3, 2011 às 2:50 am

    Fiquei com uma boa imprenssão de Jennifer Lawrence quando vi Vidas Cruzadas de Guillermo Arriaga.Lembro q ela ganhou o premio de revelação no festival de veneza de 2008.Falta ver esse filme e Biutiful que foram indicados ao Oscar.É um filme que parece ter todas as qualidades do cinema independente americano(que é muito bom!!).Esta disponivel em DVD?se estiver vou q nem um rato de locadora atrás de Inverno da Alma.Beijos

    Responder
    • 2. Kamila  |  junho 3, 2011 às 3:15 am

      Paulo, este foi o primeiro filme da Jennifer que eu assisti e a impressão foi das melhores. Ela é uma boa atriz. Veremos se terá futuro no cinema. Acho que a obra ainda não está disponível em DVD. Beijos!

      Responder
  • 3. Cristiano Contreiras  |  junho 3, 2011 às 3:35 am

    Ka, verdade seja dita, seu texto funciona muito mais que o próprio filme.

    Concordo que é interessante, mas no geral torna-se frágil e até mediano – bem verdade, caminhamos com a personagem de Lawrence que, de fato, tem uma atuação magistral. Mas, acho que o roteiro e até a direção não consegue trazer os personagens tão próximos de nós. Não é por conta da tal “alma” fria, é limitação mesmo da construção do estudo dos personagens ali…o filme, por vezes, parece não sair do mesmo lugar e somente o talento perfeito de Lawrence consegue provocar alguma atração com o que vemos.

    Acho que a direção de Granik é muito, muito, correta…poderia ter ousado mais, acentuado mais, sei lá…não vejo esse grande filme como muitos acham, nem mesmo acho o desfecho ‘chocante’ como outros comentam por aí. Na verdade, o final poderia ser mais delineado…e discordo da indicação ao Oscar de Hawkes e Melhor Filme. Quem deveria ter sido indicado, no lugar dele, é Andrew Garfield por “A Rede Social”. E “Blue Valentine”, por exemplo, é um filme mais denso e instigante que este, ao meu ver. Este sim poderia ter recebido a indicação de Filme…mas, é questão de ponto de vista mesmo, entende?

    Bom, fico feliz em ver como Lawrence tem tido o reconhecimento, afinal é uma bela atriz. Gosto dela no “Vidas que se cruzam” (aquele com Charlize Theron e Kim Basinger), conhece? Desde esse filme eu já havia prestado mais atenção nela.

    Beijo, Ka!

    Responder
  • 4. Amanda Aouad  |  junho 3, 2011 às 4:13 am

    Achei um filme angustiante. Foi incômodo assistí-lo, mas ao mesmo tempo concordo com sua qualidade. E Jennifer Lawrence está muito bem mesmo.

    Responder
  • […] mais: Inverno da Alma « Cinéfila por Natureza Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag alma, cinefila:, inverno, […]

    Responder
  • 6. Victor Nassar  |  junho 3, 2011 às 12:14 pm

    Ainda em falta com esse. Tenho adiado justamente pelo clima do filme.

    Responder
    • 7. Kamila  |  junho 3, 2011 às 2:24 pm

      Cristiano, não assisti a este filme. O Paulo também comentou sobre ele. Fiquei curiosa para assistir. E acho que seu comentário sobre “Inverno da Alma” tem muito fundamento. Beijos!

      Amanda, angustiante, a obra é, sim.

      Victor, não adie e termine logo de ver esse filme. É muito legal!

      Responder
  • 8. Cassiano  |  junho 3, 2011 às 2:03 pm

    Permita-me discordar de ti Kamila, esse é mais uma piada de hollywood, esse filme não tem roteiro, não tem alma (apesar do título) e muito menos direção. Clichê atrás de clichê, desde o drogado de cabelos ensebados sarcastico, as senhoras brabas e violentas. No final nos perguntamos, acabou?

    Surpreende-me que esse filme tenha ido parar nos cinemas. A influência de hollywood ainda é muita, infelizmente, mas considero que a jovem atriz seja boa, porém não por esse filme.

    Responder
  • 9. Reinaldo Matheus Glioche  |  junho 3, 2011 às 2:11 pm

    Filmaço! Filmaço mesmo. Fiquei estarrecido com a força desse filme. Grandes atuações de Jennifer Lawrence e John Hawks e um roteiro forte e que se nega a fazer concessões. Uma perola do cinema independente americano.
    Bjs

    Responder
  • 10. João Linno  |  junho 3, 2011 às 2:18 pm

    A melhor coisa do filme é a ambientação. Os cenários e a fotografia carregam esse peso angusitiante que o filme precisa. Porém, não me envolvi muito com a história e o roteiro me pareceu um tanto frágil.

    Bjs.

    Responder
    • 11. Kamila  |  junho 3, 2011 às 2:25 pm

      Cassiano, claro que você pode discordar de mim. Sim, o filme tem elementos clichês, mas acho que eles fazem parte dessa obra mesmo e funcionam bem dentro da história.

      Reinaldo, eu também fiquei estarrecida com a força desse filme. Não esperava mesmo que ele fosse ser tão bom. Beijos!

      João Linno, concordo plenamente que a ambientação é um dos grandes elementos do filme. Agora, eu consegui totalmente me envolver na história, justamente por causa da força da personagem da Jennifer. Beijos!

      Responder
  • 12. Kahlil  |  junho 3, 2011 às 4:14 pm

    Certamente um dos melhores filmes de 2010. Hoje a noite estou indo conferir X-Men e estou louco pra ver Jennifer nele.

    http://filme-do-dia.blogspot.com/

    Responder
  • 13. Otavio Almeida  |  junho 3, 2011 às 7:55 pm

    Bom filme, grande atriz. Bjs!

    Responder
    • 14. Kamila  |  junho 3, 2011 às 9:17 pm

      Kahlil, este é um dos melhores filmes que eu vi neste ano.

      Otavio, concordo! Beijos!

      Responder
  • 15. Matheus Pannebecker  |  junho 4, 2011 às 12:55 am

    Kamila, concordo que a Ree é a engrenagem do filme e que a Jennifer Lawrence está espetacular, mas não consegui me empolgar com “Inverno da Alma”. Na realidade, achei até bem monótono…

    Responder
    • 16. Kamila  |  junho 4, 2011 às 11:02 pm

      Matheus, eu me empolguei mesmo com esse filme, mas entendo quem o acha paradão!

      Responder
  • 17. João Paulo Rodrigues  |  junho 4, 2011 às 11:11 pm

    Jennifer Lawrence … Uma guria que faz a diferença.
    Um filme seco com uma atriz como essa … explode a tela de intensidade …

    Anote … nova musa do hollywood …

    Beijos.

    Responder
  • 18. Flávio  |  junho 5, 2011 às 4:13 pm

    Oi Kamila, não canso de dizer o quanto estou fascinado pela Jennifer Lawrence. Que Amanda Seyfried que nada. Quem manda no pedaço é Jennifer Lawrence!

    Responder
    • 19. Kamila  |  junho 6, 2011 às 11:05 pm

      João Paulo, ela faz a diferença mesmo neste filme! Beijos!

      Flávio, todos os garotos estão fascinados pela Jennifer Lawrence! INCRÍVEL!!!

      Responder
  • 20. Cena da Semana* « Cinéfila por Natureza  |  julho 4, 2011 às 12:17 am

    […] por Tom Hooper) 07. Biutiful (Biutiful, 2010, dirigido por Alejandro Gonzalez-Inarritu) 08. Inverno da Alma (Winter’s Bone, 2010, dirigido por Debra Granik) 09. O Concerto (Le Concert, 2009, dirigido por Radu Mihaileanu) 10. Rio (Rio, 2011, dirigido por […]

    Responder
  • […] atriz Jennifer Lawrence (indicada ao Oscar 2011 de Melhor Atriz pela sua atuação em “Inverno da Alma”) e o presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS), Tom Sherak, terão a […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,349 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: