Thor

maio 16, 2011 at 10:47 pm 19 comentários

Deus do Trovão, Thor é o mais forte dentre os deuses e os homens. É este personagem da mitologia nórdica o protagonista de “Thor”, filme dirigido por Kenneth Branagh, baseado na HQ de Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby. Na obra, há o cruzamento interessante entre o mundo mitológico e o mundo real, o que faz com que assistamos cenas um tanto engraçadas que remetem muito àquilo que vimos em “Encantada”, afinal temos a intersecção de dois mundos com valores completamente diferentes.

O roteiro escrito por Ashley Miller, Zack Stentz e Don Payne trata também de temas um tanto shakespeareanos, o que pode explicar a atração de Kenneth Branagh por este material em particular, uma vez que Thor (Chris Hemsworth) e seu irmão Loki (Tom Hiddleston) brigam pela predileção do pai, o rei Odin (Anthony Hopkins), e, consequentemente, do seu reino inteiro; como também pela indicação de sucessor do trono. É a dualidade entre as personalidades dos dois irmãos (Thor tem uma certa arrogância e é muito dono de si, enquanto que Loki é mais retraído e manipulador) um dos elementos mais interessantes desta obra – uma vez que é ela quem vai mover toda a trama, que coloca Thor sendo expulso do reino pelo pai, enquanto o irmão vai ascendendo em influência junto à figura paterna.

O outro elemento legal do filme é a mudança forçada de Thor para a Terra, um mundo, no qual, privado dos seus poderes, ensina ao protagonista a se colocar de uma forma completamente diferente, até mesmo para obter o respeito, a admiração e o carinho daqueles que o acolhem – Jane Foster (Natalie Portman), Erik Selvig (Stellan Skarsgaard) e Darcy Lewis (Kat Dennings) – e tentar pavimentar seu caminho de volta ao seu reino. Nesta parte, também é importante mencionar que a Marvel, uma produtora que não dá ponto sem nó, dá um jeito de colocar a SHIELD na história, de forma a nos lembrar mais uma vez da intenção deles em fazer um novo filme dos Vingadores.

“Thor” é o segundo grande filme de herois dos quadrinhos a chegar nas salas de cinema, em 2011. Assim como Michel Gondry (diretor de “Besouro Verde”), Kenneth Branagh é um diretor de personalidade forte e que imprime suas próprias características aos filmes que dirige. Apesar de ter sido engolido também pela máquina Marvel, como Gondry, Branagh saiu na frente ao realizar um filme que equilibra muito bem os momentos engraçados com as cenas de ação e que, apesar de ser apoiado em vários clichês, consegue segurar bem a onda nos seus 114 min. de duração, prometendo ser uma franquia boa de ser acompanhada.

Cotação: 6,0

Thor (Thor, 2011)
Direção: Kenneth Branagh
Roteiro: Ashley Miller, Zack Stentz e Don Payne (com base na história de J. Michael Straczynski e Mark Protosevich e com base na HQ de Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby)
Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tom Hiddleston, Anthony Hopkins, Stellan Skarsgaard, Kat Dennings, Clark Gregg, Idris Elba, Colm Feore, Ray Stevenson, Rene Russo

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana Lendo – “50 Anos a Mil”

19 Comentários Add your own

  • 1. Lucas Nascimento  |  maio 16, 2011 às 10:51 pm

    Ótima crítica, concordo com quase tudo. De fato, a mudança de persona de Thor na Terra foi muito mal feita.

    Responder
  • 3. João Paulo  |  maio 16, 2011 às 11:54 pm

    Pensava que iria ser maior. Pelo menos foi bem melhor do que Homem de Ferro … pode se dizer … e mais completo, é na revisão que percebes isso …

    Beijos Milla!

    Responder
  • 4. Carissa  |  maio 17, 2011 às 12:31 am

    Adoro o Kenneth Branagh e estou com muita vontade de ver esse filme. Depois que assistir O noivo da Minha Melhor Amiga(meu lado leitora compulsiva que quer ver se fizeram uma boa adptação falando alto)quero assistir esse filme.

    Você me perguntou como seleciono os livros que vou ler. Depende muito. Geralmente as sinopses me fazem querer ler um livro. Atualmente recebo alguns livros de editoras, aí leio também. Mas geralmente as sinopses me fazem querer ler um livro.

    Beijos!!

    Responder
  • 5. Gabriel Neves  |  maio 17, 2011 às 12:47 am

    Não é um filme que marca, mas faz valer a pena cada minuto de sessão. E teve algo nele que o diferenciou da história dos outros filmes de personagens Marvelianos, mas não sei o que.
    Abraços.

    Responder
    • 6. Kamila  |  maio 17, 2011 às 1:59 am

      João, sim, muito melhor que “Homem de Ferro”. Beijos!

      Carissa, poxa, legal que você recebe livros de editoras, hein??? 🙂 Beijos!

      Gabriel, exatamente, você descreveu “Thor” de uma forma perfeita. Abraços!

      Responder
  • 7. fabrício  |  maio 17, 2011 às 2:38 am

    achei o filme bem sessão da tarde – inofensivo, bobinho, pra se engasgar com pipoca e refrigerante.

    Responder
  • 8. Amanda Aouad  |  maio 17, 2011 às 3:28 am

    É, não é dos melhores, mas acho que satisfaz. E se sem dúvidas a Marvel está preparando bem o terreno para Os Vingadores, que não é boba, como você ressaltou.

    Só um adendo ao comentário de João que você concordou. Eu acho melhor que o Homem de Ferro 2, que é uma bobagem, mas o primeiro eu gostei mais do que de Thor.

    Responder
  • 9. Paulo Ricardo  |  maio 17, 2011 às 3:46 am

    É curioso Kenneth Branagh dirigir um blockbuster ,um diretor que costuma adaptar obras de Shakespeare.Grandes atores em papeis coadjuvantes(Portman e Hopkins) e um desconhecido protagonizando um filme que pelo orçamento já é um risco,pois a Marvel costuma trabalhar com “herois conhecidos do grande público” como Tobey Maguire(em 2002 ele já não era anonimo e havia realizado um belo trabalho em Garotos Incriveis),Edward Norton(dispensa apresentações) e Robert Downey Jr(ressureição ao estilo Mickey Rourke).Eu não vou julgar o filme antes,mas essa combinação não me agrada.Vc citou mt bem na sua critica a maquina que a marvel é com os diretores e todos sabem como os produtores batem de frente com o agora estúdio Marvel(Ang Lee e o Hulk que o diga).Eu vou no cinema quarta.Se tiver em cartaz o filme Reecontrado a Felicade eu vou conferir a atuação de Nicole Kidman,caso não esteja em cartaz eu vou dar uma chance para o filme dirigido por Kenneth Branagh,mas com pouquissimas expectativas…Bjs.

    Responder
    • 10. Kamila  |  maio 18, 2011 às 1:55 am

      Fabrício, pode até ser inofensivo, mas não achei o filme bobinho, pra ser bem sincera. rsrsrs

      Amanda, melhor do que “Homem de Ferro 2”, com certeza, “Thor” é.

      Paulo, também achei curiosa a presença de Branagh aqui, mas assistindo o filme eu entendi o que o atraiu até “Thor”. Beijos!

      Responder
  • 11. Alan Raspante  |  maio 17, 2011 às 4:44 pm

    Estou adiando tanto pra ver, que olha… Estou um pouco curioso, mas é muito difícil eu gostar deste filme, não sou grande fã de filmes com super-heróis e etc… Enfim, uma hora aí se der a louca eu vejo.

    []s

    Responder
  • 12. Reinaldo Matheus Glioche  |  maio 17, 2011 às 5:48 pm

    A crítica é bastante equilibrada Ka. Me intrometendo aqui nas discussões do tópico de comentários, não acho que este filme seja melhor do que Homem de ferro. Acho que fica muuuuito atrás.
    Bjs

    Responder
    • 13. Kamila  |  maio 18, 2011 às 1:56 am

      Raspante, eu achei esse filme bem divertido. Abraços!

      Reinaldo, opinião respeitada! 🙂 E obrigada! Beijos!

      Responder
  • 14. Cristiano Contreiras  |  maio 18, 2011 às 3:38 am

    Acredite: gostei do filme! Achei o roteiro gostoso de ver, ainda que nada excepcional. Um bom entretenimento, claro!

    E Chris Hemsworth até que tá bem no filme!

    Dou nota 7,0

    rs

    Beijo!

    Responder
  • 15. Otavio Almeida  |  maio 18, 2011 às 2:20 pm

    Eu acho que você e o JP estão se referindo a “Homem de Ferro 2”, não? Porque o 1 é superior a “Thor”.

    Bom, você mencionou “Encantada”, tem razão. Mas também lembrei de “Howard The Duck” (aqui chamado de “Howard – O Super-Herói”), um filme ridículo produzido pelo George Lucas.

    Bjs!

    Responder
    • 16. Kamila  |  maio 19, 2011 às 1:38 am

      Cristiano, eu achei divertido, mas nada excepcional. Um bom entretenimento, sim! Beijo!

      Otavio, “Howard the Duck”!!!! Muito bem lembrado! rsrsrsrsrsrs Beijos!

      Responder
  • 17. Rafael Carvalho  |  maio 19, 2011 às 12:00 pm

    Bem bom essa adaptação de Thor. Roteiro correto, bem desenvolvido dentro das possibilidades da história, e com ótimos efeitos. Minha maior ressalva era em relação ao choque da ida de Thor para a Terra, mas acho que o filme se sai bem nesse encontro.

    Responder
  • 18. MiguelDJ  |  maio 27, 2011 às 7:52 am

    Achei o filme bom, a história até prende a atenção e é mais ou menos bem desenvolvida, mas sinceramente, já vi efeitos especiais melhores (muuuuiiito melhores) e achei o figurino inapropriado para um épico de deuses.
    Enfim:
    9 para a história,
    9 para o roteiro,
    7 para a locação,
    5 para os efeitos,
    5 para o figurino
    e nada mais… afinal de contas…
    quando a universal assina um filme, normalmente a gente espera mais…

    Responder
    • 19. Kamila  |  maio 27, 2011 às 10:16 pm

      Rafael C., concordo!!

      Miguel, eu acho que o filme acaba sendo bem legal. Melhor do que prometia ser, pra ser bem sincera.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: