Três Shows, Três Surpresas Diferentes*

maio 3, 2011 at 12:26 am 12 comentários

Muita gente pode achar estranho o fato de termos assistido a três shows consecutivos de um mesmo artista. Mas, era uma ocasião pra lá de especial: a estreia da turnê “Toque Dela”, do segundo álbum do cantor e compositor Marcelo Camelo, na Choperia do SESC Pompeia, em São Paulo, nos dias 28, 29 e 30 de abril.

Apesar do setlist dos três shows que assistimos ter sido virtualmente idêntico, é impossível a repetição da atmosfera e do ambiente. Até porque existem milhões de fatores que podem influenciar as variáveis para que um show dê certo – e esses, dificilmente, se repetem: astral do artista, sintonia das músicas com a plateia e o público em si. Portanto, vamos à análise dessa estreia do Camelo, que foi encerrada ontem, dia 01 de maio, com mais um show no SESC Pompeia.

28 de abril: O primeiro show de uma turnê é sempre uma situação muito tensa. O primeiro teste de um repertório novo com o público sempre dá aquele frio na barriga e ansiedade. Em estreias, sempre temos erros naturais, que servem como pontos de ajustes e acertos em shows futuros. Se os erros existiram aqui, sinceramente, passaram despercebidos. No palco, um Marcelo Camelo animado e feliz, mas que não obteve, talvez, a resposta que esperava do público –  que ficou mais de olho no que o cantor estava fazendo do que se envolvendo com o lindo repertório apresentado. O resultado: um show morno, no qual a plateia não decolou ou dançou como o dono da festa queria, exceto no momento de maior comoção da noite, que foi a participação surpresa de Vanessa da Mata, a qual dividiu os vocais com Marcelo em “Samba a Dois”, música do disco “Ventura”, do Los Hermanos.

29 de abril: Se começar um show com “A Noite” deixa a plateia ainda não no clima desejado para o show, Camelo faz mudanças no seu setlist e inicia o show com “Ôô”, a primeira música de trabalho do “Toque Dela”. Outras mudanças estão perceptíveis até no próprio palco, com as samambaias que decoravam o ambiente (e que viram motivo para uma piadinha que quebra o gelo entre artista e público). O público, é bom notar, não ficou plantado (com o perdão do trocadilho) a noite inteira e interagiu o tempo todo com o artista, transformando este show na verdadeira estreia da turnê – fato este “confirmado” pelo próprio artista no palco, que disse estar precisando de uma noite como aquela para se sentir animado com a turnê – não sabemos se, por causa disso, ele resolveu nos premiar com a segunda execução pública de sua versão de “Teus Olhos” (a primeira tinha sido em Porto Alegre, ainda na turnê do “Sou”), música que, talvez, se não tivesse sido gravada por Ivete Sangalo (em dueto com o próprio Marcelo para o “Pode Entrar”), poderia ter entrado no “Toque Dela”, quem sabe…

30 de abril: Esta, sim, foi a noite mais especial dos três shows. A Choperia do SESC Pompeia estava lotada de gente, como não havia estado nos outros dois dias (e olha que os quatro dias de show tiveram ingressos esgotados!). Assim como no dia anterior, o público respondeu à altura a todo entusiasmo e emoção de Marcelo no palco. Um show redondo, em que o repertório ajustado no setlist do dia anterior e confirmado aqui, mais uma vez, dá uma grande amostra do que esta nova turnê pode ser: um show memorável com o equilíbrio de temas contemplativos que eram o norte do “Sou” com as tão belas canções de amor que Camelo compõe e que são a tônica de todo o “Toque Dela”. Para coroar essa atmosfera, uma música que é a pura representação do que é Marcelo Camelo: “Janta”, com a participação também surpresa de Mallu Magalhães (ela estava presente na plateia dos três shows que assistimos e foi convocada por Marcelo para participar deste aqui). Se pudéssemos resumir o que foi essa noite, está tudo encartado nesse dueto apaixonado e emocionante de se ver.

Nas três noites, vale destacar também o perfeito entrosamento entre Marcelo Camelo e sua banda de apoio, os Hurtmold, que o acompanha desde a turnê do “Sou”. Confirmando, mais uma vez, toda a sua generosidade, Marcelo Camelo abre um espaço no seu setlist para que os músicos paulistas demonstrem toda a sua virtuose instrumental – é bom mencionar que isso também foi feito durante a turnê do “Sou”. E a mistura destas duas visões artísticas é bombástica. A parte instrumental desta nova turnê está sensacional – ainda mais com a adição do trio de metais (um trompete e dois trombones), que dão uma vida ainda maior aos lindos arranjos compostos pelo Marcelo, tornando a experiência de assistir ao show, agora sim, algo pulsante e ensolarado.

* Fotos por Kamila Azevedo e Paulo Tothy.

Entry filed under: Diversos.

O Garoto de Liverpool Biutiful

12 Comentários Add your own

  • 1. Mayara Bastos  |  maio 3, 2011 às 12:37 am

    Deve ter sido uma experiência única, ainda mais ao vivo. Eu moro à 40 minutos do SESC Pompéia, é um lugar bacana. rsrsrs.

    Beijos! 😉

    Responder
    • 2. Kamila  |  maio 3, 2011 às 12:49 am

      Mayara, sempre é uma experiência única! 🙂 Vizinhança boa, a sua!! O bairro é muito legal! 🙂 Beijos!

      Responder
  • 3. Amanda Aouad  |  maio 3, 2011 às 1:52 am

    Nossa, Kamila, três dias seguidos? hehe. Parece ter sido um belo show mesmo.

    Responder
  • 4. Alan Raspante  |  maio 3, 2011 às 2:03 am

    Ah, três shows… coisa boa hein?! Kamila, não cheguei a comentar aqui… Mas, viciei no Marcelo Camelo depois que li um dos seus posts falando nele… Valeu hein! rs

    Abs 😀

    Responder
  • 5. Flavio  |  maio 3, 2011 às 2:36 pm

    Nao conheço o trabalho deste cantor Kamila, mas ele parece ser um artista com A maiúsculo.

    Responder
    • 6. Kamila  |  maio 3, 2011 às 10:04 pm

      Amanda, foram três lindos shows!

      Raspante, bom demais! 🙂 Que bom que você conheceu o trabalho do Marcelo graças aos nossos posts aqui do blog! Abraços!

      Flavio, ele é um ARTISTA com todas as letras maiúsculas! 🙂

      Responder
  • 7. Brenno Bezerra  |  maio 3, 2011 às 9:57 pm

    Fã que é fã não se importa com o número de shows. Tenho certeza que se fossem 5 você estaria lá firme e forte.

    Beijos

    Responder
    • 8. Kamila  |  maio 3, 2011 às 10:04 pm

      Brenno, eu queria ter assistido aos quatro shows logo. Pena que não deu! Beijos!

      Responder
  • 9. Luis Galvão  |  maio 5, 2011 às 12:25 pm

    UOU, não vejo a hora da turnê subir aqui pro nordeste! Realmente parece que os três dias foram únicos.

    Responder
    • 10. Kamila  |  maio 6, 2011 às 1:29 am

      Luís, ele vai pra Recife no dia 17 de junho! 🙂

      Responder
  • 11. Flávia MG  |  maio 8, 2011 às 2:43 pm

    Estou ansiosa pelo show em BH, que vai rolar dia 11/06, e depois do seu post ainda mais…
    Tomara que o mês de maio voe, rss.

    Responder
    • 12. Kamila  |  maio 9, 2011 às 12:31 am

      Flávia, o show em BH promete ser legal. Só espero que, por ser em festival, ele não seja curto! Depois, passa aqui pra falar como foi! 🙂

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,057 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: