“Toque Dela” – Marcelo Camelo

abril 5, 2011 at 11:49 pm 23 comentários

Nas entrevistas que antecederam o lançamento do CD “Toque Dela”, seu segundo álbum solo, o cantor e compositor Marcelo Camelo falava muito no fato de que esse disco soaria mais pulsante e ensolarado. A se contar pelos dez temas (autorais – sendo que um deles, “Três Dias”, escrito em parceria com o desenhista André Dahmer) que fazem parte do novo CD, sim, a nova realidade de Camelo é, para não repetir o adjetivo que ele gosta de usar, um pouco mais colorida. É bom frisar no “um pouco mais” porque ela divide espaço com aquela melancolia que lhe é tão costumeira.

Uma outra coisa que o Marcelo fala bastante, a respeito daquilo que compõe, é que o que ele gostaria de expressar sobre o que ele é e o que ele vive está sempre escrito nas canções que ele tão cuidadosamente sempre nos entrega. Correndo o risco de invadir a privacidade que ele tão ferrenhamente mantém escondida – e já me desculpando por isso –, o “Toque Dela” revela o impacto que as mudanças simples (ou não) que acontecem com a gente quando nos vemos deparados com o amor possuem. Em suma, é um disco de entrega emocional.

Neste sentido, é bom prestar muita atenção nas letras do “Toque Dela”, especialmente em “Vermelho”, “A Noite”, “Tudo o que Você Quiser”, “Três Dias” (a mais poética do disco), “Acostumar” e “Meu Amor é Teu”. A maioria reflete o desejo de movimento, de fazer algo, de viver e, principalmente, de se deixar sentir e se levar por algo. As letras também, de uma certa forma, revelam o não ter o medo de enfrentar a noite, o sol, os dias e o que eles trazem. Se Camelo continua afiadíssimo na questão melódica, o que se tem aqui é um perfeito casamento entre letra e melodia, uma se encaixa na outra, e cada uma vai levando, aos poucos, a gente até o estado de espírito, talvez, em que o próprio Marcelo se encontrava durante a elaboração desse disco.

E quando termina, “Toque Dela” só deixa uma sensação: a de querer ter um amor pra chamar de seu ou a de querer dividir todo o amor que a gente possui dentro de nós com alguém. E só o Camelo, mesmo, pra querer causar isso na gente ou mexer conosco dessa forma. “Eu vi, eu vi, e foi bom demais”.

Toque Dela (2011)
Marcelo Camelo
Urban Jungle/Zé Pereira/Universal Music
Compre aqui.

Entry filed under: Diversos.

Cena da Semana* O Concerto

23 Comentários Add your own

  • 1. Hneto  |  abril 5, 2011 às 11:53 pm

    Escutando nesse momento, mas sem muitas expectativas.

    Responder
  • 2. Kamila  |  abril 6, 2011 às 12:15 am

    Hneto, espero, então, que se surpreenda!

    Responder
  • 3. Paula  |  abril 6, 2011 às 1:07 am

    Camelo é gênio demais. O disco está simplesmente lindo. Já escutei 4 vezes e as que mais gostei foram: “Pra te acalmar”,”Pretinha”,”Vermelho” e “Acostumar”. Essa ultima,é demais rs

    Beijinhos!!!!!!

    Responder
    • 4. Kamila  |  abril 6, 2011 às 1:44 am

      Paula, a minha favorita foi “Vermelho”. Disparada. Mas, gostei de todas! rsrsrsrs Beijos!

      Responder
  • 5. Amanda Aouad  |  abril 6, 2011 às 2:39 am

    Ainda não ouvi. Parece mesmo um encanto.

    Responder
    • 6. Kamila  |  abril 6, 2011 às 3:19 am

      Amanda, quando puder escuta, porque é um encanto mesmo!

      Responder
  • 7. Luis Galvão  |  abril 6, 2011 às 4:31 pm

    Poxa, nem sabia que Toque Dela já tinha lançado. Parece que você gostou bastante [já esperado de você como fã, heheh]. Vou baixar,

    Responder
    • 8. Kamila  |  abril 6, 2011 às 10:01 pm

      Luís, será lançado nacionalmente amanhã, mas vazou no início dessa semana! Adorei o disco! rsrssrrs

      Responder
  • 9. Cena da Semana « Cinéfila por Natureza  |  abril 10, 2011 às 10:35 pm

    […] – Marcelo Camelo – Toque Dela […]

    Responder
  • 10. Jeneci  |  abril 12, 2011 às 8:24 pm

    Sou muito fã do trabalho de Camelo e LH, mas sinceramente, esse cd deixou muito a desejar…

    Opinião minha!!

    Abraços!!

    Responder
    • 11. Kamila  |  abril 12, 2011 às 10:07 pm

      Jeneci, todo mundo tem direito à sua opinião! Abraços!

      Responder
  • 12. André  |  abril 13, 2011 às 8:16 pm

    Este disco está bem mais melódico que o primeiro, com certeza.
    Marcelo continua muito bom como composior. Suas melodias continuam muito bonitas…
    É uma pena para os que não conseguem desprender a imagem do Marcelo da Los Hermanos. Tem que escutar Marc elo Camelo como se fosse Marcelo Camelo…

    Fica a dica…
    Abraço!!!

    Responder
    • 13. Kamila  |  abril 13, 2011 às 10:37 pm

      André, exatamente. Perfeito comentário! Abraço!!

      Responder
  • 14. Nina  |  abril 16, 2011 às 4:46 pm

    ta muuuito bom!
    meu deus! a sinfonia de ô ô tá muito deliciosa!
    veermelho.. meu deus! que música é essa?
    marcelo é um verdadeiro poeta!
    o abum tá lindo!

    Responder
    • 15. Kamila  |  abril 16, 2011 às 10:30 pm

      Nina, “Vermelho” é a minha música favorita do disco. O álbum ficou lindo mesmo!

      Responder
  • […] mesmo artista. Mas, era uma ocasião pra lá de especial: a estreia da turnê “Toque Dela”, do segundo álbum do cantor e compositor Marcelo Camelo, na Choperia do SESC Pompeia, em São Paulo, nos dias 28, 29 e 30 de […]

    Responder
  • 17. Mayara Licia  |  maio 14, 2011 às 11:04 pm

    Me surpreendo cada dia que passa, com tamanho brilhantismo, existente no trabalho de Camelo, e o mais engraçado é como ele consegue se superar nos seus sentidos artísticos e criativos a cada trabalho. Amei o álbum, minha preferida é Vermelho.
    Agora quero ir ao show!
    Beijos gente!

    Responder
    • 18. Kamila  |  maio 15, 2011 às 9:36 pm

      Mayara, minha música preferida do álbum também é “Vermelho” e concordo com tudo que você disse sobre o trabalho do Marcelo! Espero que possa ir assistir a um show dele, em breve! Beijos!

      Responder
  • 19. Rogerio  |  maio 31, 2011 às 3:02 am

    Se faltar a paz, Minas Gerais. Se faltar a liberdade, também Minas Gerais. Maravilhoso…

    Responder
    • 20. Kamila  |  junho 1, 2011 às 2:09 am

      Rogerio, maravilhoso mesmo!

      Responder
  • 21. Gisele  |  junho 7, 2011 às 1:51 pm

    Os discos do Camelo, comigo, foram assim: primeiro escutei com estranhamento. Depois, com a repetição, foram me tomando de mansinho e quando vi, já estava apaixonada. Aconteceu com o Sou/nós, e agora com Toque Dela. É que a melodia dele não é fácil, não é comercial, mas é muito rica! E é daqueles tesouros que se descobre aos poucos, degustando cada pedaço! Quem não gostou, dê uma nova chance e repita. Vai ver que é um novo respiro da música nacional. Uma toada completamente original.

    Responder
    • 22. Kamila  |  junho 8, 2011 às 2:07 am

      Gisele, lindo comentário! Essa sensação que você sentiu foi a que eu tive quando escutei o “Sou”. Ele foi me ganhando aos poucos. O contrário aconteceu com “Toque Dela”, que me ganhou de vez. A originalidade, a marca pessoal, a vontade de fazer algo que é próprio e único dele é a marca dessa carreira solo do Marcelo.

      Responder
  • 23. “Pitanga” – Mallu Magalhães « Cinéfila por Natureza  |  outubro 7, 2011 às 10:08 pm

    […] dá pode nos oferecer. De uma certa forma, seu “Pitanga” tem muita intertextualidade com o “Toque Dela” (álbum que Marcelo lançou em abril deste ano). Versos que ela faz aqui que remetem ao que ele […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,030 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: