Cena da Semana*

abril 3, 2011 at 8:50 pm 17 comentários

* Atenção aos spoilers.

(A descoberta de Adam – 1×13 – The Big C)

O season finale da primeira temporada de “The Big C” mais pareceu um series finale, de tão poético e conclusivo. Mas, não o foi. Até porque a jornada de Cathy (interpretada de forma maravilhosa por Laura Linney) ainda está longe de chegar ao fim. O grande conflito dessa primeira temporada foi a vontade de Cathy de esconder daqueles a quem ela mais ama que ela está doente, com um melanoma em estágio bastante avançado, e decidiu, simplesmente, não lutar contra a doença, aproveitando o que de melhor seus finais dias têm a lhe oferecer.

A realidade é que, por trás deste conflito principal, a storyline de Cathy esconde a busca pela coragem de brigar contra aquele que ela imagina ser o seu desfecho. Através do relacionamento estabelecido com a vizinha Marlene (Phyllis Somerville, conhecida pelo filme “Pecados Íntimos”), também ela portadora de uma doença grave e dona de um destino corajoso, porém solitário, Cathy realiza que ela tem pessoas que a amam, que vão brigar com e por ela até o fim e que vale a pena encarar a luta, afinal, ela ainda tem tanto a viver e a presenciar.

Dos dois últimos episódios, que foram ao ar na semana passada pela HBO Brasil, esta cena que destacamos é, sem dúvida, a mais dolorosa de se assistir. Confrontado com a revelação da doença da mãe (sim, nos últimos episódios, ela acabou dividindo com os outros o que escondia), Adam reage como qualquer adolescente diante de uma situação que é grave. A verdade é que ele, talvez, nem pensasse que esse cenário fosse tão preocupante. Ele ganha essa consciência quando se depara com isso aí que vemos nesta cena, em particular. É aí que ele se dá conta de que a possibilidade da mãe dele partir é grande. E esse é somente o princípio da pior dor que alguém pode sentir, a coisa que a gente mais não quer encarar. Falo isso por experiência própria…

Entry filed under: Cena da Semana.

Jogo de Poder “Toque Dela” – Marcelo Camelo

17 Comentários Add your own

  • 1. Robson Saldanha  |  abril 3, 2011 às 9:13 pm

    Essa cena é muito linda… impossível não chorar, IMPOSSÍVEL!

    Responder
  • 2. Matheus  |  abril 3, 2011 às 9:17 pm

    Kamila, como já te disse, “The Big C” foi uma série que me surpreendeu muito… Não só pela interpretação maravilhosa da Laura Linney, mas pela forma como a história foi abordada. Adorei que, durante toda a temporada, o programa meio que fugia dos dramas do assunto câncer, mas, no último episódio, resolveu depositar toda a carga dramática nele. E, como nós sabemos, foi um dos melhores momentos da TV da atualidade! Desfecho impecável!

    Responder
    • 3. Kamila  |  abril 3, 2011 às 10:17 pm

      Robson, impossível mesmo!

      Matheus, a série também me surpreendeu demais. O desfecho foi impecável mesmo!

      Responder
  • 4. Mayara Bastos  |  abril 3, 2011 às 11:56 pm

    Vi na madrugada passada e não adiantou controlar a emoção, chorei muito!! rsrsrs. Depois de ver, deu para fazer uma reflexão de como temos que aproveitar cada minuto de nossa vida. Essa é uma das lições que a Cathy passa. Lindo!

    Beijos e tenha uma ótima semana! 😉

    Responder
  • 5. Pedro Paulo  |  abril 4, 2011 às 12:18 am

    Como eu amo essa série… grata surpresa, e reafirma mais ainda o já carimbado talento da Laura Linney tanto no cinema como na tv.

    E fiquei muito triste com a morte da Marlene… (isso não é spoiler não, né?)

    Responder
  • 6. IvanN  |  abril 4, 2011 às 1:04 am

    Que bom que vc tocou no assunto rs… Coincidentemente assisti hoje os dois episódios finais e putz! Avassaladores! Mas essa cena em especial… O funeral já havia me emocionado, mas esse instante final… Curioso que mesmo sem a protagonista, essa cena nos remete um flash de tudo que ocorreu.. eu pelo menos lembrei de várias cenas dele “fugindo” dela, mas ela sempre paciente. Grande série! O único episódio que me emocionou como este, foi o casamento da Izzie em Grey’s Anatomy (tb com câncer envolvido) e depois nunca mais. Difícil um seriado me tocar rs. Laura Linney é ótima!

    Preparei um post sobre a série para o meu blog, acho que postarei amanhã xD

    Responder
    • 7. Kamila  |  abril 5, 2011 às 11:18 pm

      Mayara, mas, não é para a gente controlar a emoção. A gente tem que sentir mesmo! 🙂 Concordo contigo! Beijos e ótima semana!

      Pedro, eu adoro essa série também. Foi uma grata surpresa. Não é spoiler mais, acho! Só pra quem ainda não viu a série! 🙂

      Ivann, essa cena é grandiosa mesmo. Concordo com seus comentários sobre ela. A última vez que um seriado me tocou dessa forma foi no capítulo final de Six Feet Under.

      Responder
  • 8. Amanda Aouad  |  abril 4, 2011 às 1:08 am

    É, como não assisto a série, vou ficar na curiosidade da cena.

    Responder
  • 9. Bárbara :)  |  abril 4, 2011 às 7:13 pm

    É impossível não chorar com essa cena. Eu também assisti na madruga e não aguentei o choro. A minha tia morreu de câncer, então tudo veio a tona com essa cena.
    Acho o sorriso da Laura Linney incrível. Sei lá, é radiante.

    Responder
  • 10. Carol  |  abril 5, 2011 às 12:53 am

    Oi, Kamila!
    Nem precisa conhecer a série para se identificar. Eu não li sua resenha antes de ver o vídeo e só dele abrir o o galpão e de ver o que tinha lá dentro, eu já comecei a chorar.
    A vida da gente é preciosa mesmo e acaba que a gente se esquece de dar valor a quem est’do nosso lado. Lágrimas mode on!
    Beijos!

    Responder
    • 11. Kamila  |  abril 5, 2011 às 11:28 pm

      Amanda, fique, mas assista à série, se puder.

      Bárbara, concordo! Impossível não se comover.

      Carol, exatamente. Perfeito teu comentário e era justamente sobre isso que eu queria falar. Beijos!

      Responder
  • 12. Carissa  |  abril 5, 2011 às 2:56 am

    Não assisti o vídeo porque não vi a série e quero ver.

    Beijos, Kamila!

    Responder
  • 13. Hneto  |  abril 5, 2011 às 1:08 pm

    “Fúria sobre rodas” foi seu último filme visto?
    Admiro sua coragem.

    Responder
    • 14. Kamila  |  abril 5, 2011 às 11:29 pm

      Carissa, isso! Beijos!

      Hneto, pois é! rsrsrsrs

      Responder
  • […] – Cinéfila por Natureza comenta o espetacular season finale de “The Big C”. […]

    Responder
  • 16. Flavio  |  abril 6, 2011 às 10:49 am

    Oi Kamila, Laura Linney é uma grande atriz que no Oscar ainda tem uma carreira parecida com a de Julianne Moore ou Annette – a vez dela nunca chegou, mas é claro isso não tira seu brilho e seu poder de fogo. Abs!

    Responder
    • 17. Kamila  |  abril 6, 2011 às 10:04 pm

      Flávio, concordo com seu comentário! Abraços!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,118 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: