Malu de Bicicleta

março 25, 2011 at 10:24 pm 12 comentários

Baseado no livro escrito por Marcelo Rubens Paiva, “Malu de Bicicleta”, filme dirigido por Flávio R. Tambellini, tem um personagem principal que é um verdadeiro clichê. Dono de uma boate na capital paulista, Luiz Mário (Marcelo Serrado) é um típico bon-vivant. Solteirão convicto, conquistador nato, coleciona mulheres como quem troca de roupa e evita qualquer tipo de envolvimento mais profundo com elas. Após uma série de incidentes constrangedores com alguns casinhos que não aceitam o desdém de Luiz depois de certo período passado juntos, o protagonista aceita o conselho de amigos mais próximos e parte para um período de férias no Rio de Janeiro.

É na capital carioca, terra de mulheres muito bonitas e que poderiam facilmente ser novas presas para ele, que Luiz acaba conhecendo e se apaixonando perdidamente pela jovem Malu (Fernanda de Freitas, mais conhecida como a sósia de Deborah Secco tamanha a semelhança física entre as duas). O romance entre os dois é fulminante a ponto de Luiz negligenciar toda a vida dele em São Paulo, mesmo após o término de seu período de férias. Entretanto, as responsabilidades profissionais (de ambos, diga-se de passagem) falam mais alto e Luiz e Malu passam a se dedicar a um relacionamento amoroso à distância.

A partir deste instante e guardadas as devidas proporções, “Malu de Bicicleta” retrata um conflito digno de uma obra como “Dom Casmurro”. Luiz não tem um amigo como Bentinho, nem tem alguém de quem suspeitar fortemente, mas ele entra numa neura completa de que Malu está traindo-o. Completamente tomado pelos ciúmes, o que poderia se transformar numa obra até um pouco tensa acaba se tornando uma sucessão de momentos altamente machistas, em que Luiz tenta mostrar que ainda é um conquistador irresistível, com direito a frases do tipo: “antes de ser traído, eu estava era traindo” e por aí vai.

Dirigido com solidez por Flávio R. Tambellini, “Malu de Bicicleta” é uma obra que peca justamente por este desvio na progressão de uma história que estava indo até muito bem. A obra encontra seu ponto positivo maior na excelente performance de Marcelo Serrado, que tem todas as qualidades (físicas e artísticas) para interpretar alguém como Luiz Mário em todas as suas nuances. E, se mostra que o ciúmes pode ser uma peça muito perigosa se você começa a dar mole demais para ele, acaba terminando com um final bastante otimista, em que revela que, em se tratando de amor, nada pode ser explicado de uma forma definitiva. Esse tipo de sentimento é imprevisível e tudo nele pode acontecer, ou até ocorrer mais de uma vez, ou ser tudo mesmo um grande fruto de nossa mente…

Cotação: 6,0

Malu de Bicicleta (2011)
Direção: Flávio R. Tambellini
Roteiro: Marcelo Rubens Paiva (com base no livro de sua autoria)
Elenco: Marcelo Serrado, Fernanda de Freitas, Marjorie Estiano, Daniela Galli, Eriberto Leão, Juliana Lohmann, Maria Manoela, Daniele Suzuki

Entry filed under: Cinema.

Esposa de Mentirinha Cena da Semana*

12 Comentários Add your own

  • 1. Carissa  |  março 26, 2011 às 12:03 am

    Sua crítica me fez ter um pouco mais de vontade de ver o filme. Gosto de cinema nacional, mas não sei porquê não me interessei muito em ver o filme. Mas estou reconsiderando.

    Bom final de semana!

    Responder
    • 2. Kamila  |  março 26, 2011 às 12:14 am

      Carissa, eu sempre tento prestigiar o cinema nacional. Bom final de semana!

      Responder
  • 3. Reinaldo Matheus Glioche  |  março 26, 2011 às 2:20 pm

    Acho que vc levou o filme um pouco mais a sério do que ele se pretende Ka…
    Mas sério, o machismo é do personagem, não do registro. É um filme leve que objetiva sê-lo, mesmo tratando de um tema espinhoso. Não é um grande filme. Longe disso, mas é satisfatório…
    Beijos

    Responder
  • 4. Alan Raspante  |  março 26, 2011 às 6:37 pm

    Então, mais um daqueles, que espero com muita vontade para ver… em DVD. rs

    []s

    Responder
  • 5. Pedro  |  março 26, 2011 às 9:33 pm

    Como o Alan disse…um bom filme para ver em DVD. hehehe.

    Responder
    • 6. Kamila  |  março 27, 2011 às 12:26 pm

      Reinaldo, pois é, fiquei com essa impressão. O filme é tão leve. O personagem principal é machista! No resto, concordo: um filme satisfatório somente. Beijos!

      Raspante, assista! Abraços!

      Pedro, exatamente! rsrsrs

      Responder
  • 7. Cristiano Contreiras  |  março 27, 2011 às 5:02 am

    Quero ver este mais pelo Marcelo Serrado, ótimo ator ele…mas, sei lá, o tema e proposta é muito batido já…

    Beijo, beijo! 😉

    Responder
    • 8. Kamila  |  março 27, 2011 às 12:26 pm

      Cristiano, sim! Tema e proposta muito batidas… Beijo!

      Responder
  • 9. Mayara Bastos  |  março 27, 2011 às 2:17 pm

    A premissa parece que já vimos em algum lugar, mas daria uma chance ao filme porque é nacional.

    Beijos! 😉

    Responder
  • 10. Flavio  |  março 27, 2011 às 8:29 pm

    Oi Kamila, esse ainda não vi , mas acho que vou conferir.

    Responder
    • 11. Kamila  |  março 27, 2011 às 9:03 pm

      Mayara, isso! Vamos prestigiar o nosso cinema! Beijos!

      Flavio, confira, sim!

      Responder
  • 12. João Linno  |  março 27, 2011 às 9:54 pm

    Já que vc citou, a abordagem machista foi um dos pontos que mais me entediou no filme. Cada frase “nada a ver” que o cara soltava durante o filme… sei lá…
    Já que era para ter uma abordagem leve, acho que eles exageraram um pouco em apelações que não precisava.

    Ah, e o casal de protagonistas não convence. =(

    Beijo;

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: