Megamente

dezembro 17, 2010 at 9:39 pm 27 comentários

O nosso organismo precisa de equilíbrio para poder funcionar normalmente. O meio ambiente precisa de atividades realizadas em harmonia para se manter em equilíbrio. Reações químicas necessitam de equilíbrio para se manterem constantes ao longo do tempo. O yin precisa do yang. O bem quase sempre vem acompanhado do mal. É justamente em uma dicotomia do tipo que se apoia o roteiro da animação “Megamente”, do diretor Tom McGrath, da Dreamworks.

Desde a infância, Megamente (dublado por Will Ferrell na versão original) tem como grande rival a figura de Metro Man (dublado por Brad Pitt na versão original). Os dois sempre brigaram para ver quem se saía melhor nas diversas batalhas as quais travaram ao longo de suas vidas. O Megamente sempre entrava com planos mirabolantes, enquanto que o Metro Man oferecia seu carisma e seus enormes poderes, que sempre acabavam fazendo com que o bem prevalecesse em relação ao mal. Quando, após mais uma briga, o Metro Man é dado como morto, Megamente começa a valorizar aquilo que tinha no oponente e passa a sentir falta do contraponto que o lado bom de seu adversário oferecia ao seu lado ruim – isso também é sentido, diga-se de passagem pela população da cidade de Metro City, que se ressente do mundo cinzento no qual a cidade se transformou.

O personagem Megamente segue um importante clichê. Ele tem um cérebro privilegiado, mas usa esse seu dom para o mal. Por isso, o grande plano dele neste filme é injetar em alguém comum super poderes, de forma a criar um novo heroi. Desta forma, surge a figura do Titã (dublado por Jonah Hill na versão original). O plano de Megamente se revela desastroso quando se descobre que o novo heroi, na realidade, tem grande potencial para ser um novo vilão. A partir deste instante, “Megamente” começa a nos surpreender, pois coloca o seu antagonista na posição de ter que se posicionar diante de algo que vai ser inteiramente novo para ele: a luta pelo bem da cidade a qual ele tentou, tantas vezes, destruir.

Por ter como personagem principal, um cara malvado que descobre o lado bom dentro de si, podemos dizer que “Megamente” guarda muitos pontos em comum com “Meu Malvado Favorito”, animação de Pierre Coffin e Chris Renaud. O que de mais legal ambos os filmes nos mostram é a capacidade de transformação do ser humano e, neste sentido, a trajetória de Megamente e de Gru é praticamente a mesma. Ambos se transformam em pessoas melhores por causa da afeição que passam a sentir por outras – no caso deste filme, o sentimento vai todo para a repórter Rosane Rocha (dublada por Tina Fey na versão original). E é praticamente impossível não se ligar também a um relato como este. “Megamente” é aquele tipo de filme carismático, que faz rir e chorar, e que vai te deixar com um enorme sorriso no rosto quando terminar. Definitivamente, uma das agradáveis surpresas do gênero de animação, neste ano, ao lado de “Como Treinar seu Dragão”.

Cotação: 9,0

Megamente (Megamind, 2010)
Direção: Tom McGrath
Roteiro: Alan J. Schoolcraft e Brent Simons
Com as vozes de: Will Ferrell, Brad Pitt, Tina Fey, Jonah Hill, David Cross, Justin Theroux, Ben Stiller, J.K. Simmons

Entry filed under: Cinema.

Comentando as Indicações ao SAG Awards 2011 Cena da Semana

27 Comentários Add your own

  • 1. João Paulo  |  dezembro 17, 2010 às 9:44 pm

    Eu sou seu papai do espaço!

    ehehehe

    Adorei, A Dreamworks não pode ser a melhor produtora de animação dos ultimos anos, porém nesse filme conseguimos ver o que ela tem realmente de melhor, criar personagens carismáticos em uma trama leve e divertida e nesse filme acertaram o tom e infelizmente é uma pena que estava louco para conferir a dublagem de Farrell (a maior força do filme) mas vi dublado em espanhol e vou te contar, que lindo trabalho de dublagem.

    Abraços milla!

    Responder
    • 2. Kamila  |  dezembro 17, 2010 às 10:01 pm

      João Paulo, eu também adorei esse filme. Concordo com seu comentário. Só queria ter visto o filme em sua dublagem original. Abraços!

      Responder
  • 3. Amanda Aouad  |  dezembro 17, 2010 às 10:01 pm

    Muito bom o seu texto, Kamila. Disse tudo. Megamente é uma grata surpresa mesmo, a Dreamworks tem se superado.

    Responder
    • 4. Kamila  |  dezembro 17, 2010 às 10:02 pm

      Amanda, obrigada! O filme é uma grata surpresa mesmo!

      Responder
  • […] This post was mentioned on Twitter by tudodocinema, Blogueiros Cinéfilos. Blogueiros Cinéfilos said: CinéfilaporNatureza Megamente http://bit.ly/e5Mi5N […]

    Responder
  • 6. Robson Saldanha  |  dezembro 17, 2010 às 10:55 pm

    Ansioso pra conferir. Devo ver esse fim de semana.

    Responder
  • 7. Antonio Nahud Júnior  |  dezembro 18, 2010 às 12:31 am

    Pulsa o cinema
    por estar vivo!
    Pulsa!
    Cheio de emoção!
    Gostei do blog. Vou segui-lo.
    Abração

    http://www.ofalcaomaltes.blogspot.com

    Responder
  • 8. Paulo Ricardo  |  dezembro 18, 2010 às 2:24 am

    Essa animação esta sendo muito elogiada.Kamila,vc acredita que Megamente pode ganhar o Oscar de Toy Story 3?(melhor animação q vi na vida!).Beijos.

    Responder
    • 9. Kamila  |  dezembro 18, 2010 às 6:10 pm

      Robson, espero que goste do filme!

      Antonio, poxa, obrigada! Abraço!

      Paulo Ricardo, infelizmente, acho que “Megamente” nem tem chances de receber uma indicação. Beijos!

      Responder
  • 10. cleber eldridge  |  dezembro 18, 2010 às 2:03 pm

    Ao que parece é um filme divertido, e pelo pouco que li, trata de um tipo de vilão interessante, verei quando chegar nas locadoras.

    Responder
  • 11. Mateus Souza  |  dezembro 18, 2010 às 5:01 pm

    Ainda não vi Megamente.Tenho um sério problema com as animações em coputação gráfica. Pode parecer ultrapassado, mas prefiro a animação tradicional, principalmente para retratar seres humanos.

    Mas nem tudo que vejo nesse formato acho ruim. Os Incríveis, Tá Dando Onda e UP eu gosto bastante.

    =]

    Responder
  • 12. Reinaldo Matheus Glioche  |  dezembro 18, 2010 às 5:45 pm

    Ótima crítica Ka. Fechando bem mais um ano prolífero para as animações, como vc bem recuperou em sua observação final. E ainda vem Enrolados por aí…
    Bjs

    Responder
    • 13. Kamila  |  dezembro 18, 2010 às 6:11 pm

      Cleber, veja mesmo!

      Mateus, eu não tenho problema nenhum com qualquer tipo de animação. Espero que você deixe esse seu “preconceito” de lado e confira “Megamente”.

      Reinaldo, obrigada! E ainda vem “Enrolados” por aí! Beijos!

      Responder
  • 14. Leandro  |  dezembro 18, 2010 às 6:08 pm

    Estou bastante curioso pra assistí-lo li por aí bastantes críticas positivas e percebo que a DreamWorks vem melhorando bastantes nos últimos anos.

    Responder
    • 15. Kamila  |  dezembro 18, 2010 às 6:12 pm

      Leandro, a Dreamworks vem se firmando como bom estúdio para filmes de animação.

      Responder
  • 16. bruno knott  |  dezembro 18, 2010 às 7:00 pm

    Wow… 9!

    Realmente a essência é quase que identica a de Meu Malvado Favorito, animação que achei bem interessante.

    Devo conferir o quanto antes.

    Responder
    • 17. Kamila  |  dezembro 19, 2010 às 3:07 am

      Bruno, se conferir, espero que goste tanto quanto eu!

      Responder
  • 18. Wally  |  dezembro 19, 2010 às 6:24 am

    Não gostei tanto quanto você, mas achei este filme divertidíssimo e com algumas belas sacadas. Talvez teria gostado mais com a dublagem original, que parece ter ficado bem inspirada. Eu daria 7,5.

    Responder
  • 19. Cristiano Contreiras  |  dezembro 19, 2010 às 2:04 pm

    Ka, concordo contigo!

    E é uma animação que empolga, o tempo passa e nos divertimos tanto e emocionamos também que, ao fim, dá até vontade de ver novamente.

    Muito boa surpresa, vi tem 3 dias!
    Beijo

    Responder
  • 20. Luis Galvão  |  dezembro 19, 2010 às 5:07 pm

    A Dreamwork acertando novamente. Também acho Megamente muito divertido e que poderia até lutar por uma vaga no Oscar (mas acho um pouco difícil). E além de Meu Malvado Favorito, me lembrou Os Incríveis também.

    Responder
    • 21. Kamila  |  dezembro 20, 2010 às 9:08 pm

      Wally, eu também adoraria ter assistido a este filme em sua dublagem original.

      Cristiano, exatamente. Beijo!

      Luís, “Os Incríveis”, sim, especialmente naquele começo!

      Responder
  • 22. Mayara Bastos  |  dezembro 20, 2010 às 3:53 am

    Opa! Que legal saber que é divertido. Estou tentando convencer meu irmão a me acompanhar. rsrs.

    Beijos! 😉

    Responder
  • 23. Rafael Carvalho  |  dezembro 20, 2010 às 7:23 pm

    Acho que no ramo da animação, a Dreamworks tem realizado um tipo de produto que vem a reverter determinadas convenções dos “contos de fadas” ou “histórias de super-heróis”. Foi assim com Shrek, uma verdadeira revolução, que trouxe um ar de anarquia bem-vinda às histórias melosas. No caso de Megamente, a simples colocação do vilão como protagonista já é válida, dando destaque ao outro lado da força. Além disso, vem embalado num filme superdivertido, bem roteirizado, com boas reviravoltas e personagens cativantes. Acho até um tanto melhor que o outro sucesso da DreamWorks este ano, com Como Treinar Seu Dragão.

    Responder
    • 24. Kamila  |  dezembro 20, 2010 às 9:09 pm

      Mayara, espero que o convença, mas, se não conseguir, vá sozinha mesmo! rsrsrrss Beijos!

      Rafael, excelente comentário!!!

      Responder
  • 25. Kahlil  |  dezembro 22, 2010 às 5:37 am

    divertido… começa bem, desliza no meio e volta com tudo no final

    http://filme-do-dia.blogspot.com/

    Responder
    • 26. Kamila  |  dezembro 22, 2010 às 9:38 pm

      Kahlil, para mim, o filme foi constante o tempo inteiro.

      Responder
  • […] “Enrolados”, “Como Treinar Seu Dragão”, “Toy Story 3”, “The Illusionist” e “Megamente”. Nada mal, […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,290 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: