Coincidências do Amor

setembro 27, 2010 at 10:52 pm 15 comentários

O personagem principal de “Coincidências do Amor”, comédia romântica dirigida pela dupla Josh Gordon e Will Speck, é um homem inseguro e cheio de neuroses. Wally (Jason Bateman) só não é solitário porque encontrou em Kassie (Jennifer Aniston), uma grande amiga – alguém que, principalmente, gosta dele pelo que ele é. Tanto no início quanto no final do filme, vemos Wally falar a respeito do quanto é rara a conexão verdadeira entre duas pessoas. A grande jornada deste personagem, nesta obra, é justamente ele entrar em termos e passar a aceitar aquilo que ele sente, tendo coragem também de revelar este sentimento à pessoa amada. 

O roteiro escrito por Allan Loeb se passa em dois tempos narrativos. No primeiro, Wally tem que lidar com a decisão tomada por Kassie de engravidar usando o método de inseminação artificial. No segundo, que se passa sete anos depois deste primeiro fato, Wally tem que encarar a volta da amiga à cidade de Nova York – agora, com o filho Sebastian (Thomas Robinson) – e toda a nova vida dela, que inclui também a inserção do doador do esperma (Patrick Wilson) na rotina diária de todos eles, e o que isto tudo vai implicar nele mesmo. 

O curioso em “Coincidências do Amor” é que, apesar da presença de Jennifer Aniston no elenco, atriz que já se destacou, em 2010, em outras duas comédias românticas (“O Amor Acontece” e “O Amor Pede Passagem”), não é ela a protagonista da obra. Como já dissemos anteriormente, o eixo emocional do filme dirigido por Josh Gordon e Will Speck se encontra na figura do ator Jason Bateman, que, depois de uma série bem-sucedida interpretando coadjuvantes de luxo em longas como “Juno” e “Amor sem Escalas”, finalmente tem a chance de brilhar em um papel que utiliza muito bem seu timing cômico, mas que também dá uma chance de ele mostrar sensibilidade. 

Por isso mesmo, o ponto alto deste filme acaba sendo o relacionamento que se é estabelecido entre Wally e Sebastian. Imagino que a empatia entre Jason Bateman e o menino Thomas Robinson (que é um fofo!) tenha sido imediata, porque está na cara o carinho que um sente pelo outro e o quanto eles se dão bem. As cenas que retratam o processo de descoberta da suspeita de que o próprio Wally pode ser o pai de Sebastian são o diferencial de “Coincidências do Amor”, uma obra que nos lembra de que é preciso coragem para a gente brigar por aquilo que a gente quer e que as melhores coisas que podem acontecer na nossa vida (mesmo as mais inesperadas) possuem o poder de transformar a gente para melhor. 

Cotação: 7,0

Coincidências do Amor (The Switch, 2010)
Direção: Josh Gordon e Will Speck
Roteiro: Allan Loeb (com base no conto de Jeffrey Eugenides)
Elenco: Jason Bateman, Jennifer Aniston, Jeff Goldblum, Juliette Lewis, Patrick Wilson, Thomas Robinson

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana As 10 Melhores Atuações Femininas da Década

15 Comentários Add your own

  • 1. alan raspante.  |  setembro 27, 2010 às 11:12 pm

    mais um filme que estou esperando a estreia, está meio foda com algumas estreias aqui aonde moro, enfim, o jeito é esperar….
    ótimo texto me deixou mais curioso!

    Responder
    • 2. Kamila  |  setembro 27, 2010 às 11:12 pm

      Raspante, espero que goste do filme quando o assistir.

      Responder
  • 3. Candy Pop  |  setembro 27, 2010 às 11:13 pm

    Ai Kamila, estou louca para ver , estou torcendo para esse filme, não ser como o anterior da jennifer Aniston ” caçador de recompensas ” que pra mim, deixou a desejar.

    Responder
    • 4. Kamila  |  setembro 27, 2010 às 11:14 pm

      Candy Pop, pois eu achei “Caçador de Recompensas” até bem divertido!

      Responder
  • 5. Mayara Bastos  |  setembro 27, 2010 às 11:21 pm

    Gosto muito do Jason Bateman, acho-o uma boa presença na tela e muito simpático. Fiquei animada em ler aqui que ele brilha mais que a Aniston. rsrs. À conferir!

    Beijos! 😉

    Responder
    • 6. Kamila  |  setembro 27, 2010 às 11:50 pm

      Mayara, também gosto muito do Jason Bateman e é muito bom vê-lo brilhar aqui! Beijos!

      Responder
  • 7. Reinaldo Matheus Glioche  |  setembro 28, 2010 às 12:51 am

    Palmas para sua crítica. Mais uma para o rol de concordâncias…
    beijos

    Responder
    • 8. Kamila  |  setembro 28, 2010 às 12:57 am

      Reinaldo, obrigada! Beijos!

      Responder
  • 9. Paulo Ricardo  |  setembro 28, 2010 às 1:15 am

    Não sou muito fã de comédias românticas(talvez pq o amor na vida real é diferente,sem final feliz rss).Mas O Amor Pede Passagem foi uma grata surpresa,principlamente pela quimica entre Steve Zahn e Jennifer Aniston.Aniston tem uma grande legião de fãs que a seguem desde da série Friends e ela nos ultimos anos vem se especializando em comédias romanticas.Vou dar uma chance para esse filme,me parece bom,mas vou deixar pra DVD.E concordo contigo quando a Jason Baterman,um ator em ascenção,que foi coadjuvantes em 2 belos filmes(Juno e Amor Sem Escalas)e que finalmente tem a chance de ser protagonista,Beijos Kamila e seu blog a cada dia que passa esta melhor.Você esta falando até da minha paixão(Futebol).

    Responder
    • 10. Kamila  |  setembro 28, 2010 às 3:42 pm

      Paulo, ah, eu adoro comédias românticas, mesmo sabendo que elas são fantasiosas. 🙂 “O Amor Pede Passagem” foi mesmo uma agradável surpresa e Aniston está numa boa fase neste gênero. Adoro Jason Bateman! Obrigada pelos elogios e pela presença constante de sempre! Adoro futebol! 🙂

      Responder
  • 11. Otavio Almeida  |  setembro 28, 2010 às 9:30 pm

    Setembro tá cheio de filminhos de amor! Tive um mês complicado com a agenda cinematográfica, então perdi esse também. Vai ficar pro DVD.

    Bjs!

    Responder
  • 12. Weiner  |  setembro 28, 2010 às 11:02 pm

    Esse lance da “presença de Aniston” (lembrei da Anita agora) nos filmes tem me afastado um pouco, já que há muito não engulo a atriz. Mas como você disse que o eixo central não se concentra nela, e ainda há o Bateman, um cara que admiro como ator, certamente vou conferir esse filme. Pelo visto, como passatempo (e como é bom um passatempo), não deve me decepcionar.
    Beijos!

    Responder
    • 13. Kamila  |  setembro 29, 2010 às 12:20 am

      Otavio, então o mês de DVD vai ficar mais movimentado! 🙂 Beijos!

      Weiner, eu não a engolia, mas ela está tão bem neste ano que eu estou repensando a situação! rsrsrsrsrsrsrsrs Beijos!

      Responder
  • 14. Fê Trentini  |  fevereiro 24, 2011 às 3:42 am

    Morri com esse filme, primeiro tem a Jennifer do qual acho que é uma das melhores atrizes da atualidade(em comédia romantica) e segundo a estória é cativante!

    Responder
    • 15. Kamila  |  fevereiro 24, 2011 às 10:23 pm

      , eu gosto da Jennifer, mas acho que ela se repete demais como atriz, mas eu gostei desse filme.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: