Karatê Kid

setembro 14, 2010 at 9:26 pm 24 comentários

Na década de 80, uma série de filmes capturou a atenção e o carinho de um enorme público. Dirigido por John G. Avildsen, “Karatê Kid – A Hora da Verdade” – o primeiro dos quatro longas desta série – tinha como storyline principal o uso das artes marciais como metáfora para a superação dos desafios que a vida nos impõe. O remake “Karatê Kid”, dirigido por Harald Zwart, mantém a mesma essência da obra original, com algumas modificações no roteiro, até mesmo para oferecer uma visão diferente sobre a história do primeiro filme. 

Dre Parker (Jaden Smith, filho de Will Smith e Jada Pinkett Smith, que estreou nos cinemas ao lado do pai em “À Procura da Felicidade”) acaba de se mudar com a mãe (Taraji P. Henson) para a China. Num ambiente que se revela ser inóspito, diante de uma cultura e de um idioma que lhe são desconhecidos, Dre passa a ter enormes dificuldades de adaptação. Sofrendo assédio moral no colégio, Dre é resgatado pelo Sr. Han (Jackie Chan), que vem a ser zelador do prédio onde ele reside. 

Vendo as dificuldades passadas por Dre, o Sr. Han se oferece para ensiná-lo Kung Fu, de forma que ele possa se livrar dos garotos que o violentam todos os dias e também possa participar de um grande torneio da modalidade que será promovido no último ato do filme – consequentemente, este será o clímax desta obra. As interações de Dre e Han são a desculpa perfeita para a gente assistir àquelas frases prontas, do tipo: “ganhando ou perdendo, eu não quero mais sentir medo. E eu ainda sinto isso” ou “algumas vezes, a maior das batalhas é aquela que você evita”. 

É difícil mexer com um filme que já tem todo um encanto particular, mas, neste remake de “Karatê Kid”, o diretor Harald Zwart contou com dois enormes trunfos: o carisma natural de Jaden Smith, que é um fofo e causa uma empatia enorme com a gente logo de cara e a grande atuação de Jackie Chan. O Sr. Han é o melhor papel que ele já interpretou em sua carreira e, se tem alguém que é a alma e o coração deste remake, esta pessoa é Chan. Ele nos emociona, em alguns momentos. 

Cotação: 6,5

Karatê Kid (The Karate Kid, 2010)
Direção: Harald Zwart
Roteiro: Christopher Murphey (com base na história de Robert Mark Kamen)
Elenco: Jaden Smith, Jackie Chan, Taraji P. Henson

Entry filed under: Cinema.

Comentando o Trailer de “Mildred Pierce” O Segredo dos Seus Olhos

24 Comentários Add your own

  • 1. Wally  |  setembro 14, 2010 às 10:00 pm

    Fico surpreso com os comentários sobre a atuação de Chan. Eu vou dar uma chance para este filme, até por não lembrar muito do original (não foi da minha época – mas preciso procurar rever). O que me assusta neste filme é sua duração. Precisou mesmo de tudo isso?

    Responder
  • 2. Leandro  |  setembro 14, 2010 às 10:18 pm

    Eu não tava nenhum pouco curioso com o filme até o seu comentário da atuação de Jackie Chan.
    Quando atores discutíveis são elogiados sempre vale a conferida né.
    Abraços

    Responder
    • 3. Kamila  |  setembro 14, 2010 às 10:54 pm

      Wally, eu me lembro demais do filme original, que eu adorava, e esse remake acaba sendo até satisfatório. A duração pode até ser assombrosa, mas você nem sente o filme passar. Juro!

      Leandro, com certeza. E, aqui, a gente se surpreende mesmo com ele. Abraços!

      Responder
  • 4. Robson Saldanha  |  setembro 15, 2010 às 12:12 am

    Jackie Chan conseguiu fazer um papel de verdade, sem palhaçadas e com muita inteligência. Destaco-o também.

    Responder
    • 5. Kamila  |  setembro 15, 2010 às 12:32 am

      Robson, é isso aí!

      Responder
  • 6. Paulo Ricardo  |  setembro 15, 2010 às 1:02 am

    Esse filme é meio termo.Não achei bom,mas também não me senti ofendido.É um filme que vai fazer sucesso nas locadoras,porque tem um forte apelo infantil.Todos os atores estão bem em cena,sendo que Jaden Smith herdou o carisma do pai.O original é bem superior.=)

    Responder
  • 7. Reinaldo Matheus Glioche  |  setembro 15, 2010 às 1:31 am

    Ainda não vi, mas espero exatamente isso que vc aventa na sua crítica. E Jaden, ao que tudo indica, herdou mesmo o carisma do pai.
    Bjs

    Responder
  • 8. Amanda Aouad  |  setembro 15, 2010 às 1:38 am

    O filme me surpreendeu também, temia pela refilmagem, mas conseguiu me divertir. Jaden Smith é mesmo fofo e a cena dele com Jackie Chan após a cena do carro é muito emocionante.

    Responder
    • 9. Kamila  |  setembro 15, 2010 às 4:19 pm

      Paulo Ricardo, também acho o filme original bem superior a este remake.

      Reinaldo, o Jaden tem muito carisma, isso é fato! Beijos!

      Amanda, verdade. Bem lembrada esta cena!

      Responder
  • 10. Alex Gonçalves  |  setembro 15, 2010 às 2:02 am

    Olha só, olha só! Será que teremos Jackie Chan indicado ao Oscar no ano que vem? O senhor Miyagi do original conseguiu este feito, rs. Não tenho qualquer expectativa com este filme, embora eu esteja surpreso com o sucesso que tem repercutido. Mas com certeza eu assistirei.

    Responder
  • 11. Cristiano Contreiras  |  setembro 15, 2010 às 6:00 am

    Sou, talvez, o único na face da terra que ache o Jaden Smith chatinho…sério, ele me irrita! rs

    Vou conferir este, ainda! Beijo

    Responder
    • 12. Kamila  |  setembro 15, 2010 às 10:56 pm

      Cristiano, o Roberto concorda com você ali embaixo! rsrsrsrs Beijo!

      Responder
  • 13. Jéssica A. Barbosa  |  setembro 15, 2010 às 11:54 am

    O primeiro é superior em todos os sentidos. E 30 minutos bastariam para contar toda a história. O filme foi feito para estabelecer a manipulação ideológica chinesa a qual está vindo inserida em diversos filmes. Mas vale como entretenimento sem pretensões, estilo sessão da tarde.

    Responder
  • 14. Roberto Queiroz  |  setembro 15, 2010 às 12:23 pm

    Fiquei surpreso com a atuação do Jackie Chan e, apesar de achar o filho do Smith um tanto arrogante como pessoa (teve a quem puxar: a mãe, Jada Pinkett-Smith é antipatia pura!), convence mais do que afeminado Ralph Macchio no original. No geral, valeu como entretenimento!

    Responder
    • 15. Kamila  |  setembro 15, 2010 às 4:22 pm

      Alex, não acho que o Jackie será indicado ao Oscar porque não existe buzz neste sentido.

      Jéssica, concordo que o primeiro é um filme superior ao remake.

      Roberto, eu também fiquei surpresa com o Jackie e tadinho do Jaden. Não chama a criança de arrogante! rsrsrsrsrs

      Responder
  • 16. Hugo  |  setembro 15, 2010 às 8:26 pm

    Na minha opinião é a mesma da maioria, o filme não é tão bom quanto o original, mas tb não faz feio. A duração é realmente excessiva, mas a dinâmica da história compensar.

    Agora também acho o menino Jaden Smith um pouco mala… algo me diz que daqui uns dois ou três anos ele será uma jovem estrela insuportável.

    Até mais

    Responder
  • 17. Otavio Almeida  |  setembro 15, 2010 às 10:45 pm

    Hahahaha, escrevi quase a mesma coisa. Tô postando, Kamila!

    Bjs!

    Responder
    • 18. Kamila  |  setembro 15, 2010 às 10:58 pm

      Hugo, exatamente. E eu não achei a duração tão excessiva assim. E quanta gente achando o Jaden mala! rsrsrsrsrs Até mais!

      Otavio, lerei! Beijos!

      Responder
  • 19. Ana Maria  |  setembro 15, 2010 às 11:41 pm

    Eu não tinha muita curiosidade, mas ouvi tantos elogios para os atores, que fiquei com vontade de assistir.

    Responder
    • 20. Kamila  |  setembro 16, 2010 às 12:41 am

      Ana Maria, e os atores estão ótimos mesmo!

      Responder
  • 21. Mandy  |  setembro 16, 2010 às 5:23 am

    EU VI O ORIGINAL 1 SEMANA ANTES! Super coincidência, passou na TV. Foi inevitável não comparar. Achei o Guri muito pqno…

    Olha:

    Sorteio lá no blog até 19/09!!!
    http://mandyemais.blogspot.com/2010/08/2-sorteio-do-blog-comemore-1-ano.html

    Responder
    • 22. Kamila  |  setembro 16, 2010 às 11:46 am

      Mandy, se você conhece o filme original, é inevitável a comparação mesmo. Vou lá no seu blog participar do sorteio.

      Responder
  • 23. Pedro Henrique  |  setembro 16, 2010 às 2:07 pm

    O que esse povo tem na cabeça para pegar um filme supercult de um tempo onde realmente faziam filmes para diversão geral e recriá-lo? Não me desce.

    Responder
    • 24. Kamila  |  setembro 17, 2010 às 1:02 am

      Leandro, eu também não entendo porque fazem remakes desses filmes…

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: