Emma

julho 5, 2010 at 11:05 pm 25 comentários

Emma Woodhouse não é a típica protagonista dos romances escritos pela inglesa Jane Austen. Ela tem a beleza e a presunção de uma Elizabeth Bennet, mas não é aquela heroina romântica condicionada ao casamento, uma vez que ela vem de uma família rica e já é senhora de sua propriedade. Talvez, por isso, ela se preocupe mais com as confusões amorosas dos outros do que se dedica à análise de seus próprios sentimentos. 

Dividida em quatro capítulos, a minissérie “Emma”, do diretor Jim O’Hanlon, faz uma adaptação do famoso e homônimo romance de Jane Austen. O roteiro começa enfocando o fato de que, apesar de Emma (Romola Garai) ter uma origem triste, comum à várias crianças daquela época que, como ela, eram órfãs de mãe, o destino dela foi diferenciado, pois ela tinha uma família que proporcionou-a condições de se desenvolver de forma plena. Posteriormente, é bom notar, isto nem é importante, uma vez que Emma aprende que os problemas dela são os mesmos que outros – sejam eles de origem superior ou inferior – vivem. 

Portanto, “Emma” fala muito sobre a jornada de uma jovem que, através da arte de ser casamenteira e do relacionamento que estabelece com tipos como o Sr. Knightley (Jonny Lee Miller), Harriet Smith (Louise Dylan), Frank Churchill (o encantador Rupert Evans), Jane Fairfax (Laura Pyper), a Sra. Weston (Jodhi May), entre outros; aprende a reconhecer aquilo que ela sente, a amadurecer e a lutar pelo seu bem próprio. Ou seja, Emma tem a humildade para perceber que tudo o que ela achava que sabia, na realidade, era nada. Ela tem muito a aprender – não só sobre ela mesma, como sobre os outros e, especialmente, sobre o amor. 

Do ponto de vista técnico, “Emma” é condizente com todas as outras produções televisivas da BBC. O cuidado com a reconstituição de época é notável. Entretanto, a força desta minissérie pode ser encontrada no carisma da história criada por Jane Austen e nas performances do competente elenco, especialmente a de Romola Garai, que dá à personagem título o atrevimento, o encanto e a extroversão que Emma pede. Estamos na torcida para que esta produção seja lembrada no Primetime Emmy Awards 2010. Merece! 

Cotação: 9,5

Emma (Emma, 2009)
Direção: Jim O’Hanlon
Roteiro: Sandy Welch (com base no livro de Jane Austen)
Elenco: Sir Michael Gambon, Jodhi May, Romola Garai, Jonny Lee Miller, Louise Dylan, Christina Cole, Blake Ritson, Rupert Evans, Laura Pyper

Entry filed under: DVD.

Cena da Semana Previsões para os Indicados ao Primetime Emmy Awards 2010

25 Comentários Add your own

  • 1. cleber eldridge  |  julho 5, 2010 às 11:19 pm

    Kamila, parece que estou desinformado! Nunca tinha ouvido falar até então, pelo que li me parece ser ótimo, alias, as produções inglesas nunca me decepciona, já estou baixando aqui!

    Responder
    • 2. Kamila  |  julho 5, 2010 às 11:23 pm

      Cleber, baixe mesmo! “Emma” é muito legal!!!

      Responder
  • 3. Bárbara :)  |  julho 6, 2010 às 12:31 am

    Quero muito ver. Adoro a Jane Austen *-*

    Responder
    • 4. Kamila  |  julho 6, 2010 às 1:00 am

      Bárbara, eu também sou fã da Jane Austen e esta minissérie é maravilhosa. Está mais que recomendada!

      Responder
  • 5. Bonequinha de Cristal  |  julho 6, 2010 às 5:02 am

    Oii Kamilla!!
    Adorei a dica! Sou fã de Jane Austen e ainda ñ tinha assistido essa minissérie.

    Primeiro de tudo parabééns pelo blog sensacional!
    Já te acompanho há algum tempo e sempre que posso, antes ou depois de ver um filme, eu passo aqui pra conferir suas excelentes críticas!
    Também sou apaixonada por filmes, livros e seriados de tv mas quase nunca conseguia tempo parar pra comentá-los com alguém próximo.
    Depois de muito tempo acompanhando seus posts e de outros blogs do mesmo gênero (como o Critica Non Sense) acabei criando coragem e tempo para criar meu próprio blog!
    Claro que não chega a se comparar em termos de qualidade e organização ao de vcs. Minha escrita e visão são bastante amadoras porém, fiquei super feliz por poder dividir meus comentários, pensamentos e críticas, tanto de filmes quanto de livros, com mais alguém.
    Passei então somente para agradecer a inspiração adquirida através de blogs como o seu, onde o capricho, a dedicação e seriedade são notáveis em todos os posts e parabenizá-la pois só agora vejo, além do prazer, o trabalhão que dá pra manter um blog assim!
    Um beijo grande, Aline.

    Bonequinha de Cristal

    Responder
    • 6. Kamila  |  julho 6, 2010 às 1:28 pm

      Aline, obrigada pelo comentário! É sempre bom a gente receber um retorno positivo como esse seu! Será um prazer poder visitar o seu blog e podr discutir contigo sobre estes temas que também tanto me interessam, como filmes, livros e seriados. Sucesso no seu blog e muita sorte. Beijo!

      Responder
  • 7. Reinaldo Matheus Glioche  |  julho 6, 2010 às 1:27 pm

    Ainda não assisti essa minisérie. Produções inglesas de época e que bebam de um fonte tão rica quanto Jane austen são obrigatórias. Vc assistiu em DVD?

    bjs

    Responder
    • 8. Kamila  |  julho 6, 2010 às 1:29 pm

      Reinaldo, sim, assisti em DVD. Foi lançado, recentemente, no Brasil, pela Log On, que tem se especializado no lançamento dessas minisséries baseadas em obras de Jane Austen. Eles lançaram umas três, até agora. Tenho duas. E pretendo comprar a terceira em breve! Beijos!

      Responder
  • 9. Luis Galvão  |  julho 6, 2010 às 2:27 pm

    Nossa, tenho total certeza que irei gostar (muito) desse! Tem tudo que eu gosto. Austen, época e a beleza Romola. Vou procurar e começar a torcer pelas indicações ao Emmy

    Responder
  • 10. bruno knott  |  julho 6, 2010 às 3:32 pm

    9,5 é?

    Deve ser bom mesmo. Gosto de minisseries. Vou atrás.

    Responder
  • 11. Marconi  |  julho 6, 2010 às 5:17 pm

    Ainda não assisti e não tinha conhecimento da produção. Vou ver assim que possível. SOu fã da Jane Austen e adoro as adaptações Razão e sensibilidade de 1995, Orgulho e preconceito de 2005 e a minissérie da BBC de 1995. Vi a adaptação cinematográfica de Emma com Gwyneth Paltrow e gostei muito. Quero ver logo essa minissérie!
    http://cinespaco.blogspot.com/

    Responder
    • 12. Kamila  |  julho 9, 2010 às 11:53 pm

      Marconi, eu também sou fã de Jane Austen. Adoro as adaptações cinematográficas dela. Agora, estou mergulhando nas minisséries baseadas em obras dela.

      Responder
  • 13. Mayara Bastos  |  julho 6, 2010 às 7:13 pm

    Jane Austen e Romola Garai = combinação perfeita. Ela combina perfeitamente com esse tipo de produção. Vou atrás com certa urgência, por ser um prazer acompanhar as histórias da Austen.

    Beijos! 😉

    Responder
    • 14. Kamila  |  julho 6, 2010 às 11:51 pm

      Luís, procure mesmo! A minissérie é maravilhosa.

      Bruno, também gosto muito de minisséries.

      Mayara, uma combinação perfeita mesmo! Beijos!

      Responder
  • 15. Marilia Costa  |  julho 6, 2010 às 8:57 pm

    Não conheço a atriz, somente a obra da Jane Austen (costumo ser mais dos livros que dos filmes), mas me interessou porque adoro produções inglesas.

    Também acho que Emma tem esse perfil que você descreveu.

    Procurarei para assistir. Se não achar, baixarei da internet.

    Responder
    • 16. Kamila  |  julho 6, 2010 às 11:52 pm

      Marília, a Romola Garai é uma das novas atrizes inglesas de enorme talento. E ela foi perfeita pra este papel.

      Responder
  • 17. Cristiano Contreiras  |  julho 7, 2010 às 2:36 am

    Estou ansioso pra conferir este, vi o dvd deste e de outras produçoes televisivas baseadas da obra de Austen na Saraiva.

    Beijo!

    Responder
  • 18. Roberto Queiroz  |  julho 7, 2010 às 12:59 pm

    Eu assisti a versão em que a Gwyneth Paltrow faz a protagonista (e que não achei, na época, essa coisa toda, não). Esse, pelo menos à primeira vista, tem a vantagem de ttrazer uma atriz mais bonita. Que me perdoe a Gwyneth, mas competir com a Romola Garai é covardia! Quem já viu Dirty Dancing 2 sabe do que eu estou falando.

    Responder
  • 19. João Paulo  |  julho 7, 2010 às 8:07 pm

    Toda vez quando lembro de Romola … lembro de desejo e reparação (O VONTADE DE DAR TAPA NAQUELA MULÉEE) … Porém vejo que ela percorre um caminho para não ser apenas um rosto bonito, mas sim em ser mais uma LADY em tomar papeis que realçam a beleza e a mágia de ver belissimas obras literárias em perfeição.

    Abraços Milla!

    Responder
    • 20. Kamila  |  julho 7, 2010 às 11:09 pm

      Cristiano, eu comprei os DVDs na Livraria Cultura. Beijo!

      Roberto, eu assisti ao filme também, mas confesso: apreciei mais a minissérie. Além de mais bonita, a Romola é mais carismática.

      João, eu adoro a Romola em “Desejo e Reparação”, mas entendo teu ódio dela neste filme. 🙂 E concordo com seu comentário sobre as opções de carreira dela. Abraços!

      Responder
  • 21. Wanderley Teixeira  |  julho 7, 2010 às 8:15 pm

    Naum sei porque mas gosto bastante da Romola Garai… E olhe q nem é pelos seus desempenhos nos poucos e únicos filmes q assisti q contava com seu nome no elenco, afinal naum achei sua performance em Desejo e Reparação ou Feira das Vaidades nada demais, mas gosto dela e acredito q seja um dos nomes promissores dessa geração. Os livros da Jane Austen são formidáveis e sempre rendem adaptações sensíveis como foi o caso do recente Orgulho e Preconceito de Joe Wright e de Razão e Sensibilidade de Ang Lee.

    Responder
    • 22. Kamila  |  julho 7, 2010 às 11:09 pm

      Wanderley, eu adoro a Romola. Das novas atrizes, é uma que mais se destaca em talento, na minha opinião!

      Responder
  • 23. Vinícius P.  |  julho 8, 2010 às 2:20 am

    Kamila, também me apaixonei por essa minissérie! Como você falou, tem o cuidado técnico recorrente nessas produções inglesas, mas realmente foi além em outros departamentos. Me encantei totalmente pela trama (nem tinha como não gostar sendo da Austen) e a Romola está ótima. Pretendo rever e torço pela minissérie no Emmy!

    Responder
    • 24. Kamila  |  julho 9, 2010 às 1:52 am

      Vinícius, eu também torcia pela minissérie no Emmy. Pena que ela não foi reconhecida como merecia.

      Responder
  • […] Garai sendo lembrada pela genuína performance como a heroína de Jane Austen, na minissérie “Emma”. Agora, como explicar a indicação de Scott Caan pelo horrendo “Hawaii Five-O”? Mas, ei, […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,379 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: