Marmaduke

junho 19, 2010 at 1:25 am 25 comentários

Se tivermos que tentar fazer uma comparação, poderíamos dizer que “Marmaduke” é uma espécie de “Marley e Eu” mais genérico e leve. O longa dirigido por Tom Dey é aquele tipo de obra feita para toda a família (especialmente aquelas que possuem filhos pequenos), uma vez que sua trama foi feita sob medida para mostrar que as pessoas que amamos deveriam ser a nossa prioridade de vida, ao invés de colocarmos em foco primordial outros tipos de realizações. 

Marmaduke (dublado por Owen Wilson, que, veja só, é o astro principal de “Marley e Eu”) é um Dog Alemão enorme e desajeitado. Ele é de propriedade da família formada por Phil (Lee Pace, do seriado “Pushing Daisies), Debbie (Judy Greer), Barbara (Caroline Sunshine), Brian (Finley Jacobson) e Sarah (Mandy e Milana Haines). O animal só tem um único amigo: o gato Carlos (dublado por George Lopez), também de propriedade da família. 

O roteiro de Tim Rasmussen e Vince De Meglio (que foi inspirado em uma popular tirinha de jornal) enfoca o momento em que a família Winslow deixa uma pacata cidade no Kansas para se mudar para o agito californiano, aonde Phil irá trabalhar para a empresa de Don (William H. Macy, totalmente desperdiçado). A partir daí, “Marmaduke” passa a enfocar as mudanças da rotina que a família Winslow irá enfrentar, os problemas que isso irá decorrer, bem como as transformações no dia a dia de Marmaduke, que passa a se relacionar mais com outros cães, sendo que, agora, ele começa a ser aceito por aquilo que ele é. 

Apesar de querer deixar uma lição bem bonita para os pequenos e de ter momentos divertidos, “Marmaduke” tem um enorme problema: o roteiro trata toda a sua trama com enorme superficialidade. Além disso, tem o fato de que a trama é muito previsível. Ou seja, é fácil saber os caminhos que a obra percorrerá. Um outro problema foi o casting deste longa. Fica difícil crer que Lee Pace, ator de 31 anos, é pai de uma adolescente problemática. Assim, não dá! 

Cotação: 3,0

Marmaduke (Marmaduke, 2010)
Direção: Tom Dey
Roteiro: Tim Rasmussen e Vince De Meglio (com base nas tirinhas de Brad Anderson e Phil Meeling)
Elenco: Owen Wilson, Emma Stone, George Lopez, Christopher Mintz-Plasse, Steve Coogan, Stacy Ferguson, Kiefer Sutherland, Marlon Wayans, Damon Wayans Jr., Sam Elliott, Lee Pace, Judy Greer, William H. Macy

Entry filed under: Cinema.

Os Famosos e os Duendes da Morte Cena da Semana

25 Comentários Add your own

  • 1. Luis Galvão  |  junho 19, 2010 às 1:28 am

    Já não sou fã de filmes com cachorros (seja Marley e Eu ou Sempre Ao Seu Lado, nunca gostei). Então desse aí devo passar longe. rs

    Responder
    • 2. Kamila  |  junho 19, 2010 às 1:31 am

      Luís, eu sou fã de filmes com cachorros, mas esse aí, não dá! rsrsrsrs

      Responder
  • 3. Thyago  |  junho 19, 2010 às 1:38 am

    Eu esperava ver um sinal de negativo do lado da nota.

    Sim, eu odeio filmes de animais em geral. Esse daí devia ter escrito no poster que passará em breve na Sessão da Tarde.
    Até hoje, o ÚNICOS filmes de animais que realmente gostei foi Hachiko (cujo nome em português eu esqueci) e Baby, o porquinho atrapalhado (mais por conta dos ratinhos que apareciam entre os atos XD). O resto, de Free Willy a Buddy, eu considero lixo tóxico e que seus criadores deveriam receber periodicamente uma surra de joelho.

    Responder
  • 4. Jenson  |  junho 19, 2010 às 1:47 am

    Imagino que o filme seja um desastre mesmo, tinha poucas sessões dele por aqui, e não me chamou atenção, deixei passar direto.

    Responder
    • 5. Kamila  |  junho 19, 2010 às 1:49 am

      Thyago, qual seu problema com “Marmaduke”? ;p E deve passar mesmo em breve na “Sessão da Tarde”. Nunca vi seus filmes favoritos de animais.

      Jenson, o pior é que este filme não é um desastre total, porque ele tem momentos bem divertidos.

      Responder
      • 6. Thyago  |  junho 19, 2010 às 2:21 am

        Pelo simples e claro fato de se tratar de mais um enlatado de comédia americana com animais dublados. Mesmo quando era criança, achava filmes assim uma negação. Para mim, cachorro não é pra falar NUNCA em um filme.

        Acho que foi por isso que também nunca gostei de Scooby-Doo, vai entender.

        Mas o fato é que em geral eu detesto filmes que a figura central é algum animal. Simplesmente porque com raras vezes, como o que observamos em Hachiko, você nota uma profundidade maior do que a de um pires virado neste tipo de filme.

        Eu simplesmente não consigo engolir pastelão americano, que é como Marmaduke se mostrou para mim desde o poster que vi no cinema. Quando vi o trailer no cinema então…

  • 7. Kamila  |  junho 19, 2010 às 2:52 am

    Thyago, que trauma é esse de animais?? Você nunca teve um cachorrinho em casa??? Quem teve, se identifica com essas histórias… Eu não me importo com cachorros falantes. E vi “Sempre ao Teu Lado”, o “Hachiko” norte-americano! 😉

    Responder
    • 8. Thyago  |  junho 19, 2010 às 3:20 am

      IIIIIIIISSO, “Sempre ao Teu Lado”, isso isso isso.
      Eu sempre QUIS ter um cachorro, mas meus pais nunca permitiram por puro capricho deles, mesmo tendo um filho solitário.
      E eu AMO cachorro. Quer me ver fazer uma voz abestada e virar um crianção brincalhão? Me deixa com um cachorro.
      Aliás, é uma meta minha ter um cachorro um dia, um beagle ou um cachorro da raça do Hachiko.

      Mas mesmo assim, eu não consigo gostar de filmes com animais.

      Responder
  • 9. Cristiano Contreiras  |  junho 19, 2010 às 5:29 am

    Amo cachorros, animais..sou apaixonado por minha yorkshire e nem tenho medo em afirmar: ela é muito mais fiel a mim que muita gente por aí. Amo muito mais ela que muito humano por ai…

    Gostei de Marmaduke, achei muuito inocente…me diverti e só.

    Beijao

    Responder
  • 10. Wally  |  junho 19, 2010 às 6:14 am

    Ganhei ingressos para ver, então verei… mas ZERO expectativa.

    Responder
    • 11. Kamila  |  junho 19, 2010 às 10:13 pm

      Thyago, ih, então você tem trauma por não ter tido cachorro. 😉 Eu gosto de Beagle também!

      Cristiano, eu tinha um Yorkshire e morro de saudades dele. Beijo!

      Wally, exatamente. Zero expectativa mesmo!

      Responder
  • 12. Alan Raspante  |  junho 19, 2010 às 12:38 pm

    Gosto de animais e sou apaixonado por cachorros. Mas nunca gostei de filmes com cachorros, ainda mais os filmes que os cachorros falam, simplesmente não aturo e esse filme tem cara de ser uma grande bomba….. rs

    Responder
  • 13. bruno knott  |  junho 19, 2010 às 2:00 pm

    Tô na mesma do Alan Raspante. Apesar de gostar muito de cachorros vou passar longe deste. Aliás… filmes de cachorros dificilmente me agradam, os melhores que vi recentemente foram Bolt e Red.

    Abs.

    Responder
  • 14. Amanda Aouad  |  junho 19, 2010 às 2:23 pm

    Eu adoro cachorros e filmes com cachorros. hehe. Marmaduke tem um roteiro fraco e previsível, mas a linguagem é infantil mesmo, os pequenos se divertem e eu também me diverti, sem compromissos.

    Agora, Alan, ele não fala não, a narração é uma espécie de “Olha quem está falando”, ou Garfield. São apenas os pensamentos dele.

    Responder
    • 15. Kamila  |  junho 19, 2010 às 10:14 pm

      Raspante, eu também gosto de animais e sou apaixonada por cachorros e adoro filmes nesse gênero, geralmente.

      Bruno, “Bolt” é excelente mesmo. Ainda não assisti “Red”. Abraços!

      Amanda, eu também me enquadro nesse time! Eu me diverti também sem compromissos, é claro!

      Responder
  • 16. Vinícius P.  |  junho 19, 2010 às 4:27 pm

    Pelo trailer parecia ser um filme bem intencionado, mas pelo jeito não deu muito certo. Já não gosto de filmes protagonizados por cachorros, então são altas as chances de não gostar desse aí…

    Responder
  • 17. Thyago  |  junho 20, 2010 às 12:39 am

    Eu não sou traumatizado! *enforca um gatinho*

    Responder
    • 18. Kamila  |  junho 20, 2010 às 12:40 pm

      Thyago, tô achando que você é! rsrsrsrs

      Responder
  • 19. João Paulo  |  junho 20, 2010 às 2:26 pm

    Adorei o final… ehehehehe
    31 anos e ter adolescente problematica … TEMÇO ehehehe
    Mas talvez vejo um dia quando sair em dvd e se alguem me emprestar …

    Abraços!

    Responder
    • 20. Kamila  |  junho 20, 2010 às 4:57 pm

      João Paulo, rsrsrsrsrrs, mas não dá para acreditar nessa possibilidade… Abraços!

      Responder
  • 21. Paulo Ricardo  |  junho 20, 2010 às 5:03 pm

    Filmes de cachorro sempre me emociona(Marley e Eu e Sempre ao Seu Lado).Mas esse filme deve ser bem ruinzinho.

    Responder
    • 22. Kamila  |  junho 20, 2010 às 5:21 pm

      Paulo, filmes sobre cachorros também me emocionam sempre, mas esse aí não ajudou!

      Responder
  • 23. Nekas  |  junho 20, 2010 às 10:47 pm

    Hollywood está tola!

    Abraço
    Cinema as my World

    Responder
    • 24. Kamila  |  junho 21, 2010 às 10:57 pm

      Nekas, de uma certa maneira, Hollywood sempre foi tola.

      Responder
  • 25. Nayara  |  julho 17, 2010 às 7:21 pm

    Vc falou que esse é previsível e Marley e Eu é também previsível, mas de qualquer jeito vou vê-lo ou em DVD ou na TV a cabo, já Sempre ao seu lado pode até ser previsível, mas é emocionante e um ótimo filme.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,057 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: