Homem de Ferro 2

maio 24, 2010 at 11:28 pm 24 comentários

Quando estreou, em 2008, nos Estados Unidos, “Homem de Ferro”, filme de Jon Favreau, rapidamente se transformou em um sucesso, não só de crítica, como também de bilheteria. Algumas razões estão por trás disso, a principal delas, no entanto, foi a performance irônica, afiada e exagerada de Robert Downey Jr. como o personagem principal, um super heroi que é cheio de falhas de personalidade, que é alguém totalmente falível e capaz de cometer acertos na mesma medida em que tem a habilidade de cometer erros. 

Para a continuação “Homem de Ferro 2”, Jon Favreau aposta na mesma receita do primeiro filme. Portanto, assistiremos a um bom equilíbrio entre as cenas de ação, com aqueles diálogos afiados e cheios de duplo sentido; e à centralização da obra na figura de Robert Downey Jr., que, agora, é um ator do primeiro escalão e está totalmente à vontade aqui para fazer de Tony Stark a figura espalhafatosa (sem maldade alguma) que ele é sem correr o risco de ficar parecendo ridículo. Com um melhor orçamento, o diretor ainda pode realizar cenas de ação que não causam vergonha em ninguém e dão ao filme aquilo que seu público alvo gostaria de assistir. 

No roteiro escrito por Justin Theroux (ator que vem se revelando um bom roteirista, diga-se de passagem), Tony Stark conseguiu fazer algo impossível pelo mundo: trazer a paz à humanidade. Curiosamente, o preço que ele irá pagar por isso será altíssimo: além da sua saúde estar indo mal das pernas, o Senado norte-americano (na representação do parlamentar interpretado por Garry Shandling) quer que ele entregue toda a tecnologia da armadura e de armamentos que ele utiliza como Homem de Ferro – algo que Stark se recusa a fazer e, em consequência disso, irá entrar em confronto direto com seu melhor amigo James Rhodes (agora interpretado por Don Cheadle), que é militar e acredita que as descobertas de Tony logo cairão nas mãos erradas para fins escusos. 

As suspeitas de James Rhodes se confirmam quando o maior concorrente de Tony Stark, Justin Hammer (Sam Rockwell, que entrou totalmente no espírito desse longa), se une ao russo Ivan Vanko (Mickey Rourke) para criar um exército totalmente robotizado e que usa justamente a tecnologia que Tony Stark aperfeiçoou para criar seu Homem de Ferro. A importância desta subtrama é que, ao ter um adversário à altura (coisa que ele não teve, por exemplo, no primeiro filme), Stark se instiga a também querer melhorar, a querer se tornar mais forte e a continuar firme em busca de seu propósito de usar o seu conhecimento para o bem. 

A estrutura narrativa de “Homem de Ferro 2” acaba sendo o elemento que a gente vai mais prestar atenção, porque é nela que se encontra toda a riqueza desse filme. Não me entenda mal, a ação está totalmente em primeiro plano aqui e Jon Favreau realiza todas essas cenas com muita competência. Entretanto, o que mais importa aqui, acaba sendo os relacionamentos que Stark estabelece, não só com o amigo James Rhodes, como também com a fiel escudeira Pepper Potts (Gwyneth Paltrow – você irá se acabar de rir com ela na cena em que Pepper se vê metida numa encrenca daquelas em pleno GP de Mônaco), com o empresário (?) Happy (o diretor Favreau, que está aqui para fazer algumas tiradas cômicas), com a nova assistente Natalie Rushman (a sumida Scarlett Johansson) e com Nick Fury (Samuel L. Jackson). É justamente a relação com estas pessoas que vão definir os próximos passos, não só de Tony Stark, como também dos filmes desta bem-sucedida franquia cinematográfica. 

Cotação: 8,3

Homem de Ferro 2 (Iron Man 2, 2010)
Direção: Jon Favreau
Roteiro: Justin Theroux (com base nos quadrinhos de Stan Lee, Don Heck, Larry Lieber e Jack Kirby)
Elenco: Robert Downey Jr., Don Cheadle, Scarlett Johansson, Gwyneth Paltrow, Sam Rockwell, Mickey Rourke, Samuel L.Jackson, Clark Gregg, John Slattery, Jon Favreau, Paul Bettany, Garry Shandling

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana Lendo – Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres

24 Comentários Add your own

  • 1. Amanda Aouad  |  maio 25, 2010 às 12:00 am

    Verdade, Robert Downey Jr. está bem mais solto e a franquia é sucesso, só achei algumas cenas desnecessárias como a do xixi, mas enfim, gostei do filme.

    Responder
  • 2. Kamila  |  maio 25, 2010 às 12:41 am

    Amanda, exatamente. Algumas cenas aqui eram totalmente desnecessárias e também gostei do filme.

    Responder
  • 3. Cristiano Contreiras  |  maio 25, 2010 às 2:31 am

    Ainda não pude conferir, mas preciso: tenho um fascínio por Robert Downey Jr. e este filme ele domina, totalmente. 😉

    Responder
  • 4. Vinícius P.  |  maio 25, 2010 às 2:40 am

    Essa foi uma das reviews mais positivas que li até agora sobre o filme. Não sou muito fã do primeiro, apesar de reconhecer seus méritos, por isso nem tenho tanta expectativa para esse.

    Responder
  • 5. airton  |  maio 25, 2010 às 3:05 am

    oii eu vi e nao gostei mto
    mas rockwell estava otimo o melhor do elenco

    bjaooo

    passa la

    Responder
    • 6. Kamila  |  maio 25, 2010 às 10:49 pm

      Cristiano, eu gosto do Robert atual. Apesar de achar que ele já foi um melhor ator. Me preocupo com a repetição de trejeitos dele.

      Vinícius, eu gostei da sequência, apesar de ter achado inferior ao primeiro filme. Recomendo mesmo assistir sem ter expectativas.

      Airton, Rockwell está impagável. Beijo!

      Responder
  • 7. Madame Lumière  |  maio 25, 2010 às 1:30 pm

    Olá Kamila,

    Gostei desse filme, mesmo com todo o aparato blockbusteriano que ele tem, ele consegue entreter com um Robert Downey Jr realmente muito à vontade. Concordo com os pontos abordados , e também com a chegada desses novos personagens, fiquei muito curiosa sobre o futuro da franquia… espero que continue divertida.
    bjs

    Responder
  • 8. Reinaldo Matheus Glioche  |  maio 25, 2010 às 1:34 pm

    Muito boa a resenha Ka. Vc fez justiça ao filme. Só um pequeno adendo, Happy é o motorista de Stark. Na verdade é quase que um faz tudo, tal qual Pepper.
    Bjs

    Responder
  • 9. Otavio Almeida  |  maio 25, 2010 às 3:36 pm

    Nossa Mãe! Será que só eu achei uma decepção????? Cadê o Cassiano pra me defender?
    Anyway, belo texto, Kamila!

    Bjs!

    Responder
    • 10. Kamila  |  maio 25, 2010 às 10:50 pm

      Madame Lumière, é esse o espírito para encarar este filme! Beijos!

      Reinaldo, obrigada! E valeu por esclarecer o que Happy é! rsrsrsrs Beijos!

      Otavio, acho que sim, pelo jeito. Obrigada! Beijos!

      Responder
  • 11. Cassiano  |  maio 25, 2010 às 4:06 pm

    Oi Kamila, quero ver esse filme, primeiro pq gostei do 1 (mas acho que deveria se para lá) e segundo por Rourke que, pra minha surpresa, vc não comentou nada a respeito.

    Qto a Antonioni adoraria que a minha revisita lhe estimule a conhecer mais do seu cinema. Como fã ficaria muito feliz.

    Responder
  • 12. Kahlil  |  maio 25, 2010 às 5:58 pm

    Como escrevi em minha crítica, ‘Homem de Ferro 2’ não é melhor nem pior do que o primeiro. É uma grande surpresa, ja que não são todas as sequências que conseguem manter o nível de qualidade do primeiro filme!

    http://cinema-em-dvd.blogspot.com/

    Responder
  • 13. Thyago  |  maio 25, 2010 às 10:34 pm

    ahhh, eu gostei de cada cena do filme XD
    achei que não teve nada forçado, tirando o fato que o pai dele(SPOILER) previu q ele necessitaria de um metal q iria ser um perfeito subsituinte do paládio e que agora ele não morrerá mais de infecção por paládio, mas de CÂNCER por meter um elemento radioativo nos peitos, haeuhaeuaehaeuhae (fim do spoiler)

    Responder
    • 14. Kamila  |  maio 25, 2010 às 10:51 pm

      Cassiano, o Rourke, pra mim, foi indiferente neste filme. Outros aspectos chamaram minha atenção!

      Kahlil, exatamente. Concordo!

      Thyago, eu gostei do filme e passava sem esse spoiler. rsrsrsrs

      Responder
  • 15. Fael Moreira  |  maio 26, 2010 às 2:43 am

    Eu esperava mais desse filme. Mas não me decempcionei, esmo assim, porq não tinha grandes expectativas. Achei inferior ao primeiro com excessão a atuação de Robert Downey Jr. que é bem mais, digamos, flexível. Achei que Jon Favreau exagerou no humor e isso estragou o filme, já que ele tinha potencial pra trabalhar o lado dramático do personagem. Odiei o desfecho Mickey Rourke se parecendo com o fim de Bridges. Personagem de Johanson quase não tem necessidade. Porém o filme é divertido. Vale pelo show de atuação que Downey Jr. dá. Bjos.

    P.S.: Publicamos um texto sobre o filme no mesmo dia! 😀

    Responder
    • 16. Kamila  |  maio 27, 2010 às 12:51 am

      Fael Moreira, eu não esperava mais desse filme, confesso. Fiquei satisfeita com o que vi. Apesar de concordar que é uma obra inferior ao primeiro filme. Não tive problema com o humor do filme, nem com o desfecho do personagem do Mickey Rourke. E concordo contigo sobre a personagem da Johansson. Vou ler teu texto agora.

      Responder
  • 17. Wally  |  maio 27, 2010 às 4:40 am

    Também gostei do filme, ainda que acho que perca um pouco o fôlego após a primeira metade e termine de forma muito aborrecida. Mas gostei de muita coisa, incluindo o elenco, excelente. [7,5]

    Responder
    • 18. Kamila  |  maio 27, 2010 às 2:46 pm

      Wally, não concordo com seus comentários a respeito da forma como termina o filme, mas fico feliz de ver que você também gostou da obra.

      Responder
  • 19. Mayara Bastos  |  maio 27, 2010 às 10:30 pm

    Gostei do filme, dei muita risada. rsrs. Não achei melhor que o primeiro, mas ele cumpre muito bem o que promete. O elenco está ótimo, por sinal.

    Beijos! 😉

    Responder
    • 20. Kamila  |  maio 27, 2010 às 10:38 pm

      Mayara, eu também dei muita risada e concordo contigo: o filme cumpre muito bem o que promete. Beijos!

      Responder
  • 21. Mandy  |  junho 6, 2010 às 3:36 am

    Eu fiquei completamente decepionada. Não gostei dos diálogos, achei tudo muito superficial e mal explorado. Até a explicação sobre a ligação dele com o russo aconteceu em 1 min! Quem conhece o quadrinho sabe que tem muito caminhos a serem seguidos, mas apesar do filme proporcionar muitos elementos, eles foram mal aproveitados. Até o triangulo amoroso ficou completamente solto. Viuva Negra ficou meio perdida….

    Gostei muito mais do 1. O 2 me deixou triste e sem espectativas positivas para os vingadores.

    Responder
    • 22. Kamila  |  junho 6, 2010 às 8:45 pm

      Mandy, eu não fiquei decepcionada, pra ser bem honesta. Acho que o filme cumpriu seu papel, apesar de não ser melhor que o primeiro filme. Mas, continua a ser interessante e a nos entreter. Concordo, no entanto, que a Viuva Negra ficou meio perdida ali! A Scarlett foi mal aproveitada.

      Responder
  • 23. Comentando o Hollywood Awards 2010 « Cinéfila por Natureza  |  outubro 27, 2010 às 10:27 pm

    […] Hollywood Movie Award: “Inception” Hollywood Ensemble Acting Award: O elenco de “The Social Network” Hollywood Comedy Actor Award: Zach Galifianakis, “Due Date” New Hollywood Award: Jennifer Lawrence, “Winter Bone” Hollywood Career Achievment Award: Sylvester Stallone Hollywood Inovator Award: Morgan Freeman e Lori McCreary Hollywood Diretor Award: Tom Hooper, “The King’s Speech” Hollywood Actress Award: Annette Bening, “The Kids Are All Right” Hollywood Actor Award: Robert Duvall, “Get Low” Hollywood Producer Award: Danny Boyle e Christian Colson, “127 Hours” Hollywood Screenwriter Award: Aaron Sorkin, “The Social Network” Hollywood Editor Award: Kirk Baxter e Angus Wall, “Inception” Hollywood Humanitarian Award: Sean Penn Hollywood Supporting Actress Award: Helena Bonham Carter, “Alice in Wonderland” Hollywood Supporting Actor Award: Sam Rockwell, “Conviction” Hollywood Breakthrough Actress Award: Mia Wasikowska, “Alice in Wonderland” Hollywood Breakthrough Actor Award: Andrew Garfield, “The Social Network” e “Never Let Me Go” Hollywood Film Composer Award: Hans Zimmer, “Inception” Hollywood Cinematographer Award: Wally Pfister, “Inception” Hollywood Animation Award: “Toy Story 3” Hollywood Visual Effects Award: “Iron Man 2” […]

    Responder
  • […] no PGA; as típicas indicações aos filmes de ação, como “Incontrolável”, “Salt” e “Homem de Ferro 2” nas categorias de efeitos sonoros e visuais. Agora, a lamentar, a inexplicável ausência de […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: