Uma Noite Fora de Série

abril 26, 2010 at 9:56 pm 26 comentários

Reunir Steve Carell e Tina Fey, no mesmo filme, seria a mesma coisa que, na década de 50/60, reunir Katharine Hepburn e Marlon Brando no mesmo longa. Afinal de contas, estamos falando de dois dos nomes mais celebrados e talentosos da comédia norte-americana, nos dias atuais. Tal proeza coube ao diretor Shawn Levy, que arrebatou a dupla para seu projeto “Uma Noite Fora de Série”, obra que segue bastante o caminho de seus longas mais recentes, os quais poderiam ser chamados de “comédias de ação”, com tramas que privilegiam não somente o timing cômico, mas também aquela movimentação típica de filmes de ação. 

Em “Uma Noite Fora de Série”, Carell e Fey interpretam o casal Phil e Claire Foster, os quais são casados há um bom tempo e tiveram um casal de filhos. Em meio à rotina diária deles de trabalho e de família, os dois sempre arrumam algum tempo para se dedicarem à relação deles. Então, eles têm encontros semanais, aonde tentam manter a chama do relacionamento acesa. A tônica dessas saídas é aquela vontade de ter uma noite completamente diferente da que eles vivem normalmente. 

O roteiro escrito por Josh Klausner retrata justamente o atendimento dos pedidos do casal. Ao decidirem jantar num restaurante hype de Manhattan, os dois viverão uma noite única, pois, além de roubarem a reserva de outro casal, Phil e Claire serão confundidos com o par que roubou um pen drive de um mafioso poderoso (Ray Liotta). Então, eles ficarão com os capangas do mafioso no seu encalço, com a polícia no seu rastro e tentando eles mesmos se safar da encrenca na qual se meteram. 

Shawn Levy, acertadamente, privilegia a ótima química existente entre Steve Carell e Tina Fey no decorrer de “Uma Noite Fora de Série”. Além disso, o diretor conta com excelentes participações especiais de Mark Wahlberg, James Franco, Mila Kunis e William Fichtner – pena que ele desperdiça Leighton Meester e Mark Ruffalo em pontas totalmente esquecíveis. O filme não se leva a sério e ainda nos mostra que a rotina, às vezes, não é tão mal assim. 

Cotação: 7,0

Uma Noite Fora de Série (Date Night, 2010)
Direção: Shawn Levy
Roteiro: Josh Klausner
Elenco: Steve Carell, Tina Fey, Taraji P. Henson, Common, William Fichtner, Leighton Meester, Mark Ruffalo, James Franco, Mila Kunis

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana Atraídos Pelo Crime

26 Comentários Add your own

  • 1. Vinícius P.  |  abril 26, 2010 às 9:58 pm

    Tenho maior curiosidade de ver esse filme justamente por causa da dupla principal, que pelo jeito parece estar ótima. De resto, é uma comédia que devo esperar para ver em DVD.

    Resposta
    • 2. Kamila  |  abril 26, 2010 às 10:00 pm

      Vinícius, por quê não assiste logo nos cinemas???

      Resposta
  • 3. Reinaldo Matheus Glioche  |  abril 26, 2010 às 10:38 pm

    Vi esse fim de semana. Gostei bastante. Concordo com tudo que vc disse. Valorizar Carrel e Fey (que já haviam demonstrado química em premiações e especiais da TV americana) foi a melhor contribuição de Levy. Filme leve, divertido e bem sacado.

    Bjs

    Resposta
  • 4. Wally  |  abril 26, 2010 às 10:39 pm

    Acho que vou me divertir bastante com este filme! Nem que seja pela dupla.

    Resposta
  • 5. James Cameron  |  abril 26, 2010 às 10:51 pm

    Oi, Ana Kamila!

    Resposta
    • 6. Kamila  |  abril 26, 2010 às 11:05 pm

      Reinaldo, concordo contigo e obrigada! Beijos!

      Wally, você vai se divertir mesmo e a dupla está ótima!

      James Cameron, oi!

      Resposta
  • 7. Roberto Queiroz  |  abril 26, 2010 às 10:53 pm

    Fui ver descompromissado, mas adorei o resultado. Não conhecia o trabalho da Tina Fey, porque não assisto 30 Rock. Ela realmente é ótima!

    A cada filme fico mais fã do Steve Carrell.

    Resposta
    • 8. Kamila  |  abril 26, 2010 às 11:06 pm

      Roberto, eu também adorei o resultado deste filme. A Tina é maravilhosa. Adoro-a e também sou fã do Steve Carell!

      Resposta
  • 9. James Cameron  |  abril 26, 2010 às 11:50 pm

    Li e gostei bastante de várias das suas antigas críticas do “e-pipoca” Ana Kamila!

    Resposta
  • 10. Paulo Ricardo  |  abril 27, 2010 às 2:03 am

    Gostei muito do filme,e mas ainda de Steve Carrell.Ele é o meu comediante favorito e um ator fantástico.Antes de ontem revi O Virgem de 40 anos e como ele construiu um personagem tão engraçado.Eu,meu irmão e a nossa namorada ele está otimo,Pequena Miss Sunshine ele merecia uma vaguinha de ator coadjuvante no Oscar e Agente 86 ele tem uma quimica muito boa com Anne Hathaway.E esse filme ele prova isso com a Tina Fey.Uma cena que eu gosto muito é quando ele implora para o personagem do Mark Wahlberg colocar uma camisa,e no inicio do filme que mostra a triste rotina de casados de ambos,hehehehe muito bom.Não sei em qual filme ele está melhor?Talvez em O Virgem de 40 Anos.Mas essa comédia foi mais um acerto na carreira desse astro em ascenção.Beijos.

    Kamila,em qual dessa obras Steve Carrell está melhor,escolha uma das opções:
    O Virgem de 40 Anos-2005,Judd Apatow
    Pequena Miss Sunshine-2006,Jonatha Dayton e Valerie Faris
    Eu,Meu Irmão e a Nossa Namorada-2007,Peter Hedges
    Série de Tv-The Office
    Uma Noite Fora de Série,2010-Shawn Levy

    Todos ele está otimo,mas o Andy de O Virgem de 40 anos é memorável.O roteiro de Carrell juntamente com o “rei da comédia” Jud Apatow fez desse filme uma das bobagens que eu mais gosto.

    Resposta
  • 11. Jenson  |  abril 27, 2010 às 3:18 am

    A dupla conseguiu mesmo! São juntos diversão certa!

    Resposta
  • 12. Rick Monteiro  |  abril 27, 2010 às 11:48 am

    Katherine Hepburn e Marlon Brando?????????

    hahahahahahahahah

    Resposta
    • 13. Kamila  |  abril 27, 2010 às 12:25 pm

      James Cameron, obrigada!

      Paulo Ricardo, concordo com seus comentários sobre o Steve Carell. O que eu gosto nele é que ele demonstra versatilidade. É bom nos momentos cômicos, mas também dá conta dos momentos dramáticos. Acho que a minha performance favorita do Carell, no entanto, é em “Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada”. Eu simplesmente AMO este filme.

      Jenson, esta é uma dupla que funcionou muito bem!

      Rick Monteiro, obviamente, você não entendeu o paralelo que quis fazer. Se Marlon Brando e Katharine Hepburn são considerados dois dos melhores atores de todos os tempos, os melhores naquilo que faziam na época deles; reunir Steve Carell e Tina Fey, dois dos melhores comediantes da atualidade, no mesmo filme, é um sonho que foi realizado pelo Shawn Levy. Reunir um tipo como Brando à Hepburn, naquela época, foi impossível e um sonho que não será realizado, infelizmente. Compreendeu, agora, colega?

      Resposta
  • 14. Thyago  |  abril 27, 2010 às 1:30 pm

    Kamila, me diz, por acaso na seção que você assistiu este filme tinha um cara rindo histericamente que roubava mais risadas da risada DELE do que do filme? 😄

    Resposta
  • 15. Amanda Aouad  |  abril 27, 2010 às 2:28 pm

    Juntar a dupla foi mesmo o grande mérito do filme, e os dois arrasam, sem se remeter aos personagens de The Office e 30 Rock. É bem divertido.

    Resposta
    • 16. Kamila  |  abril 27, 2010 às 6:59 pm

      Thyago, não assisti nesta sessão, não!

      Amanda, concordo!

      Resposta
      • 17. Thyago  |  abril 27, 2010 às 8:58 pm

        ahhh, pensei ter te visto, mas agora sei q nao era vc 😄

  • 18. Mateus  |  abril 27, 2010 às 7:42 pm

    Concordo que Carell e Fey são dois dos melhores comediantes da atualidade, e são justamente eles que ainda tornam Uma Noite Fora de Série interessante.

    Achei o longa meio decepcionante, acho Shawn Levy um diretor fraquíssimo, apesar de ter gostado, na medida do possível, de Uma Noite no Museu 2.

    Abraço.

    Resposta
  • 19. Mayara Bastos  |  abril 27, 2010 às 11:08 pm

    Estou curiosíssima para conferir este filme pela reunião de Carell e Fey, que deve valer – e muito o ingresso, já que era muito esperado isso. Desse diretor, só gosto da sinessérie “Uma Noite no Museu” e acho o rebut de “A Pantera Cor-de-Rosa” mediocre. rsrs.

    Beijos! 😉

    Resposta
    • 20. Kamila  |  abril 27, 2010 às 11:11 pm

      Thyago, não era eu! 🙂

      Mateus, eu não achei o filme decepcionante, mas concordo que Shawn Levy é um diretor bem fraco. Abraço!

      Mayara, assista ao filme. A parceria Fey e Carell vale a pena! Beijos!

      Resposta
  • 21. Luis Galvão  |  abril 28, 2010 às 7:16 pm

    Pois é, um filme que vale mais pela química de Carell e Fey que pelo roteiro em si, e como eu disse, eu ri mais com os créditos dos improvisos que algumas piadas do roteiro. rsrs

    Resposta
    • 22. Kamila  |  abril 28, 2010 às 11:03 pm

      Luís, exatamente. E os créditos finais também me fizeram rir muito!

      Resposta
  • 23. Mandy  |  abril 29, 2010 às 12:21 am

    To louca p/ ver esse!!!!!

    Resposta
    • 24. Kamila  |  abril 29, 2010 às 12:23 am

      Mandy, Assista!!!

      Resposta
  • 25. Cristiano Contreiras  |  novembro 4, 2010 às 9:45 pm

    Vi hoje, gostei muito! Realmente, Carell e Fey estão ótimos juntos – além de improvisarem bastante, ter time cômico, eles têm química. Gostei mesmo do filme!

    beijo!

    Resposta
    • 26. Kamila  |  novembro 5, 2010 às 10:45 pm

      Cristiano, exatamente! O filme diverte muito! Beijo!

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 452,940 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: