O Livro de Eli

abril 7, 2010 at 1:00 am 23 comentários

Na Bíblia Sagrada, Eli era um sumo sacerdote e juiz de Israel que, por causa da fraca influência que exercia sobre seus filhos, recebeu uma profecia de que iria ser castigado por Deus. E, quando essa profecia se confirmou, a notícia foi demais para Eli. Curioso, então, perceber que, no filme “O Livro de Eli”, dos irmãos Albert e Allen Hughes, este personagem tenha uma missão muito bem definida: ele está ali para propagar a palavra num mundo pós apocalíptico. Ele está ali para viver e difundir a mensagem de Deus. 

Um propósito de vida difícil, né? Por isso que Eli (Denzel Washington) é um homem extremamente solitário em sua jornada pelos Estados Unidos totalmente destroçado por algo que a gente não sabe direito o que foi. A alimentação é escassa, dinheiro também, mercadorias idem. As pessoas chegam até a se alimentar de carne humana e a cometer atos que são condenáveis em qualquer situação, imagine, então, num mundo desprovido de qualquer noção de civilidade? Por isso, todos precisam ter um extremo instinto de defesa e Eli é mestre nisso também. 

Todo o roteiro de “O Livro de Eli”, o qual foi escrito por Gary Whitta, passa muito pela percepção de que, num mundo pós apocalíptico, existem certas coisas que são extremamente valiosas. Por quê, então, é preciso acontecer desgraças para que o livro que Eli tanto protege seja considerado como uma dessas coisas de valor inestimável? Por isso, ele atrai a ira do bando liderado por Carnegie (Gary Oldman, numa ótima performance) e chama a atenção de jovem Solara (Mila Kunis), que nota que poderá aprender muito com Eli. 

Os irmãos Hughes são diretores muito talentosos e que sabem criar a atmosfera certa para seus filmes. Eles se ligam muito no lado estético das obras que dirigem e, em “O Livro de Eli”, não foi diferente. Elementos como fotografia e edição de som são excelentes. O roteiro de Gary Whitta também nos guarda agradáveis surpresas e chega a ser interessante demais ver um filme de ação abordando uma trama tão humanizada como essa. A mensagem de “O Livro de Eli” é muito bonita e o longa se destaca como uma obra diferenciada neste início de ano. 

Cotação: 8,0

O Livro de Eli (The Book of Eli, 2010)
Direção: Albert e Allen Hughes
Roteiro: Gary Whitta
Elenco: Denzel Washington, Gary Oldman, Mila Kunis, Ray Stevenson, Jennifer Beals, Evan Jones, Michael Gambon, Chris Browning

Entry filed under: Cinema.

É Proibido Fumar O Trailer de “When You’re Strange”

23 Comentários Add your own

  • 1. Reinaldo Matheus Glioche  |  abril 7, 2010 às 1:19 am

    Pois é Ka, concordo com a avaliação que vc faz do filme. Mas não consigo ver em O livro de Eli todo o seu potencial aproveitado. Acho que a história poderia render bem mais. Contudo, é um eficiente filme de ação e tem ótimas presenças de Denzel Washington e Gary Oldman. De quebra, a vestimenta religiosa da fita tb agrada.
    Bjs

    Responder
    • 2. Kamila  |  abril 7, 2010 às 1:35 am

      Reinaldo, eu me lembro do seu texto e discordo um pouco dele. Acho que o filme rende muito bem! Beijos!

      Responder
  • 3. Cristiano Contreiras  |  abril 7, 2010 às 4:28 am

    Confesso que ando cansado da “cara” de Denzel Washington, acho que ele tem se repetido – no quesito “interpretação”, ultimamente.

    Responder
  • 4. Tiago  |  abril 7, 2010 às 12:21 pm

    Opa gostei muito do site,bem elaborado grande filme tambem,se quiser firmar uma parceria conosco entre no site http://www.cinealerta.com.br e nos envie a resposta por email cine.alerta@hotmail.com grato.

    Responder
  • 5. Amanda Aouad  |  abril 7, 2010 às 1:01 pm

    Confesso que me decepcionei com esse filme, gostei do argumento, mas achei que ele se perdeu na execução. Tem cenas de ação muito boas, assim como a estética conforme você falou. Mas,a história em si, ficou a desejar. O final, então, me deixou uma sensação de vazio. QUEM NÃO VIU O FILME, NÃO LEIA O RESTO…

    Seguindo exatamente essa sua premissa, achei que ele fosse encontrar um povo no Oeste e passasse a mensagem de Deus, mudando algo no rumo daquele mundo pós apocalíptico. Só que tudo o que ele encontra é uma biblioteca onde a Bíblia vai parar em uma estante empoeirada junto a Torá, o Alcorão, entre outros…. Sei lá, achei meio frustrante isso.

    Responder
    • 6. Kamila  |  abril 7, 2010 às 11:30 pm

      Cristiano, eu discordo!

      Tiago, obrigada!

      Amanda, eu não me decepcionei com a obra. Gostei bastante e fiquei surpresa com o filme. Não achei o final frustrante. A contribuição dele foi sensacional. A mensagem que ele conseguiu passar vai perdurar pelo resto da humanidade. A palavra continuará acesa.

      Responder
  • 7. Rafael Carvalho  |  abril 7, 2010 às 4:56 pm

    Tenho medo desse filme justamente por esssa coisa de ter uma mensagem no final. Mas preciso ver o filme antes de julgar.

    Responder
  • 8. Kahlil  |  abril 7, 2010 às 7:58 pm

    É um dos que ja estão na minha lista!

    http://cinemaemdvd.blogspot.com/

    Responder
  • 9. Paulo Ricardo  |  abril 7, 2010 às 8:41 pm

    Parece que o Dezel Washington pensou: ‘Se o Will Smith pode ter um filme só pra ele,porque eu não?’hehe.No trailer eu vi algumas semelhanças com Eu Sou a Lenda.Filmes pós apocalipticos tem belos visuais,estava sem vontade de ver esse filme,mas pela sua critica me deu vontade de conferir O Livro de Eli.Vlws Bjs.

    Responder
    • 10. Kamila  |  abril 7, 2010 às 11:31 pm

      Rafael C., exatamente. Assista ao filme antes de julgá-lo.

      Kahlil, assista!

      Paulo, mas ele não está sozinho no filme. 😉 Eu também pensei que iria assistir a um “Eu Sou a Lenda 2”, mas a impressão não poderia estar mais errada. Beijos!

      Responder
  • 11. Wally  |  abril 7, 2010 às 10:29 pm

    Não estava interessado neste filme, mas seu texto me deixou um pouco curioso.

    Responder
    • 12. Kamila  |  abril 7, 2010 às 11:32 pm

      Wally, que bom!!!

      Responder
  • 13. Marcus Vinícius  |  abril 7, 2010 às 11:45 pm

    Confesso que, nas primeiras notícias e trailers, eu não levei muita fé, apesar de curtir filmes apocalipticos. Mas a maioria do pessoal que eu confio tá curtindo, bom sinal. E ainda tem A Estrada, que também não conferi. =S
    Beijo! =)

    Responder
  • 14. Thyago  |  abril 7, 2010 às 11:49 pm

    Excelente review, e adiciono que é provocada aquela sensação do tipo “nossa, sou muito jegue, como nao notei isso antes?” quando é revelado certo detalhe do Eli XD.

    Merece a nota que levou. Denzel Washington sempre mandando bem, mas Gary Oldman foi ainda melhor.

    Responder
  • 15. Hugo Leonardo  |  abril 8, 2010 às 12:25 am

    Estou com muita vontade de ver esse filme e agora depois do seu texto, mais ainda …

    Responder
    • 16. Kamila  |  abril 8, 2010 às 12:31 am

      Marcus, eu tenho medo é de conferir “A Estrada”. Não sei se será bom! Beijo!

      Thyago, obrigada! E não me senti uma jegue por não prever a revelação sobre Eli. 🙂

      Hugo, então, espero que confira!

      Responder
  • 17. Mandy  |  abril 8, 2010 às 1:10 am

    Nossa, fui ver e não gostei! esperava algo diferente no fim, sendo que já tinha matado o que aconteceu. Achei a cena da menina muito pressão e desnecessária.

    O filme foi bom até a cena com os velhinhos, amei a música!

    Responder
    • 18. Kamila  |  abril 8, 2010 às 1:36 am

      Mandy, eu não matei nada na história desse filme!

      Responder
  • 19. Mandy  |  abril 8, 2010 às 2:50 am

    Sério? Menina, aquele fim… não TODO o fim, mas aquele detalhes sobre o personagem eu já tinha pensado. P/ mim o filme poderia ter mudado de rumo após os velhinhos, foi depois dali que me desagradou. Eu n sou muito fã de coisas biblicas e etc, mas fui ver sabendo q era isso…

    Agora aquela menina no fim, aff ali foi completamente denecessário, a n ser q tenha alguma mensagem q eu n entendi.

    O esmalte mudou msm n foi? Eu tb adorei e combinou com 1 blusa q comprei hehehe!

    Abraço!!!

    Responder
    • 20. Amanda Aouad  |  abril 8, 2010 às 2:47 pm

      Também tinha pensado, Mandy, mas depois de tanto tiro desencanei achando que era só uma impressão. Mas, no final até gostei desse detalhe, não apenas pela solução em si (seria muito melhor do que um truque bobo como uma troca de livros) como pelo símbolico “não basta ter o livro, é preciso saber compreendê-lo”. O que me decepcionou mesmo foi o que ele encontrou, apesar de Kamila falar da continuação da palavra, eu continuo achando que ele caiu no vazio. Também achei o final da menina sem sentido, então, era aquela a transformação necessária para ela?

      Enfim, sei lá. Cada um com sua percepção. É o que gosto no cinema. Vale a discussão.

      Responder
      • 21. Kamila  |  abril 8, 2010 às 8:40 pm

        Mandy, eu nem tinha pensado no detalhe do personagem do Denzel. Nem tinha passado pela minha cabeça! E eu gostei da menina. E adorei o esmalte! Ficou 10 em você! Abraço!

        Amanda, só eu que não tinha pensado naquilo?? rsrsrsrsrsrsrs E eu gostei também do detalhe. A transformação era necessária para ela para a gente perceber, na prática, a mensagem do filme. A palavra muda a pessoa. Acreditar na palavra transforma. Ela tem o poder, por isso o livro era tão valioso.

  • 22. Mayara Bastos  |  abril 8, 2010 às 11:54 pm

    Este filme só veria pelo Denzel, mas seu texto me motivou a dar um chance ao filme.

    Beijos! 😉

    Responder
    • 23. Kamila  |  abril 9, 2010 às 1:30 am

      Mayara, dê mesmo. É um filme bem legal! Beijos!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,349 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: