É Proibido Fumar

abril 6, 2010 at 1:18 am 20 comentários

Teve o tempo em que Gloria Pires foi considerada um dos grandes nomes das novelas brasileiras, mas o que tem sido visto nos últimos anos é a atriz construindo uma carreira respeitada no cinema, interpretando uma gama de papeis diversos e se transformando, rapidamente, num nome que é sinônimo de credibilidade e também de rentabilidade dentro do nosso cinema. 

No longa “É Proibido Fumar”, de Anna Muylaert, Pires interpreta Baby, uma professora de violão que vive sozinha no apartamento que herdou da mãe em São Paulo. Uma das poucas constantes da vida dela parece ser o relacionamento com a irmã Teca (Daniela Nefussi), a quem recorre nos momentos de desabafo. Quando a encontramos, no filme, ela está prestes a iniciar um relacionamento com Max (Paulo Miklos, da banda Titãs), seu novo vizinho. Ele é um cantor que se apresenta em churrascarias da cidade, odeia cigarro (vício o qual Baby possui, diga-se de passagem) e tem toda uma personalidade bem peculiar. 

O interessante do roteiro escrito por Anna Muylaert é que ele mostra uma dualidade incrível do caráter de Baby. Ela, em suas conversas com a irmã, diz que não quer se casar, apesar de Teca insistir nisso. Mas, “É Proibido Fumar” aborda justamente o instante dela de descoberta do que é companheirismo, do que é um relacionamento totalmente estável e do que é a figura do marido e da mulher. Uma mão lava a outra, um protege ao outro, um é parceiro do outro – pelo menos até o amor se acabar. 

Cotação: 6,5

É Proibido Fumar (2009)
Direção: Anna Muylaert
Roteiro: Anna Muylaert
Elenco: Gloria Pires, Paulo Miklos, Marisa Orth, André Abujamra, Paulo César Pereio, Pitty, Lourenço Mutarelli, Daniela Nefussi, Thogun, Marcelo Mansfield, Rafael Raposo, Theo Werneck

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana O Livro de Eli

20 Comentários Add your own

  • 1. Otavio Almeida  |  abril 6, 2010 às 2:32 am

    Oi Kamila! Tudo bem?
    Não vi esse filme não.

    Mas passei aqui pra te dar o link do meu texto sobre ILHA DO MEDO, já que vc perguntou pela crítica lá no blog:

    http://www.hollywoodiano.com/2010/03/ilha-do-medo-2/

    Bjs!

    Responder
  • 2. airton  |  abril 6, 2010 às 2:47 am

    ela ta embalando no cine msm
    esse filme ainda nao pude conferir

    post novo

    http://publicandobr.blogspot.com/2010/04/propaganda-ibanez-portifolio.html

    bjo

    Responder
  • 3. airton  |  abril 6, 2010 às 2:48 am

    paulo miklos hehehe nunca tinha visto nada com ele agora q lembrei

    http://publicandobr.blogspot.com

    Responder
    • 4. Kamila  |  abril 7, 2010 às 1:02 am

      Airton, O Paulo Miklos já tinha atuado antes, num filme do Beto Brant!

      Responder
  • 5. Leandro  |  abril 6, 2010 às 2:53 am

    Estou super curioso pra conferir o filme que a maioria anda dizendo que é super bacana.Muito bom texto.
    Abraços ;D

    Responder
  • 6. Alyson  |  abril 6, 2010 às 2:54 am

    Estou devendo ao cinema brasileiro, Kamila. Mas, concordo sobre a qualidade da atriz Glória Perez.

    Beijos!

    Responder
    • 7. Kamila  |  abril 6, 2010 às 3:10 am

      Otavio, tudo bem, obrigada! Passarei lá para ler seu texto! Obrigada! Beijos!

      Leandro, é bem bacana mesmo! Obrigada! Abraços!

      Alyson, Gloria Pires! 😉 Beijos!

      Responder
  • 8. Thiago  |  abril 6, 2010 às 5:15 am

    Primeiramente, parabéns pelo blog. Infelizmente ainda não tive a oprtunidade de assistir a este filme, mas a trama realmente parece fantástica. Depois de Apenas o Fim, é o filme brasileiro que mais estou afim de assisitir. Grande abraço e mais uma vez parabéns pelo blog.

    Visitem http://www.cinemaniac2008.blogspot.com

    Responder
    • 9. Kamila  |  abril 7, 2010 às 1:03 am

      Thiago, obrigada! E assista ao filme!

      Responder
  • 10. Reinaldo Matheus Glioche  |  abril 6, 2010 às 12:45 pm

    Pois é Ka, Glória Pires está se transformando em referência no cinema nacional, tal qual Selton Mello e Alice Braga.
    Quanto a É proibido fumar, o vejo como um bom filme brasileiro, que ganha pontos por contar uma história urbana. Um roteiro de cinema mesmo. Não um filme que ambiciona entender o Brasil. Não é nada de mais. Mas as vezes o menos é mais, não é mesmo?
    Bjs

    Responder
  • 11. Paulo Ricardo  |  abril 6, 2010 às 4:17 pm

    Todo ano tem um filme que merecidamente ganha o estatus de queridinho da critica.Os otimos O Cheiro do Ralo e Estômago são exemplos disso.Estou curioso em ver esse filme.Kamila,esse filme é melhor que O Cheiro do Ralo e Estômago?Bjs

    Responder
  • 12. Weiner  |  abril 6, 2010 às 4:38 pm

    Gostei de “É Proibido Fumar” por ser mais um exemplar do nosso cinema que se distancia do óbvio para contar uma história mais peculiar – ponto para o competente roteiro. Glória, que sempre fez a tarefa de casa nas telenovelas, vira-se para o cinema com o mesmo empenho e entrega uma boa atuação. Gostei um pouquinho mais que você, e dei nota 7,0.

    Responder
    • 13. Kamila  |  abril 6, 2010 às 10:02 pm

      Reinaldo, Eu concordo com teu comentário. O filme conta uma história urbana e faz isso bem. Beijos!

      Paulo Ricardo, não é melhor que os dois filmes que você citou, mas não deixa de ser bom. Beijos!

      Weiner, exatamente. Concordo contigo!

      Responder
  • 14. Amanda Aouad  |  abril 7, 2010 às 1:12 am

    Pô, até hoje não consegui ver esse filme. Tenho uma curiosidade enorme. Adoro Glória Pires. E Paulo Mikos tave bem legal em O Invasor.

    bjs

    Responder
  • 15. Rafael Carvalho  |  abril 7, 2010 às 4:47 pm

    Ao lado de Se Nada Mais Der Certo e de À Deriva, esse foi um dos melhores filmes nacionais do ano passado. Fiquei bastante surpreso com o desenvolvimento da história, me parecia que tudo tava se desencaminhando no roteiro. Mas nos momentos finais tudo me fez sentido.

    É um filme sobre o companheirismo, sobre a necessidade de ter uma pessoa que cuide de você e esteja do seu lado, para o que for. Sem maniqueísmos, o filme chega a essa constatação da forma mais questionável possível. Que coragem! E não só a Glória Pires está ótima, como também o Paulo Miklos, mais uma vez se revelando um grande ator por trás do músico.

    Responder
    • 16. Kamila  |  abril 7, 2010 às 11:20 pm

      Amanda, eles estão ótimos nesse filme. Beijos!

      Rafael C., eu também fiquei surpresa com o desenvolvimento desta história e tudo faz mesmo sentido no final. Concordo plenamente com sua interpretação desse filme e com os comentários sobre o Paulo e a Gloria.

      Responder
  • 17. Kahlil  |  abril 7, 2010 às 7:56 pm

    O roteiro deste filme é incrivelmente bem escrito. As atuações dão um show a parte. É chocante que este filme tenha sido completamente esquecido na temporada de premios em seu ano de lançamento.

    http://cinemaemdvd.blogspot.com/

    Responder
    • 18. Kamila  |  abril 7, 2010 às 11:21 pm

      Kahlil, concordo contiho!

      Responder
  • 19. Mayara Bastos  |  abril 8, 2010 às 11:53 pm

    Glória Pires e o filme em si foram bastante elogiados, mas não tenho pressa em assistí-lo.

    Beijos! 😉

    Responder
    • 20. Kamila  |  abril 9, 2010 às 1:28 am

      Mayara, ah! Que pena! Beijos!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,059 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: