Simplesmente Complicado

março 3, 2010 at 11:46 pm 25 comentários

Há que se valorizar o tipo de comédia romântica que é feita pela diretora e roteirista Nancy Meyers. Enquanto a maioria dos longas desse gênero apostam em encontros e desencontros de amores vividos por personagens interpretados por atores relativamente jovens, Meyers volta para uma temática que ela abordou muito bem em “Alguém Tem que Ceder”: a do amor vivido por pessoas que estão na meia-idade. Portanto, em “Simplesmente Complicado”, os personagens que são os vértices de um triângulo amoroso são seres que estão por volta dos 50 anos e que não estão em busca de um amor fortuito. Eles querem o pacote completo: companheirismo, amizade e carinho. 

Em comum entre Jane (Meryl Streep, maravilhosa como sempre), Jacob (Alec Baldwin, repetindo os trejeitos vistos em “30 Rock”) e Adam (Steve Martin, totalmente simpático) o fato de que os três são divorciados. Cada um destes personagens representa um certo clichê das comédias românticas: Jane é a divorciada que não consegue encontrar um novo companheiro, Jacob é o cara que largou a mulher por alguém mais nova (Lake Bell) e Adam é o homem que foi traído pela esposa e que está atrás de uma história de amor menos complicada. Sendo que o lado mais legal do roteiro de Nancy Meyers é um pequeno “agravante” que ela adiciona a esta história: Jane e Jacob eram casados um com o outro e, por um daqueles caminhos estranhos da vida, acabam se tornando amantes um do outro. 

Ao abordar o caso extraconjugal vivido por Jane e Jacob, Nancy Meyers deixa bem claro que o casal ainda possui assuntos inacabados, ou seja, a relação deles pode ter acabado de uma forma brusca, mas não foi completamente superada por ambas as partes. É como se essa recaída fosse um processo necessário, especialmente para Jane, de forma que ela possa efetivamente continuar sua vida e estar pronta para reconhecer quando homens como Adam demonstram interesse nela. 

Apesar de ser um filme que não possui um final feliz digno dos padrões hollywoodianos, “Simplesmente Complicado” é um longa que possui uma conclusão para lá de otimista – afinal, se a felicidade não chega agora, pode vir depois, com o convívio mais frequente entre um determinado par e com o natural caminho que a nossa vida percorre. Esta foi uma escolha corajosa por parte de Nancy Meyers, uma diretora cujo prestígio pode ser comprovado pelos três ótimos atores que ela conseguiu para os papeis do trio central. 

Cotação: 8,0

Simplesmente Complicado (It´s Complicated, 2009)
Direção: Nancy Meyers
Roteiro: Nancy Meyers
Elenco: Meryl Streep, Steve Martin, Alec Baldwin, John Krasinski, Lake Bell, Mary Kay Place, Rita Wilson, Alexandra Wentworth, Hunter Parrish

Entry filed under: Cinema.

Idas e Vindas do Amor Previsões Para os Vencedores do Oscar 2010

25 Comentários Add your own

  • 1. Yuri  |  março 4, 2010 às 12:23 am

    É um filme despretensioso, leve, divertido, com ótimas atuações dos três protagonistas, um roteiro bem bacana, típico da diretora/roteirista que cumpre com sua premissa, agrada, diverte, nada mais. Nota 7.

    Responder
  • 2. Robson Saldanha  |  março 4, 2010 às 12:30 am

    Gosteei… Mas um pouco menos. Vale por Meryl e Alec.

    Responder
  • 3. Matheus Rodrigues  |  março 4, 2010 às 12:34 am

    Gosto muito da Meryl e do Steven, com certeza deve ser bom. Gostei muito do blog e adicionei no blogroll.

    Responder
    • 4. Kamila  |  março 4, 2010 às 12:48 am

      Yuri, concordo!

      Robson, verdade! Vale por esses dois que você citou!

      Matheus R., obrigada pela visita e pelo comentário!

      Responder
  • 5. Luis Galvão  |  março 4, 2010 às 1:13 am

    Eu também gostei um pouco menos. Acho que a trama interessante do amor na meia idade termina fugindo para um relacionamento de adolescentes, só que com um final diferente. Bem, Meryl e Steve conseguem dá um pouco de vida que vale a pena.

    Responder
  • 6. Reinaldo Matheus Glioche  |  março 4, 2010 às 1:19 am

    Adorei sua critica Ka. Honesta, atenciosa e justa para com a proposta do filme e de Meyers. Vc sabe que gostei do filme e não tenho nenhuma restrição a sua critica. Muito bem fundamentada. Parabéns. Bjs

    Responder
  • 7. Matheus  |  março 4, 2010 às 1:23 am

    Kamila, eu achei “Simplesmente Complicado” repleto de falhas, em especial no ritmo do roteiro. Ficou devendo demais para “Alguém Tem Que Ceder”. No entanto, defendo o filme. Não poderiamos esperar outra coisa de Nancy Meyers, não é mesmo? Mas acho que uma coisa é unânimidade: Meryl é a luz desse filme. Nem Baldwin achei tão bem assim (como você disse, ele repete os trejeitos de “30 Rock”). Ela, definitivamente, tem que vencer o Oscar esse ano! E AMEI a foto que você colocou, ficou muito boa…

    Responder
    • 8. Kamila  |  março 4, 2010 às 1:38 am

      Luís, discordo! Não vi relacionamento de adolescentes nessa abordagem. Acho que a maneira como a Nancy desenvolveu seu roteiro foi correta.

      Reinaldo, obrigada! Beijos!

      Matheus, eu gostei tanto desse filme quanto de “Alguém Tem que Ceder”. E não poderíamos esperar nada demais mesmo da Nancy! A Meryl está excelente! Excelente. E você sabe que também estou na torcida pela Meryl no Oscar e espero que os votantes da AMPAS digam NO TO SANDRA BULLOCK domingo! 🙂

      Responder
  • 9. Vinícius P.  |  março 4, 2010 às 2:33 am

    É um bom filme, mas é uma pena que a Meyers (dona de algumas comédias românticas muito boas) não tenha trabalhado todo seu potencial. Algumas cenas são no mínimo constrangedoras (lembrando de Alec Baldwin na cama), mas no geral dei boas risadas.

    Responder
  • 10. Jenson J.  |  março 4, 2010 às 2:43 am

    Me parece ser aquele tipico filme, que só vale pela protagonista, que não é das fracas, certo?

    Tudo bem, Kamila, Rs?

    Responder
  • 11. Weiner  |  março 4, 2010 às 4:15 pm

    Achei a cara do trabalho anterior de Meyers, “Alguém Tem Que Ceder”. Como curti muito o primeiro, posso dizer que achei este legal, me fez rir por diversas vezes, e sim, tem um desfecho interessante. É o que podemos esperar de longas deste gênero. Recomendável enquanto passatempo.
    Um beijo! 🙂

    Responder
    • 12. Kamila  |  março 5, 2010 às 11:41 pm

      Vinícius, realmente, algumas cenas são totalmente constrangedoras. E eu também dei ótimas risadas.

      Jenson, vale pela protagonista e pelos coadjuvantes também! Tudo bem, obrigada. E com você?

      Weiner, não achei a cara de “Alguém Tem Que Ceder”. E eu adorei esse filme, ri muito e gostei bastante do final. Beijo!

      Responder
  • 13. Cassiano  |  março 4, 2010 às 7:40 pm

    Quero muito ver esse filme, as comédias da Nancy me atraem para uma sessão pipoca!

    Responder
  • 14. Otavio Almeida  |  março 4, 2010 às 9:41 pm

    Meryl Streep é foda! Depois de “Julie & Julia” e “Simplesmente Complicado”, eu REALMENTE acredito que ela é uma ótima cozinheira!

    E gosto da Nancy Meyers!

    Bjs!

    Responder
  • 15. Raphael Camacho  |  março 5, 2010 às 6:28 am

    Eu achei que esse filme poderia ter sido melhor. Quando termina, me passa na cabeça que a ideia da trama(que é muito boa) poderia ter sido melhor elaborada.

    Parabéns pelo blog Kamila.

    O site onde colaboro, cinedica, vai fazer um chat ao vivo a partir das 21 hrs no dia do oscar(domingo agora). Você está convidada. Se der, vê se aparece lá para debater a cerimônia com a gente.

    Grande abraço, Raphael

    Responder
    • 16. Kamila  |  março 5, 2010 às 11:46 pm

      Cassiano, assista, então, a este filme, que você verá uma ótima sessão pipoca!

      Otavio, a Meryl é a Meryl. É foda mesmo! Também gosto da Nancy! Beijos!

      Raphael, eu discordo de você. Obrigada pela visita e pelo comentário! Abraço!

      Responder
  • 17. Rafael Carvalho  |  março 5, 2010 às 2:11 pm

    Eu tenho um medo enorme desse filme, me parece aqele tipo de comédia boba que tenta se vender com grandes nomes no elenco. Mas veremos. Pelo menos tem a presença luminosa da Streep, o que já é uma coisa boa.

    Responder
  • 18. Dewonny  |  março 5, 2010 às 3:56 pm

    Oi Kamila, a quanto tempo!
    Estava sumido, mas agora estou de volta..rs..
    Gostei desse aí, mas um pouco menos q vc, a Meryl está adorável, ela leva o filme nas costas, por causa dela já valeu muito a pena, é um bom filme pra desopilar…nota 6.5!
    Bjo! Diego!

    Responder
  • 19. Romeika  |  março 5, 2010 às 8:15 pm

    Dei boas risadas com o filme, e gostei da “reviravoltazinha” do final, ate original comparada a conclusao de outras comedias do tipo… E Meryl Streep sempre entrega uma boa atuacao.

    Responder
    • 20. Kamila  |  março 5, 2010 às 11:47 pm

      Rafael C., eu, se fosse você, não teria medo desse filme. Você irá se divertir se encará-lo.

      Diego, seja bem-vindo de volta! Eu adorei esse filme, como percebeu! Beijo!

      Romeika, eu concordo com você!

      Responder
  • 21. Leonardo Knox  |  março 5, 2010 às 10:31 pm

    Gosto muito do jeito que Nancy Meyers aborda esses assuntos. E eu acho esse aí melhor que o “Alguém Tem que Ceder”. (:

    Responder
    • 22. Kamila  |  março 5, 2010 às 11:47 pm

      Leonardo, também achei esse aqui melhor do que “Alguém tem que Ceder”.

      Responder
  • 23. Wally  |  março 6, 2010 às 5:06 pm

    Até gostei, mas bem menos. Achei arrumadinho demais, e por vezes muito artificial. Mas muitas piadas funcionam e Meryl está sensacional – ao lado de Baldwin, ótimo.

    Nota 6,0

    Responder
    • 24. Kamila  |  março 7, 2010 às 12:55 am

      Wally, não achei este filme artificial. Pelo contrário!

      Responder
  • 25. Mayara Bastos  |  março 7, 2010 às 1:12 pm

    Achei o trailer bobinho, mas veria somente pela Meryl. Mas agora, me animei mais para conferir este filme.

    Beijos! 😉

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,349 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: