Lua Nova

dezembro 8, 2009 at 11:18 pm 35 comentários

A trama do filme “Crepúsculo”, da diretora Catherine Hardwicke, se apoiava em uma premissa que acabou causando uma empatia enorme nas plateias de todo o mundo. Nela, acompanhávamos o encontro definitivo entre dois jovens chamados Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson), os quais se apaixonavam perdidamente um pelo outro, apesar da diferença que os separava: ela é uma simples mortal, enquanto ele é um vampiro imortal. Nesse sentido, o roteiro de “Lua Nova”, sequência dirigida por Chris Weitz, funciona como um ponto de virada para esta história – uma vez que, na maior parte dos 130 minutos do filme, assistimos a como a vida de Bella se desenha a partir do momento em que Edward decide sair de seu caminho. 

Tal situação pode frustrar os fãs do primeiro filme e que esperavam ver mais momentos fofos entre o casal, porém, como obra cinematográfica, “Lua Nova” só tem a ganhar com a separação do casal central, pois é a partir dela que entramos em contato com um personagem que vai se tornar importantíssimo para esta saga. Jacob Black (Taylor Lautner) é o jovem que aparece em poucas cenas de “Crepúsculo”, mas que, aqui, volta bem mais crescido e musculoso – suas aparições sem camisa, com certeza, deixam as meninas sem fôlego. Está claro, desde o primeiro filme, que Jacob possui um carinho especial por Bella e, na ausência de Edward, ele vai conquistar seu espaço dentro do coração da garota, passando a ser uma das pessoas mais importantes da vida dela. 

Portanto, um dos maiores trunfos do livro de Stephenie Meyer e da adaptação escrita por Melissa Rosenberg é fazer com que, assim como aconteceu com Bella, Jacob também conquiste a nossa admiração e respeito – muito em parte, diga-se de passagem por causa de Taylor Lautner, um ator esforçado e carismático e que se destaca no meio de um elenco jovem com performances bem apáticas. A função do personagem nesta história, aliás, está mais que clara para todos nós: na medida em que o destino de Bella se mostra cada vez mais traçado e definitivo rumo a uma vida como vampira ao lado de Edward, Jacob existe para revelá-la a possibilidade de vida normal, como uma jovem qualquer de 18 anos, disposta a viver as aventuras e as experiências típicas dessa idade, sem se preocupar com questões sérias, como o conflito com Victoria (Rachelle Lefevre, que será substituída, no próximo filme, por Bryce Dallas Howard) ou a obscuridade do clã dos Vulturi (o qual é liderado pelo personagem de Michael Sheen). 

“Lua Nova” é um filme que, assim como a obra literária que o originou, mostra a evolução da história de Bella Swan. Na sequência, temos um roteiro que condensa bem os bons momentos do livro, que é bem eficiente no desenho do triângulo amoroso que se desenha entre Bella, Edward e Jacob e, principalmente, na mostra do que diferencia os dois candidatos a príncipe encantado da mocinha. Não custa nada ter também um diretor como Chris Weitz, o qual é extremamente técnico, no comando do longa. O resultado é que “Lua Nova” é um filme mais bem lapidado do que “Crepúsculo” e que nos mostra, ainda mais fortemente que o primeiro filme, que nada mais será como antes no mundo de Bella Swan. 

Cotação: 8,0

Lua Nova (The Twilight Saga: New Moon, 2009)
Diretor: Chris Weitz
Roteiro: Melissa Rosenberg (com base no livro de Stephenie Meyer)
Elenco: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Ashley Greene, Peter Facinelli, Elizabeth Reaser, Kellan Lutz, Nikki Reed, Jackson Rathbone, Billy Burke, Rachelle Lefevre, Michael Sheen, Dakota Fanning

Entry filed under: Cinema.

Sinédoque, Nova York A Erva do Rato

35 Comentários Add your own

  • 1. Cleber Eldridge  |  dezembro 8, 2009 às 11:20 pm

    OK KAMILA POR ESTÁ EU JAMAIS ESPERAVA! rs …

    Responder
    • 2. Kamila  |  dezembro 8, 2009 às 11:23 pm

      Cleber, o que foi que eu fiz????

      Responder
  • 3. Bruno Gonçalves  |  dezembro 9, 2009 às 12:01 am

    Eu assisti e achei melhor que o primeiro, mas mesmo assim não faz meu genero de filmes 😛

    Responder
    • 4. Kamila  |  dezembro 9, 2009 às 12:58 am

      Bruno, eu ainda prefiro o primeiro filme, mas é óbvio que “Lua Nova” é um longa muito mais bem acabado e competente!

      Responder
  • 5. Vinícius P.  |  dezembro 9, 2009 às 1:05 am

    Esse eu ainda preciso ver, mas ao menos é interessante ver uma opinião positiva a respeito do longa – já que só vi ataques à produção até agora.

    Responder
    • 6. Kamila  |  dezembro 9, 2009 às 2:25 am

      Vinícius, é porque atacar esse filme virou moda. rsrsrsrs

      Responder
  • 7. Rafael Moreira  |  dezembro 9, 2009 às 2:43 am

    Hey, o filme é legal, bem melhor q o primeiro. Mas as atuações de Kristen Stewart e Robert Pattinson me incomodaram bastante. Acho que os Volturi salvaram o filme, como eu esperava. Bjs!

    Responder
  • 8. Rogerio  |  dezembro 9, 2009 às 1:30 pm

    Eu nao vi o primeiro filme, pq realmente nao me agrada o genero.
    Me assustou um pouco tambem a quantidade de adolescentes na fila dessa segunda etapa.Nada contra, mas algo me diz que nao vou curtir.

    Responder
  • 9. TAYMARACASTRODEMELLO  |  dezembro 9, 2009 às 2:45 pm

    ♥ eu amo o robhert petteson e lindo gato e seu papel no filme realsa mais ainda a sua belezaaa ♥•
    LINDO TEAMO

    Responder
    • 10. Kamila  |  dezembro 9, 2009 às 11:43 pm

      Rafael M., os Volturi pouco apareceram. Para mim, quem acabou salvando esse filme foi o Taylor Lautner. Beijos!

      Rogerio, esse filme é para adolescentes, principalmente. Mas, eu não faço parte do público-alvo do filme e acabei adorando “Lua Nova”.

      Taymara, o Robert é lindo mesmo!

      Responder
  • 11. TAYMARACASTRODEMELLO  |  dezembro 9, 2009 às 2:46 pm

    ♥♥♥[red]

    Responder
  • 12. Reinaldo Matheus Glioche  |  dezembro 9, 2009 às 3:25 pm

    Concordo com suas observações Ka. Principalmente quando diz que Lautnet é quem se destaca em relação ao apático elenco. Ironia que era justamente ele quem perigava não voltar para o segundo filme…

    Tb apreciei o conflito estabelecido entre os pretendentes de bella. Sobre a representatividade de cada um para a vida dela, como vc bem observou. Contudo, mesmo dentro desse contexto, Lua nova ainda é um filme problemático, embora superior a Crepúsculo.

    Bjs

    Responder
  • 13. Amanda Aouad  |  dezembro 9, 2009 às 5:41 pm

    É verdade, atacar virou moda, mas pelo que vi do primeiro filme, que achei fraco, a saga me desinteressou completamente. Mas, ainda pretendo ver um dia.

    Responder
  • 14. Alexandre  |  dezembro 9, 2009 às 6:52 pm

    Atacar sem ver virou moda rsrs , aliás não só com esse filme mais com qualquer produção que faz algum sucesso, em especial se ele o faz em nichos que não são os “nerds-intelectuais”. Lembra da propaganda negativa e a cara de nojo com os “Dois Fio do Chico”. Igualzinho …

    Bom, eu vi o primeiro filme e apesar de não ter achado a última bolacha do pacote, não achei o lixo total que meio mundo pintou. O segundo eu ainda não vi, mais tenho testemunhas (que por coincidencia já comentou nesse mesmo post rsrs) que me garantiu que é melhor que o primeiro.

    Quando ver, talvez até resenhe rsrsrs.

    Responder
    • 15. Kamila  |  dezembro 9, 2009 às 11:47 pm

      Reinaldo, mas a questão é justamente essa. Como estava ameaçado, Lautner teve que se esforçar, mostrar serviço e cumpriu bem demais seu papel. O filme se mostra problemático a partir do momento em que Edward volta a aparecer e Jacob some do mapa sem explicação. Beijos!

      Amanda, pelo menos você demonstra vontade de ver o filme, ao contrário da maioria das pessoas que atacam esta série.

      Alexandre, exatamente!! O primeiro filme não é lixo! O segundo é levemente melhor, mas carece de algo que o primeiro filme tinha: aquele frescor da paixão!

      Responder
  • 16. Otavio Almeida  |  dezembro 9, 2009 às 8:03 pm

    Vixi… Acho que você não vai gostar do meu texto… Não é pessoal, ok?

    Beijinhos!

    Responder
  • 17. Weiner  |  dezembro 9, 2009 às 10:57 pm

    Pois é, Kamila! Que fique claro: eu realmente não sou fã de romances, mas “Crepúsculo” trabalhou tão o amor entre Edward e Bella que me conquistou; agora, “Lua Nova” é repelto de pura ação e “hollywoodianismo” que fatalmente me deu um banho gelado. Não digo que detestei, mas ficou muito a desejar.
    Um beijo e boa noite!

    Responder
    • 18. Kamila  |  dezembro 9, 2009 às 11:49 pm

      Otavio, por quê não iria gostar de seu texto sobre este filme?? Se for uma crítica bem fundamentada, está OK pra mim! Beijos!

      Weiner, exatamente! Isso me conquistou também no primeiro filme. E acho que foi justamente este elemento que ficou em falta nesta continuação! Beijo e boa noite!

      Responder
  • 19. Samantha  |  dezembro 9, 2009 às 11:51 pm

    Concordo plenamente com você com relação a dois pontos: Taylor Lautner, que, embora limitado, realmente se destaca em meio àquelas atuações constrangedoras (Robert Pattinson é fraquíssimo, e acho que sua pouca participação contribuiu para a evolução do longa com relação a Crepúsculo, até porque o próprio Edward é maçante); e o roteiro, que soube aproveitar as melhores partes do livro, cujo grande defeito são as infindáveis páginas descrevendo incansavelmente a depressão de Bella. Mas, de qualidade, só vejo isso mesmo, tirando o avanço de alguns aspectos técnicos. Enfim. Achei bem melhor que o primeiro (que eu detesto profundamente), embora ainda o considere bem fraquinho em função de inúmeros motivos. Daria, no máximo, um 5,5.

    Seus textos são bem fluidos, ótimos de se ler. =)

    Responder
    • 20. Kamila  |  dezembro 10, 2009 às 2:56 am

      Samantha, o Robert é fraco mesmo! Concordo. Adorei, por exemplo, a maneira como eles retrataram a fase deprê de Bella. Aquele plano sequência funcionou super bem! Obrigada pelo elogio final! 🙂

      Responder
  • 21. Wally  |  dezembro 10, 2009 às 8:19 am

    Gostei do filme como gostei do primeiro. Achei a inserção de Jacob bem realizada, ao contrário do que eu esperava. Só odiei o utilizo dos lobisomens, os diálogos patéticos e o roteiro frívolo. Mas gosto do elenco (exceção de Pattinson) e gostei do que o diretor realizou com o melodrama.

    Nota 7.0

    Responder
  • 22. Rafael Carvalho  |  dezembro 10, 2009 às 8:39 pm

    É, as opiniões negativas sobre o filme são realmente massivas, mas você parece que é fã do material original, Kamila. Ou não? Eu ainda preciso ver, mas sem muita empolgação.

    Responder
    • 23. Kamila  |  dezembro 10, 2009 às 11:46 pm

      Wally, os lobisomens vão crescer mais no próximo filme. O roteiro é água com açucar mesmo, então não me decepciona!

      Rafael C., eu sou fã do material original, sim. Apesar de achar este um dos mais fracos dos quatro livros.

      Responder
  • 24. Paloma  |  dezembro 11, 2009 às 1:57 pm

    Nossa eu amei o filme…pra quem é fã valeu demais a espera. Pra mim como fã ficou perfeito até mesmo as cenas que não existiam no livro e foram encaixadas no filme, a trilha sonora, as atuações dos atores melhoraram, os efeitos especiais estão bem melhores (agora sim o Edward bilha ao Sol kkkkk), a fotografia to filme ta linda tambem, ta tudo muito lindooooo. Resumindo M A R A V I L H O S O!!!!!!…

    beijos

    Responder
  • 25. Rodrigo  |  dezembro 11, 2009 às 3:35 pm

    Achei levemente melhor que o primeiro, mas é ruim igual. Robert Pattinson encanta pelo charme, mas sua atuação convence ninguém. O filme dá voltas e voltas para acabar no mesmo lugar, ela amando ele, com o Jacob de fora. Não li o livro, mas acho que o erro já vem da obra original, ou foi um equívoco enorme do roteirista. Adoro o Michael Sheen e ele só me aparece em menos de 10 minutos. Única pessoa realmente boa no elenco e eles não aproveitam. Dakota Fanning sem comentários. Tecnicamente , Lua Nova é melhor que Crepúsculo e acho que isso já vale muita coisa.

    Nota – 4

    Responder
  • 26. Luis Galvão  |  dezembro 11, 2009 às 4:52 pm

    Sempre é bom alguém que mostra aspectos positivos de um longa que, para mim, é feito para lucrar. Isso me deixa mais a vontade para assitir, coisa que devo fazer por esses dias.

    Responder
    • 27. Kamila  |  dezembro 11, 2009 às 10:49 pm

      Paloma, concordo! Beijos!

      Rodrigo, o livro é assim mesmo! A transposição conseguiu até modificar algumas coisas. O Michael Sheen foi mal explorado, mas ele tem mais destaque no próximo filme, assim como Dakota Fanning.

      Luís, obrigada!

      Responder
  • 28. cineamador  |  dezembro 11, 2009 às 5:59 pm

    Acabo de criar ânimo e baixei “Crepusculo” para assistir. Assim que terminar de assisti-lo, pularei para “Lua Nova” e venho comentar. Bons Filmes!!!

    Responder
    • 29. Kamila  |  dezembro 11, 2009 às 10:49 pm

      cineamador, eu adoro os dois filmes e espero que goste.

      Responder
  • 30. Bruno Soares  |  dezembro 12, 2009 às 12:52 am

    hmm.. eu não gostei do 1º. vou ver em dvd pois gosto da stewart e quero ver essa evolução da personagem. bjs!

    Responder
    • 31. Kamila  |  dezembro 12, 2009 às 4:57 pm

      Bruno, a evolução da personagem é que é o mais legal, nesse filme, junto com a introdução do Jacob. Beijos!

      Responder
  • […] Azevedo CINÉFILA POR NATUREZA “Temos um roteiro que condensa bem os bons momentos do livro, o qual é bem eficiente no […]

    Responder
  • 33. Mayara Bastos  |  dezembro 12, 2009 às 11:53 pm

    “Lua Nova” foi o que eu esperava, por o livro ter uma premissa mais, digamos, madura que o anterior. Mas acabou se saindo melhor em quesitos de produção. È um bom filme. Que venha “Eclipse”, rs.

    Beijos! 😉

    Responder
  • 34. Dewonny  |  dezembro 15, 2009 às 4:13 pm

    Ainda ñ vi esse, mas o primeiro eu já achei uma baita porcaria o tal do crepúsculo, eita troço bem ruim aquilo, o pior filme q vi no ano, esse segundo só pelo trailer já percebe-se q é pior ainda, portanto, deixarei pra ver mais pra frente, minha cota de bobagens esse ano já está esgotada com essa série q ñ precisava existir…e ainda vai ter mais disso..puts..rs..
    Bjo! Diego!

    Responder
  • 35. bárbara  |  dezembro 15, 2009 às 8:32 pm

    Nossa , eu fui assistir esse filme no sábado , depois da estréia. Eu cheguei lá às 15 horas e só consegui a sessão das 17 (lotada ). A decepção foi ver o filme dublado , PÉSSIMO ! Eu não gostei da atuação da Kristen, achei bem ruinziinha .

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: