Quatro Amigas e um Jeans Viajante 2

dezembro 1, 2009 at 9:53 pm 31 comentários

O filme “Quatro Amigas e um Jeans Viajante”, do diretor Ken Kwapis, se apoiava numa premissa bastante básica: a de que quatro amigas, na iminência da separação, pois cada uma estava terminando o colegial e iria seguir seu próprio caminho em faculdades diferentes, faziam um pacto de se manterem unidas para sempre durante as férias de verão. Neste período, as amigas se encontravam ligadas não só pelo pensamento, mas também pelo uso de uma mesma calça jeans, a qual rodava o mundo vivendo aventuras ao lado de suas quatro donas. 

A continuação “Quatro Amigas e um Jeans Viajante 2”, da diretora Sanaa Hamri, nos coloca novamente diante das jovens Tibby (Amber Tamblyn), Lena (Alexis Bledel), Carmen (America Ferrera) e Bridget (Blake Lively). Três anos se passaram desde que as encontramos pela última vez, então, apesar de elas manterem o mesmo pacto de sempre, a gente percebe que a distância afetou a ligação que elas tinham e, em consequência disso, a amizade ficou um pouco diferente – apesar de elas manterem o mesmo carinho de sempre uma pela outra e aquela certeza, bem no íntimo, de que elas estão ali para o que der e vier, independente do que acontecer. 

Como aconteceu no primeiro filme, o roteiro é muito generoso no sentido de oferecer às quatro jovens atrizes material suficiente para que as subtramas envolvendo suas personagens consigam prender a nossa atenção. Entretanto, os conflitos que elas vivem são praticamente os mesmos do primeiro longa. Libby continua às voltas com o medo dela de se entregar à felicidade e às pessoas que entram em sua vida. Carmen continua lidando com mudanças ao seu redor. Lena continua com seus desencontros amorosos. Bridget também continua passando pelos mesmos problemas familiares. A calça jeans, agora, coitada, é que sofre com o desdém de suas quatro donas. 

Como dá para perceber, originalidade não é o forte desta continuação. Também não ajuda muito ver uma America Ferrera claramente desestimulada em tela – reza a lenda que ela só fez este filme por causa de obrigações contratuais. O que chega a ser impressionante é tentar compreender como este material fraco conseguiu atrair atores do porte de uma Shohreh Aghdashloo e Blythe Danner – e, pior, em papeis em que elas são totalmente desperdiçadas. Para nossa sorte, aparentemente, este é o último filme da série, uma vez que as tramas parecem chegar a uma conclusão. 

Cotação: 2,0

Quatro Amigas e um Jeans Viajante 2 (The Sisterhood of the Traveling Pants 2, 2008)
Diretora: Sanaa Hamri
Roteiro: Elizabeth Chandler (com base no livro de Ann Brashares)
Elenco: Amber Tamblyn, Alexis Bledel, America Ferrera, Blake Lively, Rachel Nichols, Rachel Ticotin, Shohreh Aghdashloo, Blythe Danner

Entry filed under: TV.

Max Payne 2012

31 Comentários Add your own

  • 1. Luis Galvão  |  dezembro 1, 2009 às 10:08 pm

    Vou confessar que eu estou adorando a Blake em Gossip, e acho que ela tem potencial sim. Vamos vê naquele outro filme de Pippa Lee ela entra mesmo nessa onda de cinema.
    O primeiro desse eu assitir sem esperanças, e até gostei. Já esse foi decepção total mesmo. Mas não se pode negar: que elenco!

    Responder
    • 2. Kamila  |  dezembro 1, 2009 às 10:10 pm

      Luís, eu não gosto da Serena e acho a Blake enjoada DEMAIS! Mas, ela está sabendo aproveitar as oportunidades que está tendo no cinema.

      Responder
  • 3. Cleber Eldridge  |  dezembro 1, 2009 às 11:07 pm

    O primeiro já não havia me agradado tanto, nem tentarei ver este!

    Responder
    • 4. Kamila  |  dezembro 1, 2009 às 11:27 pm

      Cleber, você faz certo. Se não gostou do primeiro filme, nem vai gostar desse.

      Responder
  • 5. Carol  |  dezembro 2, 2009 às 12:13 am

    Oi, Kamila! =)
    Como você está???
    Bom, nem vi o primeiro filme direito e devo passar longe da continuação já que estou com outros filmes na lista de espera.
    O que vejo é Serena, Rory e Betty! rsrsrs
    Beijos!!!

    Responder
  • 6. Luís  |  dezembro 2, 2009 às 12:22 am

    As pessoas sempre comentam que o primeiro filme é simpático. Eu gostaria de vê-lo, porque o título é meio inusitado e chamou minha atenção. Mas algo me faz crer que seja um filminho bobo, sem muito entretenimento ou desenvolvimento. Pelo que você escreveu sobre o primeiro, talvez eu o veja…
    E eu não entendo por que gostam tanto de continuações! Sabem que dificilmente elas ficam à altura do filme original, então, por que insistir nelas?!

    Responder
    • 7. Kamila  |  dezembro 2, 2009 às 12:47 am

      Carol, eu tô bem, e você??? Eu vejo Serena, Rory, Betty e Joan! 🙂

      Luís, o primeiro filme é simpático, mas nada além disso. O segundo filme também é simpático, mas, se comparado ao primeio, algo se perdeu.

      Responder
  • 8. Reinaldo Matheus Glioche  |  dezembro 2, 2009 às 12:47 am

    Tô como Cleber, não gostei do primeiro filme. E a julgar pela sua critica e, pelo conselho que deu a ele, não devo correr o risco de assitir o segundo.
    bjs Ka

    Responder
  • 9. Kamila  |  dezembro 2, 2009 às 12:48 am

    Reinaldo, nem corra, especialmente se não gostou do primeiro. Beijos!

    Responder
  • 10. Otavio Almeida  |  dezembro 2, 2009 às 1:12 am

    É. É fraquinho mesmo. Mas é melhor que MAX PAYNE… 😉 Bjs!

    Responder
    • 11. Kamila  |  dezembro 2, 2009 às 1:36 am

      Otavio, é um filme que não traz nada de novo. Pelo menos, “Max Payne” tem o visual! Beijos!

      Responder
  • 12. bruno Soares  |  dezembro 2, 2009 às 1:42 am

    kamila, não subestimemos a obsessão de Hollywood por trilogias, hein? 😀

    bjs!

    Responder
  • 13. Jeniss Walker  |  dezembro 2, 2009 às 3:57 am

    e pensar que o 1° desse era até bonzinn… continuação bem inútil essa, Ka.
    abraço 🙂

    Responder
  • 14. Wally  |  dezembro 2, 2009 às 5:11 am

    Hummm… acho que você foi meio dura, rsrsrs. Gosto do filme. É falho e bastante irregular, mas a ternura dele me conquistou (como ocorreu com o primeiro).

    Nota 7.0

    Responder
    • 15. Kamila  |  dezembro 2, 2009 às 10:47 pm

      Bruno S., nesse caso, acho que não devemos nos preocupar. rsrsrsrs Beijos!

      Jeniss, totalmente inútil! Abraço!

      Wally, não achei tenro esse filme. Achei decepcionante. Esperava ver uma evolução na trama e não foi o que aconteceu.

      Responder
  • 16. Alyson  |  dezembro 2, 2009 às 11:37 am

    Via sempre o primeiro passando pelo Cinemax, mas nunca me atraiu para assistir, pelas críticos ou até mesmo pelos qualidades que diziam ter não me cativarem tanto. Provavelmente não verei nem o um e muito menos o 2 com essa nota. Beijos!

    Responder
  • 17. Priscilla  |  dezembro 2, 2009 às 11:50 am

    Ahhh, esse eu vi!rsrs
    Vi e também não gostei….pra mim, a história termina do mesmo jeito que começa….foi ridículo o desaparecimento da calça e mais ridículo ainda foi elas não a terem encontrado e isso ter ficado por isso mesmo….não gostei!

    Gostei do comentário acima….Serena, rory, ugly Betty e Joan of Arcadia…..galera tá ligada nas séries!rsrs

    bjooo

    p.s.:Atticus é nosso herói!!:)

    Responder
  • 18. Vinícius P.  |  dezembro 2, 2009 às 2:09 pm

    Não vi o primeiro, por isso não tenho a mínima curiosidade em relação a essa sequência – a não ser pelo fato de trazer algumas boas atrizes do mundo das séries, em especial a Ferrera.

    Responder
    • 19. Kamila  |  dezembro 2, 2009 às 10:49 pm

      Alyson, não acho que faz o estilo de muita gente esses dois filmes, então! Beijos!

      Priscilla, exatamente!!! A história termina do jeito que começa! Beijo!

      Vinícius, eu só assisti mesmo porque gosto de America, Alexis e Amber.

      Responder
  • 20. Cassiano  |  dezembro 2, 2009 às 2:37 pm

    Q filme C é esse Kamila? Jeans viajantes?

    Responder
  • 21. João Paulo Rodrigues  |  dezembro 2, 2009 às 5:32 pm

    Vixi … continuação EPIC FAIL …
    Beijinhos

    Responder
    • 22. Kamila  |  dezembro 2, 2009 às 10:50 pm

      Cassiano, esses são filmes para meninas! Não é pra você! rsrssrsrsr

      João Paulo, não é um EPIC FAIL! rsrsrsrsrsrs Chega perto, mas não é! Beijos!

      Responder
  • 23. Romeika  |  dezembro 3, 2009 às 5:03 pm

    Eu nao vi o primeiro filme (nem tenho vontade), mas estou chocada em ver o nome das atrizes mencionadas ao fim do texto num projeto, que pela nota e descricao, eh pessimo. Que desperdicio! E imagino que America Ferrera fez soh por obrigacoes contratuais..

    Responder
    • 24. Kamila  |  dezembro 4, 2009 às 1:15 pm

      Romeika, ela só fez mesmo o filme por obrigações contratuais. Ela fez todo o filme na maior má vontade. Tá na cara dela!

      Responder
  • 25. Mayara Bastos  |  dezembro 5, 2009 às 1:00 pm

    UAU! Que pena! Gostei muito do primeiro, mas também verei sem pressa este…

    Beijos!

    Responder
  • 26. barbara  |  dezembro 6, 2009 às 9:30 pm

    eei, já faz tempo qe não venho aqui .
    Nossa achei bem fraco o filme .Não bastou um filme ruim. Eles tinham qe fazer dois ! HAHA
    achei digna a nora pra ele. Ah, vse assisti Gossip Girl ? Eu não gosto muito da Serena não. Acho a atriz um pouco sem sal .
    bejo.

    Responder
    • 27. Kamila  |  dezembro 7, 2009 às 10:42 pm

      Mayara, eu também gostei do primeiro, mas esse aí não é legal! Beijos!

      Barbara, eu odeio a Serena! rsrsrs Beijo!

      Responder
  • 28. Mandy  |  dezembro 17, 2009 às 1:05 am

    O 1 foi MUITO melhor… serio mesmo rpefiro ver Mamma Mia, pensando na Grécia ahuashsa

    Responder
  • 29. Kamila  |  dezembro 17, 2009 às 1:10 am

    Mandy, concordo nas duas partes!

    Responder
  • 30. Daniel BS  |  agosto 7, 2011 às 3:56 am

    Kamila em certa parte tua crítica está certa. Mas para fazer o que você faz, tem que analisar muito bem o filme, pois sua opinião vai afetar não somente a si própria e sim a outras pessoas também. O primeiro filme foi meio sem graça, embora cativasse com certeza, mas o tema central foi fraco, a continuação não fez muito sucesso porque o roteiro do primeiro não deu esperança para isto, tanto que muitos desconhecem que existe uma continuação. Esta sequência me chamou mais atenção, por que fugiu um pouco do tema central, não é uma replica do primeiro, apresenta algumas novidades, não muitas, mas os temas discutidos são bem mais adultos e elas estão no mundo real e não em uma fantasia como mostra no primeiro. Mas analisando em um conjunto, o objetivo do primeiro é representar a futilidade do começo da adolescência e já o segundo mostra mais a transição da adolescência para a fase adulta.
    Não se ofenda com meu comentário, considere uma critica construtiva.

    Responder
    • 31. Kamila  |  agosto 7, 2011 às 10:08 pm

      Daniel, por favor, não me ofendo com comentários postados aqui, especialmente quando eles mostram pontos interessantes, caso do seu. Sinta-se à vontade para participar das discussões no site, sempre que quiser.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: