17 Outra Vez

julho 28, 2009 at 1:48 am 27 comentários

Em 1989, quanto tinha 17 anos, Mike O’Donnell (Zac Efron) tinha o mundo aos seus pés. Astro do time de basquete da escola, o adolescente estava naquela fase em que os olheiros das faculdades norte-americanas vinham assistir aos seus jogos. Se um deles se encantasse por ele, o que era provável de acontecer, uma vez que Mike é um talentoso jogador, todo o futuro dele estaria definido: participar das ligas universitárias, estudar em uma boa faculdade e, quem sabe, seguir carreira como atleta profissional. 

Entretanto, Mike não contava com os desígnios da própria vida. Naquela que seria a noite mais importante de sua existência, a namorada Scarlett (Allison Miller) anuncia que está grávida. Como jovem responsável e consciente que era, Mike abandona a oportunidade de ser um jogador de basquete, se casa e, vinte anos depois, é a figura frustrada interpretada por Matthew Perry (o eterno Chandler Bing, do seriado “Friends”) – um homem preso a um emprego que odeia e cuja vida familiar está em ruínas, afinal ele está prestes a se divorciar de Scarlett (agora interpretada por Leslie Mann, a qual é muito mal aproveitada no filme) e mal conhece os dois filhos (Sterling Knight e Michelle Trachtenberg). 

A trama de “17 Outra Vez”, comédia de Burr Steers, se apoia numa simples – porém complicada – questão: se você tivesse a chance de fazer tudo de novo, mudaria algo? Mike O’Donnell terá essa oportunidade. Ele se verá novamente com 17 anos, no mesmo colégio, fazendo as mesmas coisas. Entretanto, Mike logo perceberá que, sua presença ali, é resultado de muito mais do que o desejo de modificar o que ocorreu no passado. Ele voltou a ser jovem para influenciar o seu presente e, consequentemente, futuro – uma vez que ele tem a chance de se relacionar com seus filhos de uma outra forma e de ver a sua esposa com outros olhos. 

Tal ideia não é algo original no cinema. Já vimos situações parecidas com essas em filmes como “Quero Ser Grande”, “Sexta-Feira Muito Louca” e “De Repente 30”. Em todas essas obras – e este é mais um detalhe compartilhado por “17 Outra Vez” –, a personagem principal passa por todo esse “transtorno” porque precisa aprender algo, porque tem a necessidade de fazer mudanças profundas em sua vida. O grande problema de “17 Outra Vez” é que tudo nos é apresentado de forma superficial pelo roteiro cheio de furos escrito por Jason Filardi. O filme acaba valendo pelos momentos nonsense – especialmente os protagonizados por Thomas Lennon, que rouba a cena.

Cotação: 4,0

17 Outra Vez (17 Again, 2009)
Diretor: Burr Steers
Roteiro: Jason Filardi
Elenco: Zac Efron, Leslie Mann, Thomas Lennon, Matthew Perry, Allison Miller, Sterling Knight, Michelle Trachtenberg, Hunter Parrish, Melora Hardin

Entry filed under: Cinema.

Cena da Semana Ressaca de Amor

27 Comentários Add your own

  • 1. Pedro Henrique  |  julho 28, 2009 às 2:36 am

    Esse eu não vou encarar, mas eu quero saber o que você acho de Inimigos Públicos, se o viu é claro…

    Abraço, Kamila!

    Responder
  • 2. •. Cℓєвєя! .  |  julho 28, 2009 às 2:47 am

    Muito do mesmo tem sido feito no cinema, com uma frequencia ainda maior.

    Responder
    • 3. Kamila  |  julho 28, 2009 às 3:16 am

      Pedro, pretendo assistir “Inimigos Públicos” amanhã, aí te digo o que acho. Abraço!

      Cleber, exatamente.

      Responder
  • 4. Mandy  |  julho 28, 2009 às 5:14 am

    O que foi que você achou furo?

    Responder
  • 5. Vinícius P.  |  julho 28, 2009 às 6:02 am

    Tirando “Hairspray”, no qual o Zac Efron está até simpático, não gosto de nenhuma outra performance do ator, até mesmo em outras áreas – nem um cantor razoável ele é. Portanto não tenho a mínima curiosidade de ver esse filme, até mesmo pelo tema mais do que batido…

    Responder
  • 6. Brenno Bezerra  |  julho 28, 2009 às 1:04 pm

    NÃO FIQUEI DESLUMBRADO, MAS NÃO ME ARREPENDI E CONFESSO QUE ASSITIRIA MAIS E MAIS VEZES SEM NENHUM PROBLEMA, DA MESMA FORMA QUE SEMPRE ASSISTO “DE REPENTE 30” hehehehe

    BEIJOS

    Responder
    • 7. Kamila  |  julho 29, 2009 às 1:40 am

      Mandy, tinham situações absurdas de roteiro, especialmente na traminha que se desenvolve no colégio.

      Vinícius, eu não gosto do Zac Efron. E só assisti a este filme para prestigiar o meu querido Matthew Perry.

      Brenno, eu também assistiria a este filme mais vezes, sempre de forma descompromissada. 🙂 Beijos!

      Responder
  • 8. Paulo Montanaro  |  julho 28, 2009 às 2:31 pm

    Olá Kamila,

    Ainda não vi esse filme. Quando vi a sinopse, percebi que seria mais uma forma de se fazer um filme com a temática, sempre buscando a lição no final. Gosto muito de “Quero ser grande”, e adoro “De Repente 30”, mas acho que esse “mais do mesmo” acabou me afastando a vontade de ver o filme. Com o seu comentário, acredito que o filme não acrescenta muita coisa mesmo.

    Valew pelas dicas.
    Há braços
    Paulo

    Responder
  • 9. Matheus  |  julho 28, 2009 às 3:36 pm

    Kamila, “17 Outra Vez” não tem nada especial mesmo. Mas eu não achei tão ruim, achei bem assistível até =)

    Responder
  • 10. Bruno Pongas  |  julho 28, 2009 às 4:46 pm

    Era de se esperar que Zach Effron fazendo um papel de um cara mais velho seria um fiasco!

    Responder
    • 11. Kamila  |  julho 29, 2009 às 1:43 am

      Paulo, o filme não acrescenta mesmo em nada aos outros longas desse estilo que conhecemos. Abraços!

      Matheus, eu não achei o filme ruim. Eu ri com a parte nonsense e até assistiria-o novamente. 🙂

      Bruno, mas ele é um velho no corpo de um jovem. 🙂

      Responder
  • 12. altieresmachado  |  julho 28, 2009 às 4:54 pm

    Olá Kamila

    Sei que este não deve ser um primôr de filme, mas quero muito conferir, pelo menos para dar algumas risadas. Ontem, por exemplo, uma amiga minha conferiu e disse para eu assistir pq é muito legal. SÓ CONFERINDO PRA SABER!

    Bjos e até mais.

    Responder
  • 13. Otavio Almeida  |  julho 28, 2009 às 6:16 pm

    Pequena, acho que só vou ver esse na Tela Quente. Nem mesmo em DVD, viu…

    Bjs!

    Responder
  • 14. Kau Oliveira  |  julho 28, 2009 às 7:03 pm

    Oi Ka!!!!! Td ok??

    Venho comunicar a volta do Bit!!!!! (http://bitlloflleverything.blogspot.com/)

    E dizer que devo passar bem longe deste 17 Outra Vez por um simples motivo: tenho horror ao Zac.

    Beijos!

    Responder
    • 15. Kamila  |  julho 29, 2009 às 1:45 am

      Altieres, você vai dar boas risadas com este filme, só não tenha altas expectativas em relação a ele. Beijos. Até mais!

      Otavio, eu concordo com sua escolha. Beijos!

      Kau, tudo tranquilo. E com você? Que bom que está de volta. Sentimos saudades. Beijos!

      Responder
  • 16. Romeika  |  julho 28, 2009 às 7:24 pm

    Eu ja tinha receio com relacao a esse filme por conta do ator q faz o Matthew Perry jovem, Kamila.

    Responder
  • 17. Vulgo Dudu  |  julho 28, 2009 às 7:33 pm

    Esse tal de Zac Efron é o queridinho do momento? Me parece ser uma merda de filme. Pena que não fui à cabine, pois teria rendido uma fedorenta resenha!

    Bjs!

    Responder
  • 18. Thaís - Miss Lexotan  |  julho 28, 2009 às 7:47 pm

    Tenho a leve impressão de que esse filme é meio “sessão da tarde”.
    Mas quando sair em dvd vou assistir, por curiosidade.
    😀

    Boa semana!
    :*

    Responder
    • 19. Kamila  |  julho 29, 2009 às 1:48 am

      Romeika, pelo jeito, ninguém gosta do Zac Efron! 🙂

      Dudu, ele é queridinho das menininhas, mas a gente sabe como adolescente é volúvel. Já, já, elas arrumam outros namoradinhos. Beijos!

      Thaís, a sua impressão está corretíssima!!!! Boa semana!

      Responder
  • 20. Renan Canuto  |  julho 28, 2009 às 8:34 pm

    Kamila, ontem assisti Dúvida. Adorei! Valeu pela sua recomendação. Filme excelente. Falarei dele depois em meu blog, mas não com tanta sabedoria como você fez. Beijos!

    Responder
    • 21. Kamila  |  julho 29, 2009 às 1:48 am

      Renan, que bom que gostou de “Dúvida”. Vou aguardar a sua resenha. Beijos!

      Responder
  • 22. Maria  |  julho 29, 2009 às 12:48 pm

    Oi pessoal! Neste filme, Zac Efron é versão adolescente de que actor?
    Estou com dúvida porque ainda não assisti… Beijo*

    Responder
  • 23. Mayara Bastos  |  julho 29, 2009 às 4:06 pm

    Olá, Kamila! tudo bem?

    Eis um filme que é bom para conferir quando não tem opções na locadora. Parece ter mesmo uma premissa boba.

    Beijos! 😉

    Responder
    • 24. Kamila  |  julho 30, 2009 às 12:08 am

      Maria, ele é a versão adolescente do Matthew Perry. Beijo.

      Mayara, tudo bem, obrigada. E com você? Tem uma premissa boa, mas vale uma checada. Beijos!

      Responder
  • 25. Mandy  |  agosto 3, 2009 às 5:01 pm

    Haa, isso eu tb achei absurdo, mas não me chateei, pois faz parte da ficção do filme! Me diverti horrores com ele escaldando o guri e rodando a bola de basquete!!!

    Responder
  • 26. WILLIS DE FARIA (Cinefilomaniacos)  |  setembro 11, 2009 às 4:29 am

    Ano de1989, Mike O’Donnell (Zac Efron) é uma estrela no colégio, como atleta de basquete do time principal, e com um futuro brilhante no esporte. Mas decidiu jogar tudo fora para compartilhar sua vida com sua namorada Scarlet e do bebê ele soube que estão esperando. Quase 20 anos depois, Mike (Matthew Perry) percebe que seu casamento com a Scarlet (Leslie Mann), esta em crise. Lamentando as escolhas que ele fez quando estava no colegial, fica descontente com a forma como a sua vida se transformou e está no meio de um divórcio com a sua esposa. Mas a Mike é dada outra oportunidade, quando ele é transportado milagrosamente por um “anjo faxineiro da escola” e está de volta para a idade de 17. Magicamente restaurado ao seu corpo de adolescência (Efron’s), Mike está de volta para sua escola secundária – quando, pela primeira vez, ele começa a conhecer o seu socialmente desajeitado filho Alex (Sterling Knight) e carrancuda filha Maggie (Michelle Trachtenberg). Os acontecimentos são previsíveis, um enredo que estabelece o palco para uma série de eventos que faz Mike perceber que ele deveria ter sido feliz com o que ele tinha. Pode não ser um marco de filme, mas tem boa moral para dizer, e com o público de que é alvo, isso é algo que é sempre bom de ver. É basicamente um conto de redenção paternalmente na comédia. Nota: 8,0

    Responder
  • 27. A Vida e a Morte de Charlie « Cinéfila por Natureza  |  fevereiro 17, 2011 às 2:18 am

    […] Burr Steers parece ser alguém muito interessado no tema da segunda chance. Seu filme anterior, “17 Outra Vez”, fala sobre alguém que volta no tempo e tem a chance de reescrever sua vida. No caso desta […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: