Lendo – Crepúsculo

fevereiro 28, 2009 at 2:22 am 29 comentários

“Minha mente ainda girava tonta, cheia de imagens que eu não conseguia entender e algumas que eu lutava para reprimir. No início, nada parecia claro, mas, à medida que eu me aproximava aos poucos da inconsciência, algumas certezas tornaram-se evidentes. De três coisas eu estava convicta. Primeira, Edward era um vampiro. Segunda, havia uma parte dele – e eu não sabia que poder essa parte teria – que tinha sede do meu sangue. E terceira, eu estava incondicional e irrevogavelmente apaixonada por ele”. (p. 146)

Este é o momento mais importante da trama de “Crepúsculo”, livro de estréia da série escrita por Stephenie Meyer. Nele, a obra deixa de ser uma crônica sobre o cotidiano de uma jovem de 17 anos chamada Isabella Swan na pequena cidade de Forks (Estado de Washington) e passa a ser o retrato de uma história de amor que tinha tudo para ser impossível de ocorrer, mas encontra os seus meios para acontecer, florescer e se fortalecer.

 

Todos os elementos mais importantes vistos recentemente na adaptação dirigida por Catherine Hardwicke estão aqui no livro: o fascínio que Edward exerce sobre Bella, a busca da jovem por entender o por quê do – inicial – comportamento estranho dele em torno dela, a tentativa da compreensão dos sentimentos dos dois e a luta para encontrar uma maneira de eles viverem aquilo que sentem tão fortemente um pelo outro.

 

No entanto, a grande diferença do livro em relação à adaptação cinematográfica diz respeito à forma como o relacionamento entre Bella e Edward nos é mostrado. No filme de Catherine Hardwicke, o casal vive um relacionamento mais casto e respeitoso. No livro, por sua vez, Edward e Bella possuem muita intimidade e muita cumplicidade. Temas como a transformação definitiva dela em vampira ou como o afastamento permanente dos dois são tratados com muita clareza e sinceridade entre o par.

 

Ao se fazer a leitura de “Crepúsculo” dá para se compreender o por quê do livro ter se tornado um fenômeno editorial – foram vendidos mais de 15 milhões de exemplares desta obra em todo o mundo. A autora Stephenie Meyer criou um universo fantástico, porém extremamente crível. Ela desenvolveu muito bem suas idéias, personagens e conflitos. Portanto, terá inúmeras possibilidades de abordagem para fazer com que sua história amadureça e chegue a um clímax que seja inesquecível para os seus leitores.

 

Crepúsculo (2008)

Autora: Stephenie Meyer

Editora: Intrínseca

Entry filed under: Livros.

Deserto Feliz Cena da Semana

29 Comentários Add your own

  • 1. Pedro  |  fevereiro 28, 2009 às 3:49 am

    Esse está na lista, no momento estou saboreando as conversas com Woody Allen! 🙂

    Deixei um novo desafio sugerido pelo Cleber (Cineclub) pra você lá no blog, ok? beijo!

    Responder
  • 2. Luciano Lima  |  fevereiro 28, 2009 às 3:50 am

    Tenho certa curiosidade sobre esse livro. Depois de “Cabeça Tubarão” acho que vou pegar para conferir! ^^

    Responder
  • 3. Wally  |  fevereiro 28, 2009 às 7:49 am

    Tendo gostado bastante do filme, tenho curiosidades quanto ao livro, que parece mesmo justificar seu sucesso. Pretendo ler em breve.

    Ciao!

    Responder
  • 4. beerziiin  |  fevereiro 28, 2009 às 11:57 am

    A cada esquina uma pessoa lê este mesmo livro … não tinha a intenção, mais acabei vendo primeiro a versão cinematografica … e não me agradou NADA! Por isso … se algum dia tiver a chance e vontade de ler …

    Responder
  • 5. Robson Saldanha  |  fevereiro 28, 2009 às 2:32 pm

    Kamila, estamos no mesmo barco. Li Crepúsculo e estou em Lua Nova. A verdade é que eu não consegui gostar tanto desse livro. A primeira sensação foi pelo de ter visto o filme, mas depois percebi que não gosto de como ela narra, é uma coisa muito feminina, chega a ser irritante. Porém, agora em Lua Nova a narração está bem menos feminina e mais interessante… ainda vou escrever sobre esse livro.

    Responder
  • 6. Jeniss Walker  |  fevereiro 28, 2009 às 3:27 pm

    em abril chega em DVD Crepúsculo.
    uma oportunidade boa p/ uma revisão.
    abs, Kamila
    😛

    Responder
  • 7. Kau  |  fevereiro 28, 2009 às 6:29 pm

    Pelo o que eu entendi, Kami, o livro é muito mais adulto que o filme, né?! Pelo menos parece que o relacionamento deles é mostrado de maneira mais complexa na literatura, como vc disse.

    Não li, mas assim que der eu faço isso.

    Beijos!

    Responder
  • 8. Weiner  |  fevereiro 28, 2009 às 7:21 pm

    Estou lendo na página 98…
    E confesso que estou preferindo o livro que o filme… Achei aliás, o roteiro do filme confuso demais – com vidas paralelas em excesso (muitos personagens), talvez.
    Abraço!

    Responder
  • 9. Weiner  |  fevereiro 28, 2009 às 8:22 pm

    Ah, mas quer saber? Gostei suficientemente do longa – especialmente pelos encontros de amor de Bella e Cullen, cheios de lirismo e emoção. Acho que estou implicando à toa (de idiota que sou) – até porque o que disse no comment acima não faz TANTO sentido.
    Bj!

    Responder
  • 10. Vinícius P.  |  fevereiro 28, 2009 às 11:31 pm

    Muitos comentam que o livro é ainda melhor que o filme, o que realmente me estimula para conferir a obra original – afinal considero “Crepúsculo” uma produção muito competente dentro de sua proposta. Abraço!

    Responder
  • 11. Alyson  |  fevereiro 28, 2009 às 11:42 pm

    Não é um estilo de livro que me atraia, sinceramente. O filme eu vi exatos 20 minutos e já não tive paciência para terminar. Acho que tudo isso não tem muito haver comigo.

    Beijão!

    Responder
  • 12. Kamila  |  março 1, 2009 às 12:24 am

    Pedro, vou dar uma olhada lá no Desafio proposto! Beijo!

    Luciano, “Cabeça Tubarão”? Que título mais interessante. Fala sobre o quê??

    Wally, acho que, se você gostou do filme, tem tudo para apreciar o livro.

    beerziin, como você não gostou da adaptação, sugiro que nem leia o livro…

    Robson, você está achando a narrativa de “Lua Nova” menos feminina?? Eu discordo de você. Para mim, a perspectiva da Bella continua a mesma. Acho que o que deve ter te incomodado foi o aspecto meloso de “Crepúsculo”. “Lua Nova” tem mais ação, mais dinâmica.

    Jeniss, devo comprar este DVD. Afinal, AMEI “Crepúsculo”. 🙂 Abraço!

    Kau, não diria que o livro é mais adulto. Diria que o livro é menos inocente… rsrsrsrsrsrsrsrs Beijos!

    Weiner, seu primeiro comentário faz sentido, sim. Mas, a apresentação dos personagens, agora, é importante para “Crepúsculo”, assim, nos futuros filmes, não perdemos tempo precioso apresentando quem é quem, pois isto já foi feito agora. E os encontros de Bella e Cullen, no livro, continuam cheios de lirismo e emoção. 🙂 Beijo!

    Vinícius, eu só li o livro mesmo por causa do filme, que adorei! Abraço!

    Alyson, então você faz certo em ficar longe do livro. Beijo!

    Responder
  • 13. Denis Torres  |  março 1, 2009 às 1:01 am

    É verdade, Kamila, lembro também de seus comentários sobre Kane. O texto é o mesmo, só acabei de dar uns retoques nos 2 paragráfos finais. Abs!

    Responder
  • 14. Mayara Bastos  |  março 1, 2009 às 1:55 am

    Olá, Kamila! Tudo bem?

    Como sabe, não vi o filme, muito menos li os livro. E agora com seus comentário, me animei mais para fazer a leitura. E tenho que fazer logo, já que tem o “Lua Nova” e o “Eclipse” também. rsrs

    Beijos e tenha um ótimo fim de semana! 😉

    Responder
  • 15. Robson Saldanha  |  março 1, 2009 às 2:36 am

    Não é bem assim. É que os aspectos dela falar quando chegou perto dele ou o viu pela primeira vez eram bem melosas e no segundo como a ção impera mais isso é deixado de lado e o modo descritivo é mais usado, por isso defini como menos feminino, porque menos melosa, mas não no todo, o final volta a mesma coisa! =) Amanhã começo Eclipse!

    Responder
  • 16. Juliano Jacob  |  março 1, 2009 às 8:52 am

    Boa dica… Deixei de assistir ao filme para ler o livro antes… Estou acabando “Operação Walkíria”, que é infinitamente mais completo do que o filme, daí acho que pularei pro Crepúsculo…

    Responder
  • 17. Kamila  |  março 1, 2009 às 2:06 pm

    Denis, percebi isso. Abraços!!!

    Mayara, tudo bem, obrigada. E com você? Eu ainda tenho que comprar “Eclipse”. Pretendo fazer isto em breve – mas, antes, tenho que terminar de ler “Lua Nova”. Beijos e ótimo final de semana!

    Robson, realmente, o segundo livro é mais descritivo. E já vai começar a ler “Eclipse”?? 🙂

    Juliano, eu fiquei curiosa para ler “Operação Valquíria” depois de assistir ao filme, assim como quero ler “O Leitor” e o livro de Richard Yates que baseou “Foi Apenas um Sonho”.

    Responder
  • 18. Alex Gonçalves  |  março 1, 2009 às 5:20 pm

    Ao conversar com uma colega de trabalho ela disse que não gostou da adaptação cinematográfica da obra. Eu continuo sem tempo para leituras, ainda mais agora que uso os “intervalos” do dia-a-dia para praticar um pouco o meu inglês, mas se eu gostar do filme eu vou tentar ler esse romance da Stephenie Meyer.

    Excelente final de semana!

    Responder
  • 19. Pedro Henrique  |  março 1, 2009 às 6:26 pm

    Então, eu gostei bem mais do livro. Apenas achei que perdeu ritmo na metade, mas depois recuperou-se.

    Abs!!!

    Responder
  • 20. Kamila  |  março 1, 2009 às 6:35 pm

    Alex, então você deve seguir o mesmo caminho que o meu: que gostei do filme e procurei o livro. Bom domingo!

    Pedro Henrique, gostei das duas obras (livro e filme) de forma igual. Abraços!

    Responder
  • 21. john morais  |  março 2, 2009 às 3:54 pm

    ja estou no eclipse, ainda não vi o filme, mas antes de lançarem achei que era uma besteira, ai fiquei curioso pelo livro e me apaixonei pela paixão dos protagonistas, as continuações são a autura do primeiro volume, espero ansioso o DVD.

    abraçus

    Responder
  • 22. john morais  |  março 2, 2009 às 3:55 pm

    altura é com L

    Responder
  • 23. Kamila  |  março 2, 2009 às 10:47 pm

    John Morais, eu ainda tenho que ler os outros livros da série, mas comentários como o seu são animadores e me fazem querer muito ler as outras obras da série.

    Responder
  • 24. tranccynha  |  abril 21, 2009 às 11:46 pm

    uau! demais…to lendo Lua Nova,to na parte do Culto. a minha dúvida eh….Hum será que Edward aparecerá? O livro ta xatoOo sem ele!

    Responder
  • 25. Kamila  |  abril 22, 2009 às 12:38 am

    tranccynha, também estou lendo “Lua Nova” e o Edward apareceu no início e nos pensamentos da Bella. Mas, acredito que ele ainda vai dar as caras no livro.

    Responder
  • 26. nathalia  |  maio 14, 2009 às 7:30 pm

    O melhor filme, eu chorei muito com o filme.
    Sinceramente, quem não gostou, é porque não é romantico –‘
    Estou apaixonada por Robert Thomas Pattinson *-*
    Sim, eu AMO crepúsculo

    Responder
    • 27. Kamila  |  maio 14, 2009 às 10:13 pm

      Nathalia, eu também adorei “Crepúsculo”. Só não tanto quanto você!

      Responder
  • […] arrasarem com os corações de jovens ao redor do mundo, com o filme “Crepúsculo” e a série de livros escrita por Stephenie Meyer, Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson) […]

    Responder
  • 29. Lendo – Lua Nova* « Cinéfila por Natureza  |  junho 18, 2009 às 11:30 pm

    […] pessoas que assistiram e leram “Crepúsculo” vão estranhar bastante a temática por trás de “Lua Nova”, segundo livro da […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,214 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: