Lendo – Razão e Sentimento

fevereiro 6, 2009 at 12:41 am 13 comentários

“Amava-o. Mas não só a ele… e, como o sossego dos outros era importante para mim, alegrava-me poder poupar-lhes o conhecimento do meu sofrimento. Agora, posso pensar e falar do assunto sem grande emoção. Não tenho mais que fazê-la sofrer por minha causa, pois asseguro-lhe que eu mesma já não sofro com isso. Tenho muitas coisas que me servem de apoio. Tenho consciência de não haver provocado desgosto por qualquer imprudência de minha parte, e de ter suportado o máximo possível sem dividir o sofrimento com ninguém”. (p. 278 )

 

“Marianne Dashwood havia nascido para um extraordinário destino. Nascera para descobrir a falsidade de suas próprias opiniões e para contrariar, pela sua conduta, suas máximas favoritas. Nascera para superar uma afeição que aparecera em sua vida já aos dezessete anos, e, sem a ajuda do outro sentimento senão a de uma forte estima e uma viva amizade, voluntariamente dar a mão a outro!… E este outro era um homem que havia sofrido não menos que ela por causa de uma afeição anterior, e a quem, dois anos antes, ela havia considerado velho demais para casar-se…”. (p.396)

As duas citações destacadas no início deste texto falam muito a respeito das duas personagens principais do livro “Razão e Sentimento”, que foi escrito pela inglesa Jane Austen. As irmãs Elinor e Marianne Dashwood são bastante próximas, porém representam dois tipos de personalidades distintas.

 

Austen utiliza as irmãs para falar a respeito de dois tipos de amor. Elinor representaria a razão, aquela que ama sem demonstrar muito arroubo, enquanto seus atos mostram a importância que determinadas pessoas possuem em sua vida. Já Marianne é o puro sentimento, aquela que vive, demonstra a afeição e sofre, ou seja, ela bem que poderia ser capaz de morrer por alguém.

 

“Razão e Sentimento” possui todos os elementos clássicos da narrativa de Jane Austen. Entretanto, o mais importante aqui é prestar atenção àquilo que o colunista João Pereira Countinho notou, em um artigo publicado na Folha de São Paulo (“Como Jane Austen Pode Mudar Sua Vida”). A escritora inglesa mostra que o amor, dificilmente, nasce à primeira vista. Este é somente um modo de nos defender, de acabarmos classificando os outros. O amor, na verdade, é fruto de (e exige) tempo e conhecimento.

 

Razão e Sentimento (2006)

Autora: Jane Austen

Editora: Nova Fronteira

Entry filed under: Livros.

Sim, Senhor Lendo – O Grande Gatsby

13 Comentários Add your own

  • 1. Weiner  |  fevereiro 6, 2009 às 11:07 am

    Engraçado que eu já li este livro da Austen, em busca do bom romance que todos diziam que ela sabia escrever. Apesar da narrativa acelerada, ainda assim eu me surpreendi com a leveza e simpatia impressas no texto. E a facilidade que temos em nos apaixonar por ele. Outro livro ótimo dela, se você ainda não leu, é “Emma”.
    Um beijo!

    Responder
  • 2. Kamila  |  fevereiro 6, 2009 às 11:46 am

    Weiner, concordo. Ainda não li “Emma”, o qual foi um dos livros da Austen que não consegui encontrar. Beijo!

    Responder
  • 3. Cassiano  |  fevereiro 6, 2009 às 2:25 pm

    Já vi que a Austen é de suas romancistas favoritas hein Kamila!

    Eu gosto pouco, mas reconheço sua obra. Não sou muito de romances de época, apesar de gostar muito de algumas obras.

    Responder
  • 4. Mayara Bastos  |  fevereiro 6, 2009 às 3:20 pm

    Olá, Kamila! Tudo bem?

    Como sabe, também sou uma adimiradora de Jane Austen. Mas dela só li “Orgulho e Preconceito” e também algumas frases e poemas escritos por ela. Estou com “Persuação” aqui e começarei a lê-lo o mais breve possível. E irei atrás deste também! 😉

    Beijos e tenha um ótimo fim de semana! 😉

    Responder
  • 5. Rafael Moreira  |  fevereiro 6, 2009 às 5:32 pm

    Mais uma ótima obra de Jane Austen. Amo suas histórias, mesmo só lendo uma obra sua. Rs. Mas, enfim, se surgir a oportunidade não deixarei passar. Adoro romances do tipo… Abraço!

    Responder
  • 6. Romeika  |  fevereiro 6, 2009 às 6:02 pm

    Kamila, nunca li nenhuma obra da Jane Austen, apesar de adorar a maioria das adaptacoes de seus livros pra o cinema, incluindo esse.. Gosto da visao madura e realista do amor q vc descreve ao fim.

    Responder
  • 7. Vinícius P.  |  fevereiro 6, 2009 às 8:31 pm

    Nunca li nada da Jane Austen, mas acho que se um dia corrigir isso, pretendo começar justamente por esse livro, afinal a história parece ser maravilhosa (ao menos por sua adaptação). Abs!

    Responder
  • 8. Kamila  |  fevereiro 6, 2009 às 9:26 pm

    Cassiano, tenho duas escritoras favoritas: Virginia Woolf e Jane Austen. Adoro romances de época e a literatura inglesa em geral.

    Mayara, tudo bem, obrigada. E com você? Já li os dois livros da Austen que você citou e corra atrás das outras obras dela, que são muito legais. Beijos e um ótimo final de semana para você!

    Rafael Moreira, também adoro romances assim. Abraço!

    Romeika, não acredito. Jurava que você tinha lido algo dela. E eu também gosto dessa visão de amor que o articulista da Folha de S. Paulo mostra, através das leituras das obras da Jane.

    Vinícius, exatamente. Acredito que a adaptação do Ang Lee tenha atraído muita gente para a leitura deste lindo livro. Abraço!

    Responder
  • 9. Kau Oliveira  |  fevereiro 7, 2009 às 1:23 am

    Ai Kami, vou ousar: acho Sense and Sensibility e Pride and Prejudice duas obras-primas de Jane!!!! Li o que está em pauta duas vezes e pelas duas vezes achei sublime. Me elevou, sabe??!!

    Beijos!

    Responder
  • 10. Kamila  |  fevereiro 7, 2009 às 3:24 am

    Kau, eu sei disso. E concordo que os livros são duas obras-primas da literatura. Beijos!

    Responder
  • 11. Ciç@  |  julho 22, 2009 às 5:37 pm

    Não é razão e sensibilidade?

    Responder
  • 12. Kamila  |  julho 22, 2009 às 11:37 pm

    Ciça, não. O livro que eu li se chama “Razão e Sentimento”.

    Responder
    • 13. Andréia  |  dezembro 27, 2010 às 9:38 pm

      Razão e sentimento e Razão e sensibilidade, são o mesmo livro, somente mudou o título na nova tiragem, ok!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: