Se Eu Fosse Você 2

janeiro 29, 2009 at 1:07 am 23 comentários

O ditado popular nos diz que um raio nunca poderá cair em um mesmo lugar. O roteiro de “Se Eu Fosse Você 2”, continuação da bem-sucedida comédia de 2006, nos mostra justamente uma situação que foge a esta regra – afinal, mais uma vez, veremos o casal Cláudio (Tony Ramos) e Helena (Glória Pires) trocando de corpos, um passando a viver a vida do outro.

 

Em filmes cujos personagens passaram por algo parecido, como o ótimo “Sexta-Feira Muito Louca”, podemos perceber que a troca de corpos ocorre porque os personagens precisam aprender algo. No primeiro filme, Cláudio e Helena sofriam com a rotina de sua relação e necessitavam se compreender mais e ser tolerantes um com o outro. Pelas primeiras cenas de “Se Eu Fosse Você 2”, fica claro que eles não compreenderam bem a lição que tiveram e vão ter que passar pelo “transtorno” de se colocar na pele do outro novamente – desta vez, para aparar as arestas de um casamento desfeito em meio à descoberta da gravidez da filha adolescente (Isabelle Drummond) e dos planos dela de contrair matrimônio com o namorado Olavinho (Bernardo Mendes).

 

No seu final de semana de estréia, “Se Eu Fosse Você 2” bateu recordes de bilheteria, se transformando no filme brasileiro que mais atraiu público nos últimos quatorze anos. As razões por trás de tanto sucesso são bem fáceis de serem compreendidas. O roteiro de René Belmont, Adriana Falcão e Euclydes Marinho aborda situações corriqueiras, de fácil identificação conosco. As cenas acabam sendo, por isso mesmo, genuinamente engraçadas e comoventes. Além disso, o longa conta com duas virtuoses da atuação brasileira: Tony Ramos e Glória Pires, os quais dominam por completo seus personagens e estão visivelmente se divertindo em tela. O show é todo deles.

 

Cotação: 8,0

 

Se Eu Fosse Você 2 (2009)

Diretor: Daniel Filho

Roteiro: René Belmont, Adriana Falcão, Euclydes Marinho (com base na história de Daniel Filho)

Elenco: Glória Pires, Tony Ramos, Francisco Anísio, Maria Luiza Mendonça, Ary Fontoura, Cássio Gabus Mendes, Vivianne Pasmanter, Adriane Galisteu, Isabelle Drummond, Bernardo Mendes

Entry filed under: Cinema.

Sete Vidas Leonera

23 Comentários Add your own

  • 1. Anderson Siqueira  |  janeiro 29, 2009 às 1:40 am

    Gostei bastante. Mais que o primeiro. A grande diferença foi a participação de Chico.

    NOTA (0 a 5): 3,5
    ***

    Responder
  • 2. Se Eu Fosse Você 2 : filmes  |  janeiro 29, 2009 às 1:58 am

    […] Leia mais deste post no blog de origem: Clique aqui e prestigie o autor […]

    Responder
  • 3. Kamila  |  janeiro 29, 2009 às 2:12 am

    Anderson, eu também gostei mais desta continuação que do primeiro filme. A diferença não foi somente a participação do Chico. O roteiro foi bem melhor.

    Responder
  • 4. Se Eu Fosse Você 2 : casamento  |  janeiro 29, 2009 às 2:20 am

    […] Leia mais deste post no blog de origem: Clique aqui e prestigie o autor […]

    Responder
  • 5. Vinícius P.  |  janeiro 29, 2009 às 10:43 am

    Fiquei surpreso com sua crítica agora. Não sou um dos maiores fãs do primeiro filme. Acho um tanto previsível e, apesar de ter ótimos momentos (aquele do coral, por exemplo), tem seu maior destaque no trabalho dos protagonistas – o que parece se repetir na continuação. Verei em breve!

    Responder
  • 6. Alex Sandro Alves  |  janeiro 29, 2009 às 10:57 am

    Na minha opinião o grande responsável pelo enorme sucesso do filme atende pelo nome de Tony Ramos. Vê um ator tão consagrado e sério como ele vivendo um papel tão fora de sua realidade televisiva não tem preço. Ele está impagável e toda vez que aparece em cena o cinema vem abaixo com as gargalhadas do público. Comédia leve e despretenciosa, um passatempo divertido. Abs!

    Responder
  • 7. cinebuteco  |  janeiro 29, 2009 às 2:22 pm

    Sério mesmo que o filme mereça nota 8,0? Se a proposta é se divertir, vá lá, mas acho que como história é piegas, clichê demais… Não sou muito chegado em filmes nacionais comerciais. Este pelo menos é bem feito, né?

    Responder
  • 8. Wally  |  janeiro 29, 2009 às 2:27 pm

    Não sou fã do primeiro. Alias, acho só suportável pelos atores com bom timing cômico. Não guardo expectátivas com este, mas talvez agora com sua crítica animadora eu o dê uma chance em DVD.

    Ciao!

    Responder
  • 9. Vulgo Dudu  |  janeiro 29, 2009 às 4:04 pm

    Todo mundo dizia pra minha mulher ir ver esse filme. Aí, ela foi ver, antes, o primeiro – porque é fato que desconfiamos demais de uma comédia dirigida por Daniel Filho e com elenco acostumado aos vícios televisivos. Vimos de coração aberto, mas detestamos! Aí nem deu vontade de ver a continuação.

    Na minha opinião, as atuações só causam tanto impacto porque nem todo dia se vê um homem fazendo papel de mulher usando o próprio corpo, sem se travestir, e vice-versa. É estranho, só isso.

    Mais de 3 milhões de pessoas já foram ver o filme! Incrível o seu alcance – ainda mais porque se trata de uma sequencia!

    Bjs!

    Responder
  • 10. Ramon  |  janeiro 29, 2009 às 5:18 pm

    Primeiramente estou muito surpreso com a bilheteria do filme. Surpreso positivamente e negativamente. Primeiro, porque é louvável um filme brasileiro estar atraindo tanta gente aos cinemas, deixando para trás grandes produções hollywoodianas, como O Curioso Caso de Benjamim Button, Bolt e A Troca. Mas, pelo lado negativo, também fico frustrado por essa troca de valores. O povo brasileiro é óbvio demais, e evita tudo que engrandece a alma. Horas, se trocar um filme americano por um nacional é digno de elogios, trocar uma obra-prima como O Curioso Caso de Benjamim Button por um filme global, com apelo comercial típico de hollywood, não me parece tão inteligente.
    Pão e circo e foda-se o país!

    Responder
  • 11. Kau Oliveira  |  janeiro 29, 2009 às 7:00 pm

    Séééééééério Kami?????????? Achei o primeiro legal, mas não ótimo. Fiquei com muito medo deste segundo e por isso nem fui ver. E olha que muitos amigos me convidaram e as notas giram em torno de 7,0/8,0. Isso me chocou bastante.

    Beijos!!!

    Responder
  • 12. Marcio Claesen  |  janeiro 29, 2009 às 8:45 pm

    Kamila, fiquei surpreso com essa nota tão alta! rs

    Confesso que gostei mais do primeiro. Neste, a meu ver, careceram cenas mais estimulantes e, principalmente, originais. O Tony é ótimo, segura o filme e te digo que além de bom ator é uma ótima pessoa (eu o entrevistei na ocasião do primeiro filme).

    Acho, na melhor das hispóteses, um filme apenas simpático. Mas ainda assim fico feliz, porque sabemos que são filmes simples de grande bilheteria que fazem com que possamos ter filmes complexos de pequena bilheteria. É assim que funciona o mercado.

    Bjoo.

    Responder
  • 13. Kamila  |  janeiro 29, 2009 às 11:26 pm

    Vinícius, eu também não sou a maior fã do primeiro filme, mas gostei desta continuação. É bem feita! Abraços!

    Alex Sandro, você foi perfeito ao dizer que este filme é uma comédia leve e despretensiosa, que nos diverte demais. Concordo que Tony Ramos brilha. Realmente, o papel dele é bem diferente do que estamos acostumados a ver na televisão. Abraços!

    cinebuteco, sim, é um filme bem feito, com seus momentos clichês, mas que cumpre seu papel de divertir a platéia.

    Wally, se você gostou do trabalho do Tony Ramos e da Glória Pires no primeiro filme, irá adorar o que eles fizeram nesta continuação.

    Dudu, você está certo a respeito do filme. Não é comum a gente ver um homem fazendo papel de mulher e vice-versa, sem que a transformação seja caracterizada fisicamente. Tudo, nos personagens, acontece internamente. Além disso, o alcance do filme pode ser explicado pelos seus protagonistas, que são dois atores queridos e pelo fato de que os brasileiros gostam de filmes descompromissados e que nos divertem. Beijos!

    Ramon, o mesmo pode ser dito dos norte-americanos, que lotaram os cinemas para ver “Beverly Hills Chihuahua” e deixaram de ver outras obras de maior qualidade.

    Kau, mesmo não tendo gostado do primeiro filme, não me arrependo de ter visto o segundo, afinal me diverti bastante. Beijos!

    Claesen, que prazer ter entrevistado o Tony Ramos, hein?? 🙂 Este é um filme simpático e que diverte e seu pensamento está totalmente correto. Filmes como este existem para financiar aqueles projetos mais pessoais e experimentais, que não possuem um apelo tão grande do público. Beijo!

    Responder
  • 14. Mayara Bastos  |  janeiro 29, 2009 às 11:37 pm

    Olá, Kamila! Tudo bem?

    Acho o primeiro filme um passatempo, não vi este ainda e esta surpreendendo muito em quesito bilheteria. Mas acho que deixarei em DVD.

    Beijos! 😉

    Responder
  • 15. Kamila  |  janeiro 30, 2009 às 12:11 am

    Mayara, tudo bem, obrigada! E com você? Também fiquei surpresa com todo o sucesso obtido por esta continuação. Mas, é legal ver o público brasileiro prestigiando uma produção nacional. Beijos!

    Responder
  • 16. Ramon  |  janeiro 30, 2009 às 12:12 pm

    Ixx… mas eles já são um caso perdido. Rsrs!

    Responder
  • 17. Pedro Henrique  |  janeiro 30, 2009 às 9:14 pm

    O cinema nacional está entrando para a onda das continuações caça-níqueis. Se isso funcionar a favor do crescimento da nossa história tudo bem. Se não, não.

    Responder
  • 18. Kamila  |  janeiro 31, 2009 às 1:58 am

    Ramon, o pior é que são mesmo! KKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Pedro, “Se eu Fosse Você” já virou franquia MESMO! No final da continuação, anunciaram a terceira parte para breve! 🙂

    Responder
  • 19. Ygor Moretti  |  fevereiro 3, 2009 às 4:57 pm

    EU não curti muito o primeiro, tem um momento ou outro engraçado sim, assim como esse tambémd eve ter, mas sei la sou meio cismado com essas produções globais que os atores parecem que fazem num fim de semana, sei la, naum me parece muito diferente das novelas. Talvez asssita quando chegar nas locadoras ou passar numa tela quente da vida rsss

    Responder
  • 20. Kamila  |  fevereiro 3, 2009 às 11:14 pm

    Ygor, você fala uma verdade. Muitas das produções cinematográficas do Brasil, especialmente, as da Globo Filmes possuem aquele quê de novela. Mas, deixe essa cisma de lado e confira esta continuação que, garanto, você irá se divertir bastante! 🙂

    Responder
  • 21. juliana  |  fevereiro 13, 2009 às 11:39 pm

    gostei muito e to doida para assistir o Se eu fosse você 3

    Responder
  • 22. Agatha  |  julho 15, 2009 às 10:14 pm

    Eu e a minha prima assistimos quase todos os dia …
    …. rimos de mais

    Responder
  • […] POR CINEMA Amanda Aouad CINEPIPOCACULT Brenno Bezerra CINEMA COM BRENNO Kamila Azevedo CINÉFILA POR NATUREZA Marcelo Silva COMENTANDO CINEMA Pedro Henrique Gomes TUDO É CRÍTICA Pedro Tavares CINEMA O […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,286 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: