Meu Filho Jack

dezembro 19, 2008 at 11:22 pm 20 comentários

Assim como muitos outros jovens da Inglaterra de 1913, John Kipling (Daniel Radcliffe) ansiava pelo início da I Guerra Mundial para poder se entregar ao dever de defender seu país na batalha contra a Alemanha. Diferente de outros pais, o escritor Rudyard Kipling (David Haig, também autor do roteiro deste telefilme) não sente aquele frio na espinha ao se deparar com a idéia de que verá seu filho em combate. Pelo contrário, ele é um entusiasta da guerra.

 

No entanto, algo ameaça John de não conseguir aquilo que ele mais quer. Ele falha em ser aprovado nos testes de alistamento militar porque tem uma grave miopia. É necessário que seu pai, um famoso escritor, use sua influência para fazer com que ele seja recrutado para a guerra. São estes acontecimentos que veremos no primeiro ato do telefilme “Meu Filho Jack”, do diretor Brian Kirk. O que vem em seguida é um relato mais pessoal, que não acompanha o comprometimento e o orgulho de John em defender seu país, e sim volta o olhar para aqueles que o jovem deixou.

 

O entusiasmo que demonstrava em relação à guerra se acaba quando Rudyard se vê na posição de pai ansioso em ter notícias do filho. A situação se agrava quando John desaparece em combate. É justamente ao acompanhar a angústia da família Kipling – que, além do patriarca, é formada pela esposa e mãe Caroline (Kim Cattrall) e pela filha e irmã Elsie (Carey Mulligan) – em busca de informações sobre o destino de John que “Meu Filho Jack” encontra seus melhores momentos.

 

Baseado em uma história real, “Meu Filho Jack” (nome de um poema escrito por Rudyard Kipling em homenagem ao filho) é um telefilme surpreendente. Brian Kirk, um experiente diretor de televisão, demonstra muita segurança, especialmente no comando das cenas de guerra. O elenco (até mesmo aqueles atores com papéis totalmente secundários) nos oferece excelentes e sólidas atuações. Tudo isto vai culminar no ato final do longa, que é, provavelmente, um dos momentos mais fortes e emocionantes vistos pela blogueira que vos fala no ano de 2008.

 

Cotação: 9,5

 

Meu Filho Jack (My Boy Jack, 2007)

Diretor: Brian Kirk

Roteiro: David Haig (com base na peça de sua autoria)
Elenco:
David Haig, Daniel Radcliffe, Kim Cattrall, Carey Mulligan, Julian Wadham, Martin McCann

Entry filed under: TV.

Comentando as Indicações ao SAG Awards 2009 Cena da Semana

20 Comentários Add your own

  • 1. João Paulo  |  dezembro 19, 2008 às 11:31 pm

    [Pausa]AHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHA QUE BARBA DE BICHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA[Film da Pausa]

    Ainda bem que esse ano está nos brindando com ótimos telefilmes que conseguem por muitas vezes captar sensações que nem o mais brilhante filme possa causar.

    E Milla … ter tv a cabo nesses momentos é bom demais …

    Beijos Milla!

    Responder
  • 2. Kamila  |  dezembro 20, 2008 às 12:51 am

    João, exatamente! Ainda mais se você tiver o canal HBO e puder conferir produções de alto nível como essa. Beijos e bom final de semana!

    Responder
  • 3. Marcel Gois  |  dezembro 20, 2008 às 2:34 am

    Quero mt ver esse telefilme! já tinha lido mt bem sobre ele e agora com o seu texto fiquei ainda mais curioso, estou até anotando aqui pra não esquecer. eu adoro filmes com essa temática!

    Responder
  • 4. Vinícius P.  |  dezembro 20, 2008 às 4:10 am

    Puxa, confesso que nunca tinha ouvido falar desse telefilme! Fiquei bem curioso após seus comentários super positivos, especialmente pela presença da Kim Cattrall e do Daniel Radcliffe no elenco – não que eu espere muito da atuação desse segundo. E realmente deve ser ótimo ter TV paga para ver filmes como esse 😉

    Um ótimo fim de semana!

    Responder
  • 5. Kamila  |  dezembro 20, 2008 às 10:54 am

    Marcel, eu também adoro filmes de temática histórica e este é uma excelente pedida neste sentido.

    Vinícius, o Daniel está até bem, não compromete. Mas, quem brilha mesmo é o David Haig. Ele que tem as cenas mais difíceis. TV paga tem estes benefícios, graças a Deus. 🙂 Bom final de semana!

    Responder
  • 6. Marcus  |  dezembro 20, 2008 às 1:42 pm

    HBO deve ser uma mão na roda, uma porrada de seriados bons tipo Band of Brothers e Mandrake. Eu me interesso automaticamente por produções de guerra, mesmo que não seja bem exatamente esse o foco.

    Beijo grande, ótimo sabadão pra ti! =)

    Responder
  • 7. Robson Saldanha  |  dezembro 20, 2008 às 3:26 pm

    Que legal Kamila! Não sabia disso. É seriado, filme? Fiquei curioso…

    Responder
  • 8. Kau  |  dezembro 20, 2008 às 6:44 pm

    Estou completamente perdido com a programação da HBO, por isso não vi! Mas adorei a idéia e achei curioso ver o Harry Potter de bigode na foto, hahahahahaha. Devo procurá-lo nas férias e vê – lo com certeza.

    Boa sorte amanhã! Beijos!

    Responder
  • 9. Rafael Moreira  |  dezembro 20, 2008 às 7:01 pm

    Voltei…

    Estou sempre desatualizado. Tá passando onde? Já tinha ouvido falar desta produção há muito tempo. E mesmo que eu fique curioso, fica até difícil encontra pra assistir depois. Radcliffe tá muito engraçado com esse visual. Vou procurar assistir o quanto antes…

    Abraço!

    Responder
  • 10. Hugo Leon  |  dezembro 20, 2008 às 9:06 pm

    Nem ouvi falar desse filme. Parece ser bom …

    Responder
  • 11. Weiner  |  dezembro 21, 2008 às 12:54 am

    Kamila, é surpreendente ouvir que Daniel Radicliffe obtee uma atuação sólida, sinceramente. Mas, se você está dizendo, é óbvio que eu acredito. Isso é bom para fortalecer aquela “neura” do rapaz de fazer papéis mais densos e exigentes – vide o estardalhaço que fizeram sobre ele em “Eqqus”. A Kim Catrall de época é esquisito pra caramba – só lembro dela como a Samantha de Sex and City, com brilho do cabelo ao pé. Ótima sugestão para quem tem HBO – bom, meu vizinho tem, e uso disso para fazer visitas de vez em quando… 🙂
    Bj!

    Responder
  • 12. Kamila  |  dezembro 21, 2008 às 1:49 am

    Marcus, a guerra é o foco, mas não da maneira que a gente está acostumado a ver. O telefilme fala mais dos efeitos das guerras naqueles que ficam para trás. Beijos e bom final de semana!

    Robson, um telefilme produzido por um canal inglês que está passando na HBO.

    Kau, obrigada! Eu também ando toda perdida na programação da HBO. Faz tempo que não vejo algo por lá, exceto por “Alice”.

    Rafael Moreira, o telefilme está passando na HBO. Se tiver o canal, fica de olho na programação. Abraço!

    Hugo Leon, é bom, sim. Recomendo!

    Weiner, eu sempre achei que, nos filmes da série “Harry Potter”, o elenco era o ponto mais fraco; mas, neste telefilme, Daniel Radcliffe está muito bem. Gosto de vê-lo tentando se desvencilhar da imagem do bruxinho. 🙂 A Kim Cattrall, pelo jeito, também quer se afastar da imagem sexy… rsrsrsrsrsrsrsrsrss Beijo!

    Responder
  • 13. Viviana Ferreira  |  dezembro 21, 2008 às 1:51 am

    aiiii adorei a resenha kami! Foi feito pela bbc?

    bjokas,
    vivi

    Responder
  • 14. Kamila  |  dezembro 21, 2008 às 2:13 am

    Vivi, acho que sim. Não tenho certeza!! 🙂 Beijos!

    Responder
  • 15. Cassiano Sairaf  |  dezembro 21, 2008 às 4:18 am

    Nossa Kamila, de onde andas tirando esses filmes que nunca ouvi falar?

    Responder
  • 16. Wally  |  dezembro 21, 2008 às 6:33 am

    Pena eu não ter mais TV a cabo. Pretendo recuperá-la antes do Oscar…

    E eu sempre achei que Radcliffe é um ator em progresso, e neste telefilme deve se consolidar, finalmente!

    Ciao!

    Responder
  • 17. Mayara Bastos  |  dezembro 21, 2008 às 5:38 pm

    Olá, Kamila! Tdo bem?

    Ainda não tive tempo de ver “My Boy Jack”, mas arrumarei tempo e verei. Parece ser bom e espero que Daniel Radcliffe tenha apagado a imagem de Harry Potter neste telefilme.

    Beijos e tenha uma ótima semana! 😉

    Responder
  • 18. Kamila  |  dezembro 21, 2008 às 10:15 pm

    Cassiano, da HBO! 🙂

    Wally, Tv a Cabo, para mim, hoje em dia, é uma verdadeira necessidade. E Radcliffe merece meu respeito por buscar caminhos diferentes para a sua carreira.

    Mayara, tudo bem, obrigada. E com você? Espero que goste do telefilme! Beijos e uma ótima semana!

    Responder
  • 19. Ciç@  |  julho 22, 2009 às 5:35 pm

    Eu chorei trinta MINUTOS depois do filme, chorei o filme inteiro, eu sofri junto com o Jack

    Responder
  • 20. Kamila  |  julho 23, 2009 às 12:14 am

    Ciça, esse filme emociona mesmo, especialmente no seu final.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,283 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: