Pu-239

dezembro 17, 2008 at 9:21 pm 16 comentários

O Pu-239 (Plutônio-239) é o isótopo primário usado para a fabricação de armas e energia nuclear. E é também o nome do telefilme produzido pela HBO Films em parceria com a Section Eight (produtora de Steven Soderbergh e George Clooney) e dirigido e escrito por Scott Z. Burns (tendo como base um conto que está no livro “Pu-239 and Other Russian Fantasies”, do autor Ken Kalfus).

 

O telefilme começa com o momento em que Timofey (Paddy Considine) é exposto à radiação na usina de produção nuclear aonde trabalha, na Rússia. Após descobrir que recebeu uma dose de radiação que o levará à morte em poucos dias, Timofey se desespera e rouba 100 gramas de Pu-239 com o objetivo de vender o material em Moscou e, desta forma, garantir o conforto e a sobrevivência de sua esposa Marina (Radha Mitchell) e filho (Danya Baryshnikov) depois que ele vier a falecer.

 

No entanto, o eixo principal da narrativa de “Pu-239” aborda o encontro que se dá entre Timofey e Shiv (Oscar Isaac, visto recentemente em “Rede de Mentiras“, de Ridley Scott). Em comum, os dois homens estão desesperados, amam profundamente as suas famílias e precisam de dinheiro urgentemente – Shiv para pagar uma dívida que tem com um chefão do crime. Como conhece os meandros do submundo de Moscou, Shiv fará o papel de intermediário das negociações entre Timofey e os possíveis interessados na poderosa substância que ele carrega consigo.

 

Por causa disso, os elementos que mais se sobressaem, em “Pu-239”, são as atuações de Paddy Considine e Oscar Isaac. Os dois atores estão excelentes nos retratos dos dois homens que correm contra o tempo e contra a estupidez dos outros. É até inexplicável tentar compreender como duas performances tão inspiradas ficaram de fora do Globo de Ouro, do Screen Actors Guild Awards e do Emmy.

 

Cotação: 8,0

 

Pu-239 (The Half Life of Timofey Berezin, 2007)

Diretor: Scott Z. Burns

Roteiro: Scott Z. Burns (tendo como base o conto que está no livro de Ken Kalfus)

Elenco: Paddy Considine, Radha Mitchell, Oscar Isaac

Entry filed under: TV.

Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada Comentando as Indicações ao SAG Awards 2009

16 Comentários Add your own

  • 1. Hugo  |  dezembro 17, 2008 às 9:33 pm

    Muito interessante o tema e a qualidade HBO é sempre um diferencial, sendo neste caso junto com a produtora de Soderbergh e Clooney, o resultado deve ser de primeira.
    Hoje postei um filme antigo, mas que provavelmente você deve ter assistido, ele é muito conhecido.

    Até mais.

    Responder
  • 2. Mayara Bastos  |  dezembro 17, 2008 às 11:59 pm

    Olá, Kamila! Tdo bem?

    Realmente o tema desta produção é interessante e importante. Gostei dele, a HBO sempre inovando em suas produções! E esquecido em premiações, infelizmente!

    Fique bem, beijos! 😉

    Responder
  • 3. Vinícius P.  |  dezembro 18, 2008 às 12:04 am

    O Paddy Considine é um ótimo ator (lembro daquele filme que ele fez ao lado da Samantha Morton, no qual inclusive o considero melhor que ela), mas não conhecia esse telefilme ainda. Enfim, ficarei de olho para assistir se surgir por aqui…

    Responder
  • 4. Kamila  |  dezembro 18, 2008 às 10:39 am

    Hugo, a HBO sempre se diferencia mesmo com produções de alta qualidade. Vou dar uma passada no seu blog, para ver se comento um filme que eu já assisti. 🙂 Até mais!!

    Mayara, tudo bem, obrigada. E com você? Uma pena mesmo que o telefilme tenha sido esquecido nas premiações. Os dois atores mereciam muito. Beijos!

    Vinícius, eu também acho que ele está melhor que Morton em “Terra de Sonhos”. Assista ao telefilme se puder. É bem legal!

    Responder
  • 5. Luciana Rodrigues  |  junho 18, 2009 às 4:54 am

    Muito intereessante o filme, principalmente as narrativas do Timofey, que não apresentam erros conceituais em relação ao tema principal que é a radiação. Adorei e usei como recurso didádico, uma vez que sou professora de quimica e estava trabalhando esse tema na escola. Sem falar nos outros temas tratados no filme, como a máfia Rúsia, que dá margem a muitas discussões, como droga, milícias, prostituição, entre outros.

    Responder
    • 6. Kamila  |  junho 18, 2009 às 11:22 pm

      Luciana, parabéns pela iniciativa de usar este filme como suporte em sala de aula.

      Responder
  • 7. Erwin  |  julho 24, 2009 às 12:11 am

    Eu ainda não assistir o filme, mas ele me despertou o interesse logo quando o vi na loja, pelo fato de que o título original está em cirílico. Eu a poucos meses aprendi a ler em cirílico e por isso qualquer coisa que eu vejo em cirílico chama a minha atenção. Mas eu também sou viciado em filmes e quero ver esse filme logo.

    Responder
    • 8. Kamila  |  julho 25, 2009 às 6:02 pm

      Erwin, eu gostaria de saber ler em cirílico. Assista ao filme, que é bem legal!

      Responder
  • 9. Erwin  |  julho 26, 2009 às 4:22 pm

    Ok, eu vou assistir, vlw Kamila^^

    Responder
    • 10. Kamila  |  julho 28, 2009 às 1:42 am

      Erwin, de nada!

      Responder
  • 11. Erwin  |  agosto 11, 2009 às 3:09 pm

    Realmente o filme é excelente. Eu gostei principalmente do final do filme quando aparece o nome dos atores e se projetam os seus nomes em russo…^^. Tou brincando, o filme todo é ótimo. Ele prendeu a minha atenção do começo ao fim… Eu tenho interesse em filmes que tenham relação com a Rússia e a Alemanha. Até mais.

    Responder
    • 12. Kamila  |  agosto 12, 2009 às 12:25 am

      Erwin, o filme prende mesmo a atenção. Até mais!

      Responder
  • 13. eliseu  |  setembro 3, 2009 às 3:47 am

    filme muito interessante!
    ótima atuação de Paddy Considine.

    Responder
    • 14. Kamila  |  setembro 3, 2009 às 8:36 pm

      Eliseu, a atuação do Paddy Considine está excelente mesmo!

      Responder
  • 15. Marcos Almeida  |  outubro 18, 2009 às 6:58 pm

    filme incrível de temática interessantíssima e com uma bela autação de paddy considine sem dúvida Excelente

    Responder
  • 16. A luz, a mulher e a criança « Singular Confabular  |  agosto 25, 2011 às 6:44 pm

    […] os cantos.Sem elas, seria muito mais escuro. Esta é uma passagem dita por um personagem no filme PU-239. Deixo como homenagem para todas às mães. Para minha mãe. E para minha esposa. Share […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,057 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: