Emmy 2008 – Best Actress in a Drama Series*

setembro 16, 2008 at 11:20 pm 12 comentários

* Alguns comentários podem conter spoilers.

Glenn Close como Patty Hewes, “Damages” (FX)|
Histórico no Emmy: 11 indicações e 1 vitória na categoria de Lead Actress in a Miniseries or Special por “Serving in Silence: The Margarethe Cammermeyer Story” (1995)
Episódio: “Pilot – AKA Get Me a Lawyer”

Atual vencedora do Golden Globe de Lead Actress in a Drama Series, Glenn Close chega ao Emmy 2008 como uma das favoritas para vencer esta categoria. No episódio piloto de “Damages” somos apresentados à personagem que a atriz interpreta. Patty Hewes é uma advogada brilhante, temida e admirada por muitos. É daquelas que fará com que você aja da maneira que ela deseja sem que você saiba disto. Ela antecipa passos, atos e situações. Ou seja, Patty é uma mulher um tanto fria e calculista. O momento de maior brilho da performance da atriz (que tem um ponto fraco no episódio: o fato de que divide muito tempo precioso em cena com ótimos coadjuvantes) é a cena que acontece dentro de uma limosine, após Patty ser homenageada com um prêmio. A personagem de Close é curta, grossa e implacável. Adjetivos que poderiam ser muito adequados ao que Close faz na pele da personagem.

Sally Field como Nora Walker, “Brothers & Sisters” (ABC)
Histórico no Emmy: 8 indicações e 3 vitórias – uma na categoria de Lead Actress in a Comedy or Drama Special por “Sybil” (1977), a segunda na categoria de Guest Actress in a Drama Series pela participação em “ER” (2001) e a última como Lead Actress in a Drama Series (2007) pela performance neste seriado 
Episódio: “History Repeating”

Atual vencedora do Emmy desta categoria, Sally Field aposta novamente na receita que lhe deu o prêmio no ano passado. Em “History Repeating”, Nora Walker atua, mais uma vez, como a mãe angustiada que só quer proteger seu filho. Justin (Dave Annable), seu caçula, foi mesmo lutar na Guerra do Iraque e acabou retornando ferido para casa. Um viciado em drogas em recuperação, Justin se recusa a tomar remédios que possam fazer com que a dor que ele sente passe. Nora fica o episódio inteiro tentando convencê-lo de que ela estará ao lado dele, dando o suporte necessário para que ele evite cair novamente no caminho do vício. A performance de Sally Field, em “History Repeating”, não é feita de momentos intensos, mas ela tem um grande trunfo a favor dela. Os dramas vividos por Nora Walker são aqueles que são experimentados pela mulher comum. E isto pode fazer com que muitas das votantes da Academia de Artes e Ciências Televisivas se identifiquem com a personagem que Field interpreta em “Brothers & Sisters”.

Mariska Hargitay como Detetive Olivia Benson, “Law & Order: Special Victims Unit”
Histórico no Emmy: 5 indicações e 1 vitória nesta categoria pela sua performance em “Law & Order: Special Victims Unit” (2006)
Episódio: “Undercover”

Como o próprio nome do episódio já diz, em “Undercover”, a detetive Olivia Benson vai participar de uma operação em que estará disfarçada. Na impossibilidade de conseguir provas de que um guarda penitenciário é o culpado pelo estupro de uma jovem (Shareeka Epps), Benson se infiltra como prisioneira em uma penitenciária feminina. “Undercover” é um episódio extremamente poderoso e perturbador, o qual foi construído através de uma edição muito bem feita. Como espectador, você embarca na jornada de Olivia ao lado da personagem e vivenciará as mesmas emoções que ela. Mariska Hargitay é perfeita ao mostrar toda a vulnerabilidade e medo de Olivia Benson diante desta experiência. É, definitivamente, um episódio – e uma performance – que a deixa brigando pelo Emmy de Lead Actress in a Drama Series.

Holly Hunter como Grace Hanadarko, “Saving Grace” (TNT)
Histórico no Emmy: 6 indicações e 2 vitórias – ambas na categoria de Lead Actress in a Miniseries or Special por “Roe vs Wade” (1989) e por “The Positively True Adventures of the Alleged Texas Cheerleader – Murdering Mom” (1993)
Episódio: “Tacos, Tulips, Duck and Spices”

Holly Hunter é um daqueles casos em que encontramos uma ótima atriz num seriado que é muito chato. Ao contrário de outros profissionais de programas estreantes, Hunter submeteu ao Emmy o season-finale da primeira temporada de “Saving Grace”. Em “Tacos, Tulips, Duck and Spices”, encontramos Grace nos dias que antecedem ao aniversário de sua mãe (Jessica Walter, em uma participação especial). Por causa da ocasião, os quatro irmãos de Grace estão na cidade. No trabalho, a personagem de Hunter investiga um caso no qual sua irmã corre risco de vida. No plano pessoal, Grace tem que lidar com um trauma de infância – e é justamente nesta storyline que Holly Hunter tem suas melhores cenas. No entanto, a atriz deve ficar de fora da briga pelo Emmy.

Kyra Sedgwick como Deputy Chief Brenda Leigh Johnson, “The Closer” (TNT)
Histórico no Emmy: 3 indicações e nenhuma vitória
Episódio: “Manhunt”

Única das atrizes indicadas na categoria a não ser vencedora de um Emmy, Kyra Sedgwick seria a favorita a ganhar aqui se a premiação analisasse a temporada toda, já que não existe – no momento – atuação superior à dela na terceira temproada de “The Closer”. No entanto, os atores indicados ao Emmy submetem um episódio que eles consideram ser o seu melhor naquele ano e é aqui que Sedgwick começa a pecar. Na cabeça da atriz, a amostra perfeita de seu trabalho é “Manhunt”, episódio em que Brenda Leigh Johnson tem que desvendar a identidade de um serial killer antes que ele faça mais uma vítima. “Manhunt” tem uma estrutura narrativa muito semelhante à de “Fantasy Date” (episódio submetido por Sedgwick ao Emmy na primeira temporada de “The Closer”) e que mostra a característica diferencial de Brenda: ao contrário de outras policiais da telinha, ela VIVE seu trabalho – o que faz com que ela se coloque ainda mais em perigo durante o desempenho de suas atividades. Sedgwick tem ótimos momentos em “Manhunt”, mas falta à sua performance aquilo que Mariska Hargitay, por exemplo, possui: a conexão com o espectador. Se Kyra tivesse submetido “Ruby”, a história seria outra…

Rankings:
1. Mariska Hargitay, Law & Order: Special Victims Unit
2. Glenn Close, Damages
3. Kyra Sedgwick, The Closer
4. Sally Field, Brothers & Sisters
5. Holly Hunter, Saving Grace

Quem vai vencer? Glenn Close, que vai ganhar porque é Glenn Close e porque “Damages” está com a moral super alta com a ATAS.
Fique de olho em: Mariska Hargitay, que vem com um episódio fortíssimo.
Kyra Sedgwick, que, como dissemos em nossa análise, foi a melhor atriz da TV norte-americana na temporada 2007-2008.

Entry filed under: Prêmios.

Emmy 2008 – Lead Actor in a Comedy Series* “Última Parada 174” é o representante brasileiro no Oscar 2009

12 Comentários Add your own

  • 1. rebeca  |  setembro 16, 2008 às 11:38 pm

    eu gosto do seu blog..
    visite sempre o meu…
    valeu pelo parabéns!
    e sorte pra nós…
    abraços.

    Responder
  • 2. Matheus  |  setembro 16, 2008 às 11:51 pm

    é, acho que a Glenn Close vai ganhar mesmo, apesar de merecer mais pela temporada do que especificamente pelo episódio…

    Responder
  • 3. Kamila  |  setembro 17, 2008 às 12:09 am

    Rebeca, obrigada pela visita e pelo comentário. Sempre que puder, estarei no seu blog.

    Matheus, como eu disse na minha análise, se fôssemos analisar a temporada inteira, acredito que a vencedora deveria ser a Kyra Sedgwick.

    Responder
  • 4. Kau  |  setembro 17, 2008 às 12:58 am

    Kami, eu AMO essa categoria.

    – Glenn, “Damages”: acho que discordo de você. Sim, ela vai vencer, mas não só porque é Glenn Close e porque Damages está deixando todos loucos, hahahahaha. Ela, não só no ep. submetido mas em toda a temporada, está impressionate! Seria minha segunda favorita.

    – Sally, “Brothers & Sisters”: o elenco desta série é o melhor dentre a categoria Drama. Todos são afiadíssimos e Field não faz por menos. Vem com um ep. muito bonito, mas já não tem chance.

    – Mariska, “Law & Order SVU”: só assisto a série por causa dela. Vem crescendo muito e fez uma temporada GENIAL! É minha preferida e ficarei feliz ao cubo se ela for a vencedora. A sua submissão é impecável.

    – Holly, “Saving Grace”: olha, essa série é simpática, mas às vezes eu a odeio, rsrsrsrs! Holly é boa aqui, mas nada que mereça um prêmio.

    – Kyra, “The Closer”: a série me conquistou, pronto. E Kyra conseguiu este feito também, embora fique lá na quarta posição =/

    Bjos!

    Responder
  • 5. Kamila  |  setembro 17, 2008 às 1:26 am

    Kau, você não acha que o nome de Glenn Close tem peso na premiação??? 🙂

    Eu desisti de assistir “Saving Grace” no terceiro episódio. Ô, série chata!!!!

    A minha favorita da categoria é a Kyra. Acho que ela é a melhor atriz trabalhando na TV!

    Beijos!

    Responder
  • 6. Lucas  |  setembro 17, 2008 às 4:23 am

    O grande problema do EMMy é essa questão de submeter episódios, o que pode prejudicar ou ajudar alguém.

    Exemplo: Mariska Hargitay não fez nada nessa temporada de L&O: SVU e ganhou um episódio para disputar o EMMY, UM só.

    Kyra Sedgwick fez uma temporada excelente, mas não foi feliz na escolha, se tivesse escolhido Blindsided (a cena do elevador é FANTÁSTICA) com certeza teria mais chances.

    Holly Hunter eu acho que tem MUITAS chances, tanto pelo nome, quanto pela atuação. A série pode até não agradar, mas Holly faz milagres com o roteiro, e isso é boa atuação.

    Sally Field faz um repeteco do ano passado, porém nessa não tem uma grande cena de choro.

    Glenn Close talvez vença só pelo nome, mas ela está bem no piloto da série, principalmente na cena do carro e na seqüência final com a coleira.

    Meu ranking:
    Kyra Sedgwick
    Glenn Close
    Holly Hunter
    Sally Field
    Mariska Hargitay

    Responder
  • 7. Kau  |  setembro 17, 2008 às 3:36 pm

    Kami, então o nome da Kyra, Sally e Holly também pesariam, pois são atrizes maravilhosas no cinema que estão fazendo sucesso na TV.

    Melhor atriz na TV? Rachel Griffiths!

    Bjos.

    Responder
  • 8. Kamila  |  setembro 17, 2008 às 5:12 pm

    Kau, só o nome de Holly e Sally pesariam, acredito, já que Kyra nunca teve uma carreira no cinema tão grande quanto a delas. Beijos!

    Responder
  • 9. Vinícius P.  |  setembro 17, 2008 às 10:34 pm

    Daqui não vejo “Law and Order” (apesar de conhecer o trabalho da Mariska em alguns episódios da série e por isso mesmo também acho que ela vem forte) e “Saving Grace” (acompanho a segunda temporada sem ter visto a primeira. Apesar do bom trabalho da Hunter, a série é bem brega e chata como você disse).

    Glenn Close- adoro atriz e acredito que faça um trabalho muito competente em “Damages”, mas eu por exemplo não votaria nela. Primeiro pelas outras performances melhores da categoria (Field e Sedgwick), segundo pelo fato do “Pilot” não ser um grande episódio para sua personagem.

    Sally Field- só não vence novamente por causa do prêmio em 2007, mas se tivesse perdido aquele, não tinha dúvidas que viria para a briga com a Glenn Close e teria até chances de sair vitoriosa. A submissão é muito boa.

    Kyra Sedgwick- como comentado, não tem para ninguém: ela é mesmo a melhor atriz da TV na atualidade. Acho que ela quis impressionar com essa submissão, já que é um episódio mais forte para Brenda, mas também ficaria com “Ruby” ou mesmo “Blindsided”.

    VENCE: Glenn Close (alt. Kyra Sedgwick)
    MERECE: Kyra Sedgwick (alt. Sally Field)

    Responder
  • 10. Kamila  |  setembro 17, 2008 às 11:18 pm

    Lucas, eu também tenho minhas relutâncias com o sistema de votação do Emmy. Às vezes, isso é muito injusto. Eu concordo com o que você disse a respeito da Holly Hunter. A série dela é ruim, mas eu consegui passar por este episódio por causa da atuação dela! E acho que, se a Kyra tivesse ido de “Ruby”, não tinha para ninguém. O Emmy era dela!

    Vinícius, eu também não votaria na Glenn Close. Não achei o episódio da Sally Field tão poderoso assim, ainda mais se comparado aos das outras concorrentes. A Kyra deveria ter pensado mais na conexão com o votante. “Ruby”, um episódio difícil, mas marcante, faria isto por ela. Ainda não me conformo de que ela vai perder outro Emmy. Um absurdo!!!!

    Responder
  • 11. Ana  |  setembro 18, 2008 às 6:07 pm

    Meu caro Lucas;respeito sua opinião mas decididamente você não deve assistrir Lei e Ordem SVU para dizer que Marisca só tem um episódio bom na temporada.Quem assiste SVU sabe que Mariska é simplesmente sensacional em todos os episódios. Essa atriz é fantástica e se ela ganhar será com todos os méritos.Sinceramente eu só assisto SVU para ver o seu desempenho.A serie é maravilhosa, os episódios são bem escritos e bem desenvolvidos. Se a temporada não foi a melhor a atriz não tem culpa, assim como não tem culpa no crtitério adotado pela direção do Emmy de escolher com base em um episódio apenas.Infelizmente acho que Glen Close leva, mas torço por Mariska. Ela merece, que assiste SVU sabe do que estou falando.

    Responder
  • 12. Kamila  |  setembro 18, 2008 às 7:28 pm

    Ana, pelo sistema de votação adotado pelo Emmy Awards, acredito que Mariska Hargitay deve vencer, pois submeteu o melhor episódio dentre as indicadas. Se fosse adotado o critério da temporada, acho que Kyra Sedgwick merecia vencer. Obrigada pela visita e pelo comentário.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 456.131 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: