Viagem ao Centro da Terra – O Filme

julho 25, 2008 at 2:38 pm 34 comentários

O escritor francês Júlio Verne é considerado, por críticos literários, como o grande precursor do gênero de ficção científica. Da sua bibliografia, foram adaptados para o cinema cerca de 33 livros. “Viagem ao Centro da Terra”, obra que Verne lançou, em 1864, foi transposta para a grande tela oito vezes – a mais recente é justamente a adaptação dirigida por Eric Brevig e que foi escrita por Michael Weiss, Jennifer Flackett e Mark Levin.

 

Os três roteiristas não tentam disfarçar em nenhum momento o fato de que o filme se trata mesmo de uma adaptação do clássico livro de Júlio Verne. Ou seja, a estrutura do roteiro é idêntica àquilo que se lê em “Viagem ao Centro da Terra”. O Professor Trevor Anderson (Brendan Fraser) segue a mesma linha de pesquisa que seu falecido irmão, Max Anderson (Jean Michel Paré). Ao receber o sobrinho Sean (Josh Hutcherson, de “Ponte Para Terabítia”) em sua casa, Trevor redescobre a cópia que o irmão possuía do livro de Verne e ao relê-lo, encontra várias pistas que indicam que Max estava procurando o tão falado Centro da Terra.

 

Munidos de tais informações, Trevor e Sean embarcam para a Islândia, país aonde contratam a guia Hannah (Anita Briem). Com ela, tio e sobrinho partem em uma jornada que os irá levar à descoberta de um mundo perdido que é fantástico, fascinante e perigoso – e que muito se assemelha ao que foi descrito por Júlio Verne em “Viagem ao Centro da Terra”.

 

A cópia de “Viagem ao Centro da Terra – O Filme” que estreou em minha cidade, infelizmente, não é a que possui a tecnologia 3D. Por isso, imagino que a experiência de assistir a este filme com este recurso seja um tanto diferente. Apesar dos ótimos efeitos visuais, o que mais incomoda no trabalho dos roteiristas Michael Weiss, Jennifer Flackett e Mark Levin é justamente a falta de imaginação na adaptação do clássico de Júlio Verne. Claro que eles podem emular o quanto quiserem o livro de Verne, mas não custava nada pedir que eles dessem sua própria interpretação ao que foi escrito pelo francês. Esta vontade dos roteiristas não condiz com a proposta do diretor Eric Brevig, que queria proporcionar ao espectador uma vivência totalmente nova ao conferir seu filme.

 

Cotação: 4,0

 

Viagem ao Centro da Terra – O Filme (Journey to the Center of the Earth, 2008 )

Diretor: Eric Brevig

Roteiro: Michael Weiss, Jennifer Flackett e Mark Levin (tendo como base o livro de Júlio Verne)

Elenco: Brendan Fraser, Josh Hutcherson, Anita Briem, Seth Meyers, Jean Michel Paré

Entry filed under: Cinema.

Conheçam Alice ATAS Anuncia os Nomes dos Apresentadores do Emmy 2008

34 Comentários Add your own

  • 1. Alex Sandro Alves  |  julho 25, 2008 às 5:38 pm

    Vou aproveitar o gancho dado pela Kamila para falar sobre algo que quase sempre acontece quando uma obra literária é adaptada.

    Quando o roteirista apenas transpõe para a tela grande o que está relatado no romance ele é academico demais e nada criativo. Mas quando toma “liberdades artísticas” em cima do material adaptado é achincalhado pelos fãs por ter tido a ousadia de ter mudado fatos e passagens imortalizadas pelo autor da obra em questão. Juro que não consigo entender.

    Eu ainda não vi o filme Kamila. Se for assistir no cinema quero vê-lo em 3D. Também acho que a experiência deve ser totalmente diferente de uma cópia “normal”. Brendan Fraser nasceu para viver aventureiros e idiotas no cinema. Ele é perfeito nestes papéis!

    Responder
  • 2. Kau  |  julho 25, 2008 às 7:20 pm

    Kami, querida. Você ainda conseguiu dar uma nota mais baixa que a minha! Hahahahaha, mas deve ser decorrente da “não exibição” em 3D. Ainda assim, acho que o diretor, como eu já disse, se preocupou demais com a parte tecnológica do seu filme e deixou a história e o elenco totalmente de lado.
    Como fã de Julio Verne, acho que o anterior filme com o mesmo título conseguiu fazer muito mais com muito menos.
    Bjos e ótimo fds!

    Responder
  • 3. Otavio Almeida  |  julho 25, 2008 às 7:45 pm

    Olha, Kamila, não sei se foi culpa do filme, mas eu saí com dor de cabeça. E fiquei assim no dia seguinte inteiro.

    Bjs! E bom final de semana!

    Responder
    • 4. lidy  |  junho 1, 2009 às 5:52 pm

      Olha Kamila,eu tbm assisti o filme e fikei com muito dor de cabeça!!!
      Mais achei legal!!!
      BJKS!

      Responder
  • 5. Pedro Henrique  |  julho 25, 2008 às 8:44 pm

    Também, com Brendan Fraser no elenco só podia dar errado. Olha que ele estava se encontrando após um desempenho satisfatório em “Ligados Pelo Crime”.

    Só vejo em dvd, Kamila. Bom fim de semana!

    Responder
  • 6. Vinícius P.  |  julho 25, 2008 às 10:21 pm

    A cada nova crítica minha vontade para ver esse “Viagem ao Centro da Terra” diminui. Para mim o Brendan Fraser só participa de projetos discutíveis há muito tempo, e é por isso que pensarei duas vezes antes de ver o novo filme da série “A Múmia”. Abraço!

    Responder
  • 7. Kamila  |  julho 25, 2008 às 11:43 pm

    Alex, concordo em relação ao que disse sobre o Brendan Fraser. Ele funciona muito bem nesse tipo de personagem. Quanto ao comentário sobre as adaptações: eu acredito que um filme baseado em um material previamente publicado deve dar sua própria visão ao que foi escrito, ao invés de tentar repetir o que já existe. O meio cinema é diferente do meio literário e o roteirista deve saber se aproveitar disso.

    Kau, esta é a primeira adaptação da obra do Verne que assisto. Concordo que a parte visual é boa, mas os personagens mal trabalhados. Beijos e bom final de semana para você também!

    Otavio, acho que a sua dor-de-cabeça foi resultado da falta de costume a assistir um filme em 3D. 🙂
    Beijos e bom final de semana!

    Pedro, ah, mas o Brendan Fraser já se deu bem em outros papéis. Gosto dele em “Deuses e Monstros” e “Crash – No Limite”. Bom final de semana!

    Vinícius, isso é verdade! Eu, por exemplo, não pretendo ver “A Múmia”, já que nunca assisti a nenhum filme da série. Abraço e bom final de semana!

    Responder
  • 8. Otavio Almeida  |  julho 26, 2008 às 12:02 am

    Hora essa, Kamila! Como assim não vai ver A MÚMIA??? 🙂

    É melhor que esse VIAGEM AO CENTRO DA TERRA. Pelo menos deste filme, né…

    Bjs!

    Responder
  • 9. João Paulo  |  julho 26, 2008 às 12:16 am

    Realidade … o filme SÓ PRESTA COM A PORCARIA DO OCULOS .. depois vira dor de cabeça …

    Responder
  • 10. Weiner  |  julho 26, 2008 às 12:27 am

    A única coisa que conhecia de Júlio Verne era o livro “Volta ao Mundo em 80 Dias” (é dele, não é?) e suas duas adaptações frustradas (a de 1956 e a de 2004). Nme conhecia o roteiro deste “Viagem ao Centro da Terra”, embora realmente seja uma obra que eu tenha lembranças acerca do nome.
    O Otávio disse que recomendaria esta produção apenas em sessões 3D – que realmente constituiriam a única novidade nesta empreitada. O Fraser é comum de filmes pipoca, e embora eu adore “As Múmias”, creio que este não vai me agradar muito.
    E aqui ainda nem estreou.
    Ando aproveitando as férias em outras cidades (tipo goiânia e Brasília), para pôr em dia os filmes que não passam aqui 😉
    Abraço!

    Responder
  • 11. Cassiano Sairaf  |  julho 26, 2008 às 12:44 am

    Tb já tinha ouvido críticas horrorosas desse filme, vc é a primeira escrita.

    Responder
  • 12. Kamila  |  julho 26, 2008 às 2:04 am

    Otavio, eu não vou ver mesmo “A Múmia”. Vou guardar o dinheiro do ingresso para outro filme. Beijos!

    João, pena que não pude assistir ao filme com o recurso 3D.

    Weiner, “A Volta ao Mundo em 80 Dias” é de Julio Verne, sim. Aproveite suas férias e deixe para assistir outros filmes que não sejam este. 🙂 Abraço!

    Cassiano, então nem preciso dizer para você ficar longe desse filme.

    Responder
  • 13. Rafael Carvalho  |  julho 26, 2008 às 5:20 am

    Devo assistir a esse filme nesse final de semana, mas não estou muito empolgado não. Aqui a cópia também não é 3D, o que é uma pena. Mas quem manda morar no interior?

    Responder
  • 14. Cassiano Sairaf  |  julho 26, 2008 às 2:40 pm

    Kamila, vc acaba dizendo isso no post|!

    Responder
  • 15. Mateus  |  julho 26, 2008 às 4:33 pm

    Bom, vi esse filme ontem mesmo e achei ele sem nada de especial e teoricamente dispensável.

    Abraço
    Mateus

    Responder
  • 16. Kamila  |  julho 26, 2008 às 5:31 pm

    Rafael, o problema é que salas de 3D, no Brasil, só mesmo no eixo Rio-São Paulo ou nas grandes metrópoles brasileiras. Sugiro que assista ao filme sem expectativa mesmo.

    Cassiano, exatamente!

    Mateus, a única coisa especial que vi no filme foram os efeitos visuais. Abraços!

    Responder
  • 17. Wally  |  julho 28, 2008 às 7:04 am

    As impressões sobre este filme estão sendo broxantes. Mesmo que a crítica americana em sí não ter sido muito rígida, acho que o filme falha mesmo como cinema, mesmo que seja bom 3-D.

    Eu acho que vou deixar para o DVD, visto que aqui também não tem cinemas com a nova tecnologia.

    Ciao!

    Responder
  • 18. fabiana  |  julho 28, 2008 às 8:21 pm

    Não, obrigado. Talvez quando passar na tela quente.

    Responder
  • 19. Kamila  |  julho 28, 2008 às 9:03 pm

    Wally, realmente, a crítica tem sido dura com este filme. E você está certo: o filme falha como cinema.

    Fabiana, você está certa!

    Responder
  • 20. iago  |  agosto 21, 2008 às 6:57 pm

    eu quero por farvo o filme viagem ao centro da terra

    Responder
  • 21.  |  novembro 29, 2008 às 10:25 pm

    o filme mais idiota de todos os tempos, perdi meu tempo vendo essa porcaria que deveria ser recomendado para crianças de 0 á 6 anos…
    os personagens devem ser feitos de borracha, pois sofrem quedas de centenas de km e não quebam nem um dedo. pqp!!!!!!

    Responder
  • 22. Kamila  |  novembro 30, 2008 às 1:26 am

    , interessante seu comentário!!!

    Responder
  • 23. max  |  dezembro 20, 2008 às 2:22 pm

    eu amo esse filme! eu tenho o dvd! ai tdos os dias eu vejo o making of do Sean(Josh Hutcherson)
    e tenho esperança de um dia ser um ator que nem ele!
    eu se deus quiser eu vou ser ator!!

    Responder
  • 24. Kamila  |  dezembro 21, 2008 às 2:14 am

    Max, boa sorte na carreira de ator! O Josh é um ator de muito talento. Adoro a performance dele em “Ponte Para Terabítia”.

    Responder
  • 25. gata da vinte  |  janeiro 11, 2009 às 2:05 pm

    gemte eu adoro esse filme!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Responder
  • 26. Kamila  |  janeiro 11, 2009 às 5:38 pm

    Gata da Vinte, que bom!!!

    Responder
  • 27. Marii  |  agosto 24, 2009 às 8:25 pm

    aaah eu nunka vii o filme.. mas se for assim tao bom q nem vcs tao falando ach q vale a penaa ver neeh ? =P
    Maaais o filme n tem nda a vre com a hist ? Ou tem ?
    aaah =P

    Responder
    • 28. Kamila  |  agosto 24, 2009 às 10:31 pm

      Marii, o filme não é tão bom assim, não!!!

      Responder
  • 29. eduarda  |  novembro 22, 2010 às 3:46 pm

    resuma isso dai é mto grande

    Responder
  • 30. Kamila  |  novembro 22, 2010 às 9:26 pm

    eduarda, não entendi, sinceramente…

    Responder
  • 31. vitoria  |  março 21, 2011 às 5:08 pm

    asisti esse filme na escola e achei muito interressante por isso vim atras de vestigios dele.

    Responder
    • 32. Kamila  |  março 21, 2011 às 9:21 pm

      Vitoria, obrigada pela visita e pelo comentário!

      Responder
  • 33. Yanka Cristina  |  setembro 5, 2011 às 1:22 pm

    oi kamila… amei de corasao o seu filme “viajem ao centroda terra” adoro esses tipos de filmes e o seu me konkistou… eu fikei ipnotizada… me snti como se tivesse dentro do filme e amei os personagens

    Responder
    • 34. Kamila  |  setembro 5, 2011 às 10:22 pm

      Yanka, legal!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,030 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: