Ruffian

junho 25, 2008 at 8:41 pm 36 comentários

É inegável que os norte-americanos adoram filmes que possuem uma temática esportiva. Na maioria das vezes, tais obras retratam os próprios valores dos Estados Unidos, um país competitivo, em que seus habitantes aprendem, desde cedo, a dar valor ao trabalho duro, ao sacrifício e à força de vontade e de superação como forma de atingir seus objetivos principais.

 

Baseado em fatos reais, “Ruffian”, do diretor Yves Simoneau (de “Enterrem Meu Coração na Beira do Rio”), se passa nos anos de 1974—1975, quando a federação responsável pelas corridas de cavalos andava bastante preocupada com a falta de público em suas arenas. É justamente nesta época em que o treinador Frank Whiteley (Sam Shepard, que foi indicado ao SAG Awards 2008 pela sua performance neste telefilme) recebe a potranca Ruffian em seu haras. O cavalo logo prova ser uma daquelas espécies raras, que alia velocidade a uma forte estrutura corporal. O resultado: nas competições entre as potrancas, Ruffian bate todos os recordes, se tornando uma grande vencedora – bem como um enorme ídolo, que passa a encher novamente as arenas em que acontecem as corridas.

 

A jornada de Frank Whiteley e Ruffian nos é narrada pelo jornalista Bill Nack (Frank Whaley), um fanático pelo esporte de corridas de cavalos. Ele mantém uma visão bem romantizada a respeito da competição e trata os cavalos como as verdadeiras estrelas do show. Através dos textos que faz para o meio de comunicação no qual trabalha, Frank se torna o grande entusiasta de uma corrida que unirá os dois maiores vencedores dos páreos norte-americanos: de um lado, a potranca Ruffian; e de outro, o cavalo Foolish Pleasure. A ocasião ultrapassa os limites de um grande acontecimento esportivo e passa a ser vista como uma verdadeira guerra dos sexos, já que unirá um participante do sexo masculino e outra do sexo feminino.

 

Por estes elementos, já dá para perceber que “Ruffian” não é o típico filme de temática esportiva. Ao contrário de outros longas do gênero, o telefilme dirigido por Yves Simoneau não conta uma história inspiradora e triunfante, daquelas que marca uma época. O que assistimos é o relato de uma jornada centrada na pessoa, ou seja, o roteiro enfoca os personagens que fazem parte deste acontecimento: Frank Whiteley e sua equipe, a potranca Ruffian e o jornalista Bill Nack. E é esta decisão narrativa que faz de “Ruffian” um filme emocionante, especialmente em seu último ato.

Cotação: 8,5

Ruffian (Ruffian, 2007)
Diretor: Yves Simoneau
Roteiro: Jim Burnstein, Garrett K. Schiff
Elenco: Sam Shepard, Frank Whaley, Nicholas Pryor

Entry filed under: TV.

Agente 86 2 Dias em Paris

36 Comentários Add your own

  • 1. Otavio Almeida  |  junho 25, 2008 às 9:00 pm

    Ah… Foi feito para a TV. Não conhecia esse filme, Kamila. Mas diga-me, o que você acha de SEABISCUIT?

    Bjs!

    Responder
  • 2. Fabio Rockenbach  |  junho 25, 2008 às 9:01 pm

    Por tudo que você escreveu Kamila, lembra muito Seabiscuit, um dos filmes que mais gosto de (re)ver, que não era um filme sobre corrida de cavalos, mas um filme que mostrava como personagens com dramas fortes resistiram à grande depressão e a seus problemas particulares ancorados na história de um cavalo que era chacota de todos e se tornou uma lenda no esporte. Só por explorar dramas pessoais, Ruffian me interessou, principalmente depois de ler o que você escreveu.
    Outra coinscidência: depois de 20 anos, estou com “O Corcel Negro” em casa e pretendo rever neste final de semana, para saber se a emoção que senti quando criança era genuína do filme ou da idade.
    Belo texto!
    Abraço

    Responder
  • 3. Isabela  |  junho 25, 2008 às 9:06 pm

    Esse eu não conhecia.

    Responder
  • 4. Sérgio Déda  |  junho 25, 2008 às 9:07 pm

    Nunca ouvi falar neste filme.. feito para a tv neh..
    E nunca assisti tb Seabiscuit, embora muita gente tenha elogiado o filme.. vou ver se procuro asssistir os dois..

    vlws

    Responder
  • 5. Kamila  |  junho 25, 2008 às 9:38 pm

    Otavio, exatamente. “Ruffian” é um filme feito especialmente para a TV. Gosto de “Seabiscuit”, um filme bem feito, com uma mensagem bonita. Tem muito a ver com “Ruffian”.

    Fabio, como disse ao Otavio, “Ruffian” tem muito a ver com “Seabiscuit” especialmente porque a potranca se tornou um ídolo nacional, chamando a atenção para o esporte de corrida de cavalos no momento em que eles mais precisavam.

    Isabela, “Ruffian” é um filme especialmente produzido para a TV e que está passando na HBO Brasil. Se tiver o canal, é só ficar de olho na programação

    Sérgio, conheci o filme por causa da indicação do Sam Shepard ao SAG Awards e me lembrei do nome ao ver a programação da HBO Brasil. Faça depois essa sessão dupla de filmes sobre corridas de cavalos.

    Responder
  • 6. Vinícius P.  |  junho 25, 2008 às 10:24 pm

    Kamila, é como comentei na votação de filmes esportivos lá no blog: acho que o público brasileiro tem uma certa resistência a esse tipo de produção por justamente mostrarem competições tipicamente americanas. E se a comparação com “Seabiscuit” é válida (o filme foi um dos meus favoritos em seu ano de lançamento), já fiquei mais ansioso para esse “Ruffian”. Abraço!

    Responder
  • 7. Kamila  |  junho 25, 2008 às 10:43 pm

    Vinícius, você está certo. A gente não consegue se identificar muito com as mensagens passadas por esse tipo de filme. Particularmente, eu adoro o gênero e sempre me emociono com filmes nesse estilo. Abraço!

    Responder
  • 8. Rodrigo Fernandes  |  junho 25, 2008 às 11:06 pm

    gostei do “Seabiscuit” e como andam comparando com essa produção feita diretamente pra tv… comc erteza irei gostar.. agora só falta saber onde encontra-lo…rs
    Beijos, Kamila!!!

    Responder
  • 9. Kamila  |  junho 25, 2008 às 11:35 pm

    Rodrigo, ou você assiste ao filme na HBO ou vai esperar pelo lançamento em DVD.

    Responder
  • 10. Alex Gonçalves  |  junho 25, 2008 às 11:58 pm

    Kamila, só boas notas, heim? Tentarei ver todos os filmes que você publicou críticas recentemente, especialmente “Agente 86”. Enquanto a este telefilme admito que não o conhecia, mas como essas produções andam ganhando uma boa distribuição em DVD em nosso país, um dia eu o vejo.

    Responder
  • 11. Lucas  |  junho 26, 2008 às 3:46 am

    Não conhecia esse filme. Se texto e nota me deixaram curioso.

    Responder
  • 12. João Paulo  |  junho 26, 2008 às 11:50 am

    Dependendo do projeto, eles conseguem transpor a linguagem de tv para cinema … porém existe filme que é ao contrario e isso … é pessimo …

    e outra de como o filme esportivo é desenrolado … pode ser assaz emocionante … ou um exercicio de paciencia …

    Responder
  • 13. Ramon  |  junho 26, 2008 às 2:43 pm

    Eu também gosto de filmes com temática esportiva.
    E com sua nota, esse já se mostra uma obra imperdível.
    Vou conferir, assim que possível.

    Responder
  • 14. Rafael Moreira | Fortaleza - CE  |  junho 26, 2008 às 4:17 pm

    Não gosto muito de filmes onde o tema principal é esportiva. A menos, é claro, que o diretor saiba aproveitar um lado dramático, como é o caso de “Seabiscuit”. Ainda não assiti “Ruffian” e tão cedo não irei pelo que parece. Por aqui ele não apareceu, vou esperar ir pra DVD 😦

    Abraço Kamila!

    Responder
  • 15. Roberto Queiroz  |  junho 26, 2008 às 6:15 pm

    Disse meu pai que viu o cavalo Ruffian correr e, palavras dele, o animal era ainda melhor do que o mostrado no filme. Honestamente, já vi produções sobre o tema mais bem elaboradas. No entanto, o filme tem o seu valor pela homenagem ao cavalo e por se tratar de uma produção de proporções modestas. Recopmendo Seabiscuit, que me surpreendeu mais como história.

    Quer discutir a imprensa?
    acesse http://robertoqueiroz.wordpress.com

    Responder
  • 16. Pedro Henrique  |  junho 26, 2008 às 6:18 pm

    É importante, o último ato. Foi justamente o que mais gostei no filme. Ruffian funciona bem.

    Abraço, Kamila!

    Responder
  • 17. Marcel Gois  |  junho 26, 2008 às 7:11 pm

    Ótima nota, se eu tivesse HBO eu ia procurar assistir, mas não tenho =/ dae fica difícil, deve ser complicado para encontrar. Mas como alguns comentários aí em cima, me lembrou Seabiscuit que eu aina não assisti, acho que compensa, não? 😀 Mas ainda assim se tiver a oportunidade de assistir Ruffian, não deixarei passar. Valeu pela dica =D

    Responder
  • 18. Kamila  |  junho 26, 2008 às 9:07 pm

    Alex, se Deus quiser você ainda assistirá a este filme!

    Lucas, que bom!

    João, os telefilmes, geralmente, possuem uma técnica menos “vistosa” que as dos filmes de cinema. Este “Ruffian”, além de bem feito, conta uma história muito bonita e verdadeiramente emocionante.

    Ramon, se gosta de filmes assim, então nem pense em perder “Ruffian”.

    Rafael, estou torcendo pelo lançamento deste telefilme em DVD.

    Roberto, não sabia da existência de outros filmes sobre a potranca Ruffian, mas imagino que eles tenham existido, já que a mesma se transformou num grande ídolo nos EUA.

    Pedro, que bom que também gostou do filme. Abraços!

    Marcel, “Seabiscuit” compensa, sim. Mas, depois, não se esqueça de conferir “Ruffian”.

    Responder
  • 19. thiago  |  dezembro 31, 2008 às 5:37 am

    esse filme me emocionou eu gosto muitos de cavalos quandi vi que a ruffian tinha morrido fiquei triste

    Responder
  • 20. Kamila  |  janeiro 1, 2009 às 6:42 pm

    Hugo, este filme também me emocionou demais. Conta uma história belíssima!!!

    Responder
  • 21. Gizeli Palin  |  janeiro 23, 2009 às 10:11 am

    Seabiscuit é um dos melhores filmes veridicos que já assisti, porque envolve 4 pessoas problematicas que se envolvem para transformar um cavalo de poucas chances aos olhos humanos, mas é o cavalo que tranforma a vida de todos os envolvidos…é lindo!!!!

    Responder
  • 22. Kamila  |  janeiro 24, 2009 às 1:41 am

    Gizeli, o mesmo acontece aqui em “Ruffian”.

    Responder
  • 23. marcio cesar gonçalves  |  fevereiro 4, 2009 às 4:42 pm

    onde consigo comprar esse filma da egua ruffian,espero obter uma resposta ,um abraço.

    Responder
  • 24. marcio cesar gonçalves  |  fevereiro 4, 2009 às 4:44 pm

    onde consigo comprar esse filme da egua ruffian espero uma resposta ,meu email é mcgchacal@hotmail.com um abraço.

    Responder
  • 25. karla ligia  |  março 1, 2009 às 2:04 pm

    A eu adorei o filme de RUFFIAN o filme realmente dramatico que cativa qualquer pessoa.!
    Eu realmente me emocionei no final quando RUFFIAN a égua quebra sua pata, depois dessa sena eu não conseguia mais parar de chorar realmente muito sofrimento, acho que esse filme nos encina muito a encherga o mundo.!
    Nunca tive a oportunidade de asistir Seabiscuit mais pelo o que todos andaram comentando aque deve ser um filme realmente lindo e especial.
    Vou procurar saber onde posso achalo para poder asistir, principalmente porque adoro filmes de cavalos e de todos ele os que eu mais gostei e me emocionei foram RUFFIAN e CORCEL NEGRO.!
    Muito obrigada e adorei o jeito que você descrevel o filme de RUFFIAN então pessoal não deixe de asistir RUFFIAN realmente vocês iram se emocionar.!

    Responder
  • 26. Kamila  |  março 1, 2009 às 7:06 pm

    Marcio, você já tentou ir atrás do filme em lojas especializadas???

    Karla, se você gostou de “Ruffian”, deve apreciar “Seabiscuit” e “Sonhadora”, que é outro filme nesse gênero. Obrigada pela visita e pelo comentário.

    Responder
  • 27. gobira  |  setembro 30, 2009 às 10:54 pm

    colegas o filme eu já baixei faz tempo, mas até hoje nao consegui uma legenda.. alguem teria????

    Responder
    • 28. Kamila  |  setembro 30, 2009 às 10:57 pm

      Gobira, não tenho, infelizmente, e nem sei onde você poderia encontrar a legenda!

      Responder
  • 29. Silvana  |  dezembro 27, 2009 às 10:25 pm

    Esse filme é maravilhoso. Tinha assistido na TV e não lembrava o nome.

    Graças a ti pude ter essa informação.

    Obrigada!

    Responder
    • 30. Kamila  |  julho 18, 2010 às 10:12 pm

      Silvana, de nada!

      Responder
  • 31. Pé de Pano  |  janeiro 7, 2012 às 11:45 pm

    Secretariat foi o melhor de todos segundo o que pesquisei =)

    até hj ninguém bateu o record daquele cavalo…rs… 31 cavalos de espaço a frente do segundo colocado na final de uma triplice coroa bem como o record da pista em que ele correu…

    Bom filme e baseado e fatos reais… recomendo

    Responder
    • 32. Kamila  |  janeiro 8, 2012 às 10:16 pm

      Pé de Pano, ainda não assisti ao filme baseado na história de Secretariat, que todo mundo recomenda.

      Responder
  • 33. web  |  fevereiro 26, 2012 às 2:51 pm

    secretariat é otimo, mas estou atras da legenda de ruffian alguem sabe onde encontrar?

    Responder
    • 34. Kamila  |  fevereiro 26, 2012 às 8:57 pm

      Web, você já tentou nos sites que, normalmente, oferecem legendas para filmes e seriados de TV?

      Responder
  • 35. rrr  |  março 20, 2012 às 8:52 pm

    nao acho esse filme Ruffian!!!!

    me ajudem por favor

    Responder
    • 36. Kamila  |  março 20, 2012 às 11:15 pm

      rrr, infelizmente, não tenho como te ajudar. Assisti a este filme há um bom tempo na HBO.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


A autora

Kamila tem 29 anos, é cinéfila, leitora voraz, escuta muita música e é vidrada em seriados de TV, além de shows de premiações.

Contato

cinefilapn@gmail.com

Último Filme Visto

Lendo

Arquivos

Blog Stats

  • 453,059 hits

Feeds


%d blogueiros gostam disto: